Segunda geração chega ao Brasil no segundo semestre, importada da Argentina

Segunda geração do Chevrolet Cruze em testes em São Bernardo do Campo (SP).
Reprodução/Motor Chase
Segunda geração do Chevrolet Cruze em testes em São Bernardo do Campo (SP).

Além das versões renovadas de Onix e Prisma , a nova geração do Chevrolet  Cruze é uma das principais novidades da General Motors para este ano. O sedã, que chega ao Brasil no segundo semestre, foi flagrado em testes em São Bernardo do Campo (SP). As fotos, publicadas pelo site Motor Chase , revelam que as unidades de teste usam placa de São Paulo, o que pode indicar que são veículos usados por fornecedores – se fosse da GM , teria placa de Gravataí, Joinville, São Caetano do Sul ou São José dos Campos, cidades onde a marca tem fábricas.

Chevrolet Cruze
Divulgação
Chevrolet Cruze

A camuflagem serve apenas para despistar um pouco, pois já conhecemos o visual do sedã. Foi apresentado em 2014 e começou a vender nos EUA no final de 2015. Os faróis ficam colados a uma pequena grade com a gravatinha da Chevrolet. Logo abaixo, no para-choque, há outra entrada de ar. É uma reinvenção mais agradável da conhecida grade bi-partida que a empresa utiliza há anos.

Segunda geração do Chevrolet Cruze em testes em São Bernardo do Campo (SP).
Reprodução/Motor Chase
Segunda geração do Chevrolet Cruze em testes em São Bernardo do Campo (SP).

Chega para mudar completamente o Cruze   vendido atualmente no Brasil. A nova plataforma, chamada D2XX, foi desenvolvida sob a tutela da Opel para equipar carros de tração dianteira da GM. É mais longa, principalmente no entre-eixos: 6,8 cm a mais no comprimento total e 1,5 cm entre as rodas dianteiras e traseiras.

A motorização nacional é um mistério. Muitos falam sobre a adoção do 1.4 turbo de 154 cv e 24,4 kgfm de torque, com injeção direta e bloco de alumínio, o mesmo utilizado nos EUA, mas preparado para receber etanol. O site Argentina Autoblog menciona um motor 1.5 turbo de 160 cv.

O local da produção ainda é incerto. A GM modernizou a fábrica em Rosário (Argentina) e as apostas são que o sedã virá importado do país vizinho. O  Cruze Sport6 , com carroceria hatchback, fica apenas para 2017.

Fonte:  Motor Chase

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.