Utilitário derivado do Volkswagen Gol aparece em testes. Deve contar com motores 1.6, 1.0 turbo e 1.4 turbo.

A nova linha do Volkswagen Gol terá um SUV compacto. O lançamento está previsto para o final de 2018.
Reprodução/AutoExpress
A nova linha do Volkswagen Gol terá um SUV compacto. O lançamento está previsto para o final de 2018.

O novo Volkswagen Gol vem aí, como já adiantamos  com as fotos de seu equivalente na Europa, o novo Polo. Uma boa notícia é que a linha do Gol não vai ficar apenas em hatch e no sedã Voyage, passando a incluir também um SUV compacto, baseado no conceito T-Cross Breeze do Salão de Genebra (Suíça) e que será fabricado no Brasil no final de 2018. Será o concorrente do Ford EcoSport, Honda HR-V, Hyundai ix25 e Nissan Kicks.

Esqueça o antigo projeto do Volkswagen Taigun, apresentado no Salão do Automóvel em 2012. Feito com a plataforma do Up!, ele foi cancelado. A aposta agora é usar outra base, a MQB A0, uma variação da arquitetura MQB usada no Golf. Essa plataforma, mais simples, foi desenvolvida para carros de países emergentes, como o nosso Volkswagen Gol , com entre-eixos de 2,56 metros.

Apresentado no Salão de Genebra (Suíça), o conceito T-Cross Breeze adianta o design do futuro SUV baseado no Volkswagen Gol.
Reprodução/Newspress
Apresentado no Salão de Genebra (Suíça), o conceito T-Cross Breeze adianta o design do futuro SUV baseado no Volkswagen Gol.

Mesmo com toda a camuflagem no modelo flagrado pelo site britânico AutoExpress, é possível notar que o SUV do Volkswagen Gol irá apostar no design do T-Cross Breeze. O nome, aliás, deve ser levado para a versão de produção, seguindo a tradição da marca em batizar seus utilitários com nomes que comecem com a letra T. Fontes do site inglês dizem que o crossover terá um visual bem esportivo e que as pessoas vão ficar na dúvida se é um Volkswagen ou não.

Feito no Brasil

Com 2,56 metros de comprimento, o SUV derivado do Volkswagen Gol irá brigar com Ford EcoSport, Honda HR-V, Hyundai ix25 e Nissan Kicks.
Reprodução/AutoExpress
Com 2,56 metros de comprimento, o SUV derivado do Volkswagen Gol irá brigar com Ford EcoSport, Honda HR-V, Hyundai ix25 e Nissan Kicks.

David Powels, chefão da marca no Brasil, já confirmou que teremos quatro modelos inéditos da fabricante até 2020, parte de um investimento de R$ 10 bilhões. O montante será utilizado para adequar as fábricas em São Bernardo do Campo (SP), São José dos Pinhais (PR) e Taubaté (SP) para montar carros com a plataforma MQB A0, a base do novo Volkswagen Gol. Entre eles estará o novo utilitário.

Embora alguns jornalistas digam que o T-Cross possa ser feito na Argentina, a informação que iG Carros tem é que será fabricado no Brasil, como parte da nova linha do Volkswagen Gol. Tudo indica que os hermanos passarão a montar o SUV de sete lugares baseado na picape Amarok , que teve seu desenvolvimento confirmado recentemente pelo chefe de produtos da Volkswagen Austrália.

Ainda não falam sobre motorização. O conceito T-Cross Breeze do Salão de Genebra contava com o 1.0 turbo do Up! TSI, recalibrado para gerar 110 cv. Se a Volkswagen seguir a tendência do Golf, o SUV baseado no Volkswagen Gol terá três opções: 1.6 16V MSI de 120 cv nos modelos de entrada; 1.0 turbo de 125 cv nas intermediárias; e 1.4 turbo de 150 cv para as versões topo de linha.

Assim como o Volkswagen Gol, que será mais simples do que o Polo europeu, o T-Cross nacional deverá ter um acabamento simplificado e menos equipamentos. Enquanto o modelo da Europa pode contar com o câmbio automatizado DSG de dupla embreagem, o nacional deve usar um mais antigo, o Tiptronic, como aconteceu com o Golf fabricado por aqui. Ao menos deve ter versões com tração integral, algo que não é oferecido por alguns de seus futuros rivais, como Honda HR-V e Nissan Kicks.

Fonte:  AutoExpress

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.