Com câmbio CVT, agora dá para aproveitar o conforto de não ter que trocar de marcha. Preço promocional de R$ 69.990 também agrada

JAC T5 CVT
Divulgação/JAC Motors
JAC T5 CVT

Depois de tantos altos e baixos no Brasil, a JAC passa a se concentrar no T5 com câmbio automático CVT, modelo que deverá representar 75% das vendas da marca.  É uma aposta que precisa dar certo para manter a fabricante chinesa com certo fôlego no complicado mercado automotivo brasileiro. Pelo o que notamos no dia a dia, a marca jogou suas fichas no lugar certo, já que o carro é o melhor que a fabricante lançou até agora por aqui. Mas será que isso vai ser suficiente?

LEIA MAIS: JAC T5 passa a ter câmbio CVT por R$ 69.990, vindo da China

A resposta, apenas o tempo dirá. O que se sabe é que a marca está sendo obrigada a trabalhar com uma cota máxima de 300 unidades por mês, ou 5.000 por ano. E conta com o preço promocional de R$ 69.990 para atrair clientes antes que tenha que voltar a praticar o preço sem desconto, de R$ 74.990. Como aliados para ter sucesso, a JAC conta com alguns atributos do T5, como o bom espaço interno, a vasta lista de equipamentos e o estilo atual, o que inclui  luz diurna com LEDs, alta linha de cintura e ampla grade frontal.

Por dentro, o carro tem como principal qualidade o espaço interno, suficiente para levar cinco ocupantes sem aperto. Bom também é o tamanho do porta-malas, um dos maiores da categoria, que leva 600 litros de bagagem de acordo com a fabricante. No caso da versão topo de linha, com câmbio CVT, como a que avaliamos, há vários equipamentos de série, entre os quais bancos e volante revestidos de couro com costura vermelha,  direção com assistência elétrica, monitoramento da pressão dos pneus, central multimídia, câmera de ré,  controle eletrônico de estabilidade, entre outros.

LEIA MAIS:  Conheça 5 SUVs seminovos que custam até R$ 45 mil

Como anda o T5 CVT

Mas as principais qualidades do JAC T5 t erminam por aí. O desempenho é sofrível, uma vez que o motor 1.5 não tem fôlego suficiente para dar boa agilidade ao carro nas acelerações e retomadas. Some a apenas razoável relação peso-potência de 9,6 kg/cv com o pacato câmbio CVT (vindo da Bélgica) e terá que usar uma boa dose de paciência se tiver que pegar a estrada, calculando uma generosa marca de segurança nas ultrapassagens. Pisando de leve no acelerador, o giro do motor sempre se mantém baixo e o nível de ruído em patamares civilizados.

JAC T5 CVT
Divulgação/JAC Motors
JAC T5 CVT

Entretanto, o isolamento acústico não é dos melhores, assim como a suspensão que se mostrou batidas secas ao passar pelos buracos das mal conservadas vias da cidade de São Paulo. Como o carro foi ajustado para quem não tem pressa, não adianta tentar forçar a barra, melhor ir devagar, mesmo porque, que isso acaba ajudando a reduzir um pouco o consumo, que também não está entre os pontos fortes do carro. Pelos números do Inmetro, o T5 CVT faz meros 6,8 km/l na cidade e 8,6 km/l na estrada, com etanol no tanque, números que passam para 9,6 km/l e 12,2 km/l com gasolina, respectivamente.

LEIA MAIS:  Lifan tem mais três SUVs na manga para o Brasil

Em contrapartida, encontramos na direção com assistência elétrica um ponto positivo do T5 . É leve nas manobras e trasmite certa segurança com o carro em movimento,  mas faltou a iluminação dos comandos, que ficam apagados à noite, dificultando ajustes como o do volume do sistema de som ou da troca da estação de rádio. Por outro lado, a visibilidade proporcionada pela área envidradaça é boa, inclusive o ângulo de visão dos retrovisores.

Existem alguns porta-objetos distribuídos pelo interior, mas todos comportam apenas coisas pequenas, como canetas e pendrives. Dependendo do tamanho do seu celular você corre o risco de vê-lo caindo na primeira curva de esquina. Outro detalhe é que as trocas sequenciais do câmbio CVT podem ser feitas apenas pela alavanca, já que não instalaram hastes no volante.

Entre pros e contras, o JAC T5 agrada pelo espaço interno, por vir bem equipado e pela relação entre custo e benefício. Por enquanto, o carro ainda está sendo vendido por R$ 69.990, mas também é bom levar em conta o índice de desvalorização depois de um ano. Se não se importar com isso e apenas quiser um SUV médio bem equipado, por bom preço e sem muita pressa, o T5 deve ser incluído na sua lista.

Ficha Técnica

Preço:  R$ 69.990

Motor: 1.5, quatro cilindros, flex

Potência: 127 cv a 6.000 rpm

Torque: 15,7 kgfm a  4.000 rpm

Transmissão:  Automático, CVT, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Pneus: 205/55R 16

Dimensões: 4,33 m (comprimento) / 1,77 m (largura) / 1,63 m (altura), 2,56 m (entre-eixos)

Tanque : 45 litros

Consumo: 9,6 km/l (cidade) /12,2 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 12,3 segundos 

Vel. Max: 192 km/h 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.