Tamanho do texto

No último filme de Daniel Craig como o 007, o GT britânico deve adiantar o futuro da marca. Novo modelo promete desempenho de supercarro

Aston Martin Rapide E: Sem abandonar a classe de James Bond, traz desempenho digno de supercarro, mas sem poluição
Divulgação
Aston Martin Rapide E: Sem abandonar a classe de James Bond, traz desempenho digno de supercarro, mas sem poluição

A relação entre a Aston Martin e James Bond é histórica. Apesar de um BMW Z3 aqui e outro Z8 ali, ou uns modelos da Bentley e Lotus, além de Mustang e alguns esportivos, o clássico DB5 é o carro mais marcante do agente 007. Para dar continuidade aos modelos da marca inglesa nos filmes de Bond,  no dia 8 de abril de 2020, o público verá a mais nova criação da fabricante de GTs, o Rapide E, com motor elétrico. 

LEIA MAIS: 5 carros que Roger Moore usou nos filmes como agente 007

Apesar de faltar ainda um ano, já se sabe como serão alguns dos detalhes do Aston Martin Rapide E. Serão apenas 155 unidades produzidas, com preços ainda não revelados. Entre os carros elétricos, o novo automóvel de James Bond é um dos que garantirá mais eficiência, principalmente quando se pensa proporcionalmente à sua categoria.

LEIA MAIS: Veja os 5 carros mais famosos do cinema

Poderá rodar até 320 km antes da próxima recarga, enquanto poderá acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 4 segundos e chegar aos 250 km/h. Tudo isso graças aos seus dois motores elétricos, projetado em parceria com a equipe Williams da Fórmula 1, que com uma bateria de 64 kWh, produzem juntos 600 cv e 96,8 kgfm, números encontrados em superesportivos.

LEIA MAIS: Aston Martin DB5: veja os truques do carro mais conhecido de James Bond

As gravações do 25º filme da franquia 007 devem começar em julho, e tem como uma das principais cidades Matera, no Sul da Itália. Trata-se do último filme de Daniel Craig como o agente secreto à serviço da Sua Majestade James Bond, após Cassino Royale, Quantum of Solace, Operação Skyfall e Spectre.

LEIA MAIS: 10 filmes de carros que marcaram a história do cinema mundial

Revolucionário como o 1º Aston de James Bond

Sean Connery, o primeiro James Bond, conquistava as telas com o seu Aston Martin DB5 super equipado
Divulgação
Sean Connery, o primeiro James Bond, conquistava as telas com o seu Aston Martin DB5 super equipado

Já citado aqui na matéria, o lendário DB5 se transformou em um ícone do agente secreto, desde que surgiu no filme “Goldfinger” (1964). A versão original vem com motor de seis cilindros em linha, de 4 litros e 282 cv, acoplado ao câmbio manual de cinco marchas, feito pela alemã ZF. Além de muito caro e exclusivo, era um dos mais velozes de sua época, capaz de superar os 230 km/h e chegar aos 100 km/h em menos de 8 segundos.

LEIA MAIS: Este Aston Martin DBS foi encontrado após 30 anos de abandono

Entre os truques que instalaram no DB5 de 007, estão jatos de óleo e fumaça para despistar quem ousar em perseguir o cupê, metralhadoras escamoteáveis e o famoso banco do passageiro ejetável. Inclusive, houveram também, cenas em que era servido champagne à James Bond . Veremos como será o novo Aston Martin Rapide E. Revolucionário certamente será, mas conseguirá.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.