Tamanho do texto

O "jogador" já compõe a equipe Alvark Tóquio, com movimentos inspirados na estrela da NBA Stephen Curry, do Golden State Warriors

Após criar uma máquina de cestas de três pontos no basquete, a Toyota se mostrou pronta para enfrentar qualquer craque da NBA. Batizado de CUE3, o vídeo acima registrou o momento em que o robô empolgou os torcedores que assistiam a uma partida da liga profissional de basquete masculino do Japão. Trata-se da nova versão do projeto, aprimorado pelos engenheiros japoneses para realizar uma simulação realista do movimento dos jogadores de basquete na hora do arremesso.

LEIA MAIS: Apple expande seu programa de desenvolvimento para carros autônomos

Robô
Divulgação
O dia que este robô da Toyota — ou algum outro — for capaz de se locomover pela quadra, já era a NBA

A criação da Toyota , de 2,04 metros e 76 kg, é o “jogador” 93 da equipe Alvark Tóquio, que inclusive já está registrada na lista de membros da equipe. A B.League, que organiza o campeonato profissional no Japão, também exibiu o vídeo da cesta no Twitter e escrever: "A vitória fica fácil se o arremesso super longo estiver nas mãos do CUE3". Apesar da precisão nos lances, ainda não é capaz de se movimentar em campo.

LEIA MAIS: Confira 5 coisas que carro autônomo fará por você no futuro

Segundo a Toyota, a inteligência artificial contida no CUE3 é a grande responsável pelo sucesso das cestas de três pontos. O sistema é capaz de analisar a tabela do basquete por meio de sensores, que avaliam qual é o ângulo correto para os motores realizarem o movimento do arremesso. Para dar um tom ainda mais realista, os técnicos da Toyota copiaram a técnica utilizada pelo armador dos EUA Stephen Curry , estrela do Golden State Warriors — que conta até com a pequena agachada antes de lançar a bola.

LEIA MAIS: Como a falta de infraestrutura atrasará a chegada de carros autônomos ao Brasil?

Inteligência artificial nos carros

Carro autônomo
Divulgação
Já viu algum carro sem volante e pedais? Dê boas vindas ao Chevrolet Bolt com tecnologia de direção autônoma

Falando de inteligência artificial em robôs, entre os projetos com envolvimento de fabricantes de carros, um dos mais ousados é certamente o carro sem volante e nem pedais da Chevrolet. Desenvolvido a partir do elétrico Bolt, a tecnologia vem da Cruise Automation, empresa especializada em desenvolvimento de sistemas de direção autônoma adquirida pela GM em 2016.

LEIA MAIS: Táxi sem motorista começa a ser testado em público em Cingapura

Para que o carro consiga se guiar pelas suas, sem qualquer intervenção humana, foram necessários cinco liDARs — sensores óticos capazes de detectar objetos e analisar propriedades da luz refletida, para processar parâmetros que medem distâncias — além de 16 câmeras e 21 radares. Tudo para reunir informações do mundo real e fazer interpretações no mundo virtual.

LEIA MAIS: Carro autônomo da Uber mata pedestre no Arizona (EUA). Carro estava a 65 km/h

Tal como o robô da Toyota , a tecnologia do carro sem qualquer comando servirá de base para o desenvolvimento de novas tecnologias aos modelos produzidos em massa. Em ambos os projetos, a eficiência, a precisão dos movimentos e do raciocínio artificial são alguns dos pré-requisitos para garantir segurança para os usuários do futuro. E são vários os projetos, com destaque para  veículos que fazem entregas sozinhos e até motocicletas autônomas .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.