Série limitada do Volkswagen Gol GTI marca fim da atual geração do hatch. Descubra as primeiras informações sobre o esportivo Volkswagen Gol GTI

O Volkswagen Gol GTI volta como uma série especial de despedida, com design semelhante ao conceito Gol GT Concept do Salão do Automóvel.
Nicolas Tavares/iG Carros
O Volkswagen Gol GTI volta como uma série especial de despedida, com design semelhante ao conceito Gol GT Concept do Salão do Automóvel.

O Volkswagen Gol GTI voltará a ser produzido em edição limitada, como resposta para a ótima aceitação ao Gol GT Concept , protótipo apresentado no Salão do Automóvel deste ano. Segundo fontes ligadas à marca,  a fabricante trabalha com uma data de lançamento para o fim de 2017, para chegar às lojas em 2018, justificando o nome do modelo: “GTI 30 anos”, uma comemoração ao primeiro Gol GTI, lançado em 1988.

LEIA MAIS: Volkswagen Gol GT Concept é sonho de versão esportiva do hatch

As linhas da versão de produção do Volkswagen Gol GTI serão bem parecidas com as do conceito criado por João Carlos Pavone, chefe de design da Volkswagen América do Sul. O carro terá algumas alterações, como rodas um pouco menores do que as de 18 polegadas do protótipo, e pintura será azul combinando com o cinza, da mesma forma que o clássico de 1988. Outros elementos, como as luzes de LED no para-choque, também podem ser adotados.

Uma das grandes perguntas sobre o conceito (e que não foi respondida oficialmente) era qual é a motorização do conceito. Fontes dizem que, como usaram um Gol duas portas para montar a carroceria exclusiva, a mecânica era a mesma, com o motor 1.0 MSI de 82 cv. Não dá para usar essa motorização em um Gol GTI de verdade e levou a muita discussão sobre qual o motor adequado. Seria melhor o 1.4 TSI do Golf? Ou o 1.6 de 130 cv e 16,8 kgfm usado no Gol Rallye ?

LEIA MAIS: Golf 1.0 TSI oferece esportividade e economia a partir de R$ 74.990

Nem um deles. Sob o capô do Gol GTI estará o conjunto mecânico do Golf 1.0 TSI, com o mesmo motor turbo de 125 cv e 20,4 kgfm de torque, combinado ao câmbio manual de seis marchas. Usar o 1.4 TSI faria com que o preço fosse alto demais para uma série especial e o 1.0 TSI tem desempenho melhor do que o 1.6 em torque e rendimento energético. Pela pegada esportiva, descartaram a possibilidade de oferecer câmbio automático.

Despedida de uma geração

Ao contrário do conceito, que tinha um motor 1.0 MSI de 82 cv, o Gol GTI terá o 1.0 turbo de 125 cv e câmbio manual de seis marchas.
Nicolas Tavares/iG Carros
Ao contrário do conceito, que tinha um motor 1.0 MSI de 82 cv, o Gol GTI terá o 1.0 turbo de 125 cv e câmbio manual de seis marchas.

O lançamento do Volkswagen Gol GTI servirá de adeus para a atual geração do hatchback. Em desenvolvimento e previsto para o segundo semestre de 2017, o próximo Gol será uma versão brasileira do Polo europeu, construído sobre a plataforma MQB A0. O design será bem parecido com o Polo, com mudanças na motorização – na Europa, terá motor 1.0 turbo de 115 cv e 1.4 turbo de 150 cv.

LEIA MAIS: Próxima geração do Volkswagen Gol terá versão GTI em 2018

Há outro motivo para ficar de olho no Volkswagen Gol GTI 30 ano s. A marca já cogita produzir uma versão do esportivo sobre a nova geração do hatchback e o desempenho nas vendas servirá de termômetro para levar o projeto adiante. Terá uma motorização diferente da edição limitada, equipado com o inédito motor 1.6 16V turbo, que deve gerar cerca de 150 cv de potência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.