Com pacote Connect Pack, modelo da marca alemã fica mais interessante que a versão mais em conta do rival. Confira detalhes dessa briga

Cara do VW Polo é nova em relação ao anterior. E o Fiesta ganhou nova grade, outro para-choque e detalhes nos faróis
Caue Lira/iG
Cara do VW Polo é nova em relação ao anterior. E o Fiesta ganhou nova grade, outro para-choque e detalhes nos faróis

Quem procura por um hatch compacto hoje em dia tem novas (e boas) opções no mercado. Entre as principais, temos a nova geração do VW Polo com motor 1.6 e a versão renovada do Ford Fiesta,  dois carros que travam uma briga acirrada neste comparativo. A disputa apertada já começa pelo preço.  Com o pacote de equipamentos que inclui volante multifuncional, controles de estabilidade e tração, roda de liga-leve de aro 15 e central multimídia, o primeiro sai por R$ 56.590, ante os R$ 56.690 da versão mais em conta do rival, que apesar de mais potente vem com itens menos sofisticados.

LEIA MAIS: VW Polo Highline enfrenta o rival Fiat Argo 1.8 Precision. Qual deles vence?

A Ford optou por incluir apenas retoques no desenho e oferecer a nova central multimídia Sync 3 a partir da versão SE Plus (que parte de R$ 62.390). Diz também que fez ajustes nos amortecedores e trocou a espuma dos bancos para tentar deixar o carro mais confortável no dia a dia. Mas pelo o que constatamos usando o hatch tanto na cidade quanto na estrada ainda não conseguiiram atingir o mesmo nível de conforto do VW Polo , modelo cujo projeto é todo novo e compatível com o que é oferecido atualmente na Europa.

Vistos de traseira, o Polo lembra o Gol e o Fiesta tem apenas LEDs nas lanternas na versão topo  da linha 2018
Caue Lira/iG
Vistos de traseira, o Polo lembra o Gol e o Fiesta tem apenas LEDs nas lanternas na versão topo da linha 2018

Dê uma olhada no painel do Fiesta 2018 e você notará que exceto pela central multimídia não há mais nenhuma novidade, inclusive ligada ao nível de acabamento. Componentes de plástico duro continuam no painel e nas laterais das portas. Além disso, o quadro de instrumentos é praticamente o mesmo há sete anos, quando o carro começou a ser importado do México. No Polo, embora tudo seja simples por dentro, o ambiente é bem arejado e moderno, inclusive a central multimídia compatível com Apple Car Play e Android Auto. 

Rodando no dia a dia

 Bem que nos esforçamos para notar alguma diferença do novo acerto de suspensão do Fiesta, mas o carro ainda se mostrou mais à vontade apenas em pisos bem conservados. Nos esburacados, causou solavancos, o que prejudica de certa forma o conforto dos ocupantes. A bordo do Polo, a vida é um pouco mais tranquila por ter um conjunto mais capaz de absorver melhor as irregularidades do asfalto crocante da maioria das vias que temos no Brasil.

LEIA MAIS: Ford lança versões renovadas do Fiesta 2018 a partir de R$ 56.690

Ambos contam com assistência elétrica da direção e, nesse aspecto, não apresentam diferenças significativas. Os sistemas dão conta do recado em qualquer situação, seja nas manobras de estacionamento, no dia a dia do trânsito, ou em velocidades mais altas nas estradas. Por outro lado, existe uma diferença de potência e torque entre os motores 1.6 das duas fabricantes. 

 O Ford tem um pouco mais de potência, mas funciona melhor em rotações  mais altas. São 128 cv e 16 kgfm a altos 5.000 rpm, ante 117 cv e 16,5 kgfm que aparecem em mais civilizados 4.000 rpm. Na prática, o Polo se sai melhor nas retomadas, ultrapassagens e nas saídas de sinal por ter um pouco mais de força desde as primeiras marcações do contagiros. De acordo com os números das fabricantes, o Polo 1.6 faz de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos ante 12,1 s do Fiesta, que é capaz de atingir 190 km/h, contra 193 km/h do rival.

A parte estrutural do Polo também mostra ter mais solidez, o que ajuda  no trabalho da suspensão e a manter o carro estável nas curvas. Além disso, embora o VW seja maior que o Ford (com 2,56 metros de entre-eixos, ante 2,49 m), ainda consegue ter quase o mesmo peso, com uma diferença de meros 10 kg (1083 kg ante 1.073 kg), mérito dos materiais mais leves e da plataforma mais moderna, a MQB-A0. Isso acaba influindo na questão do consumo. Conforme o Inmetro, o Volkswagen faz 8,2 km/l na cidade e 9,5 km/l na estrada de etanol, números que passam para 12 km/l e 13,9 km/l, com gasolina, respectivamente. São dados compatíveis com os do Ford (8,2 km/l e 10 km/l com apenas etanol no tanque e 12 km/l e 14,6 km/l).

Ajustar a posição de dirigir é algo fácil em ambos os hatches, mas o Fiesta ganha um ponto a mais por contar com ajuste de profundidade do volante. A área envidraçada dos dois carros é suficiente para proporcionar boa visibilidade, mas é bom lembrar que o ajuste dos retrovisores é elétrico no Ford e manual no Volkswagen, o que implica apenas numa questão de comodidade, uma vez que o ângulo de visão dos dois modelos também agrada.

LEIA MAIS:  VW Polo 1.6 MSI um hatch bem equipado por menos de R$ 60 mil

 Se a ideia é levar a família para viajar, o Polo acaba levando mais bagagem, com porta-malas de 300 litros e mais espaço interno, ante 281 litros e pouca distância dos bancos da frente para levar três pessoas no banco traseiro sem aperto. A altura para a cabeça e a largura disponível para se acomodar no Volkswagen também é maior que no concorrente da Ford.

Conclusão

Com projeto bem mais moderno, o VW Polo 1.6 consegue ter maior nível de eficiência e ainda custar um pouco menos que a versão mais em conta do Fiesta 2018, que chega com poucas novidades e ainda terá que enfrentar outros rivais de peso no segmento que está em alta. Um deles é o Fiat Argo, outro o Peugeot 208 e, a partir do ano que vem, terá que encarar o Toyota Yaris, sem esquecer que também virá por aí a nova geração do Nissan March, seguindo o estilo do Kicks. Portanto, o VW Polo sai com a vitória no cômputo geral. 

Ficha Técnica - Ford Fiesta SE 1.6 16V 2018

Preço: a partir de R$ 56.690

Motor:  1.6, quatro cilindros, flex

Potência:  128 cv (E) / 125 cv (G) a 6.500 rpm

Torque:  16 kgfm (E) / 15,8 kgfm (G) a 5.000 rpm

Transmissão:  Manual, cinco marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus:  195/55 R15

Dimensões: 3,97 m (comprimento) / 1,72 m (largura) / 1,46 m (altura), 2,49 m (entre-eixos)

Tanque: 51 litros

Porta-malas: 281 litros 

Consumo etanol: 8,2 km/l (cidade) / 10 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 12 km/l (cidade) / 14,6 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 12 segundos 

Velocidade máxima: 190 km/h 

Ficha Técnica - Volkswagen Polo 1.6 MSI

Preço: a partir de R$ 54.990 

Motor:  1.6, quatro cilindros, turbo flex

Potência:  128 cv (E) / 115 cv (G) a 5.500 rpm

Torque:  20,4 kgfm a 2.000 rpm

Transmissão:  Manual, cinco marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus:  185/65 R15

Dimensões: 4,06 m (comprimento) / 1,75 m (largura) / 1,47 m (altura), 2,57 m (entre-eixos)

Tanque: 52 litros

Porta-malas: 300 litros 

Consumo etanol: 8,2 km/l (cidade) / 9,5 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 12 km/l (cidade) / 13,9 km/l (estrada)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.