Tamanho do texto

Além do novo item de segurança, o Honda Pop 110i traz novos opcionais de cor. E apesar do aumento de R$ 200, segue o modelo mais em conta da marca

Honda Pop 110i: A motocicleta mais básica que o cliente pode comprar (entre outras Cubs)
Divulgação
Honda Pop 110i: A motocicleta mais básica que o cliente pode comprar (entre outras Cubs)

A linha 2019 da Honda Pop 110i começa a ser vendida em todo o Brasil. O preço subiu para R$ 5.790, após um aumento de R$ 200. Apesar disso, a moto segue a mais em conta da fabricante japonesa, que adicionou sistema de frenagem combinada (CBS) de série. Outra novidade é a nova textura do banco e a adição da cor vermelha às demais, que inclui a tonalidade preta. Quanto a ele, não é apenas a cor que se destaca nesse banco, mas sim a sua textura de colmeia. 

LEIA MAIS: Serpenteando por aí com a Honda Pop 110i. Confira as impressões da avaliação

Os freios agora distribuem automaticamente a frenagem entre as rodas dianteiras e traseiras, o que aumenta a estabilidade. O item passou a ser obrigatório em todas as motos novas que chegarem ao Brasil, tanto importadas quanto fabricadas aqui. As motos mais potentes devem adicionar, ainda, os freios ABS. Apesar disso, a Honda Pop 110i ainda utiliza freios a tambor tanto na frente quanto atrás.

LEIA MAIS: Veja quais são as cubs e os scooteres mais vendidos do Brasil

Mecânica da Honda Pop 110i

Honda Pop 110i tem motor pensado para ser o mais simples e robusto, para oferecer o melhor custo-benefício
Divulgação
Honda Pop 110i tem motor pensado para ser o mais simples e robusto, para oferecer o melhor custo-benefício

A mecânica da Pop 110i 2019 segue com a mesma transmissão manual de 4 marchas e motorização monocilíndrica, de 109,12 cm³, quatro tempos e refrigeração a ar. Gera 7,9 cv e 0,90 kgfm, a partir de um sistema de injeção eletrônica que gerencia apenas gasolina. Com o farol fixado no quadro, envolto pela carenagem, e com os amortecedores dianteiros presos apenas na mesa inferior, a moto consegue ser extremamente leve: 79 kg. O painel de instrumentos, totalmente mecânico, é básico, com velocímetro analógico e com a chave de ignição ao lado. Não tem hodômetro parcial, de acordo com a fabricante. 

LEIA MAIS: Honda PCX 2018 é o scooter preferido nas cidades. Confira a avaliação

A Honda Pop 110i praticamente não tem concorrentes quando é analisada pela robustez ou pelo seu preço. Ou até pelas possibilidades extras, como, por exemplo, levar toda a família agrupada no enorme banco. Claro, a legislação de trânsito não permite mais que dois ocupantes em uma motocicleta, mas não deixa de ter essa capacidade.

LEIA MAIS: Honda Biz agora chega com novos freios combinados e promete oferecer mais segurança

Ao contrário do que o visual dela pode sugerir, já que tem ares mais modernos, suas origens são de longa data. Tal como a Honda Biz , a Honda Pop 110i é uma Cub, categoria originada na Super Cub 100, lançada em 1958 e considerada uma das motos mais duráveis já produzida. A diferença fundamental entre um cub e um scooter é que o cub tem corrente, coroa e pinhão, enquanto o scooter tem a transmissão do tipo CVT acoplada diretamente na roda traseira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.