De todos os carros 1.0 no País, apenas um custa menos de R$ 30 mil. Confira quais são os carros 1.0 que menos pesam no bolso do Brasil

Quem tem pouco dinheiro para investir em um veículo novo, não tem como fugir muito dos carros 1.0. Com um motor menor, o custo é mais baixo e as fabricantes podem coloca-los nas faixas mais baixas. No momento em que vivemos, de crise econômico e política, não dá para gastar muito. Então vamos ver quais são os carros 1.0 mais baratos do momento, caso ainda queira investir em um modelo 0 km.

1º - Chery New QQ – R$ 25.990

Fabricado em Jacareí (SP), o Chery New QQ é o único dos carros 1.0 abaixo dos R$ 30 mil
Divulgação
Fabricado em Jacareí (SP), o Chery New QQ é o único dos carros 1.0 abaixo dos R$ 30 mil

Há alguns anos, tínhamos vários carros 1.0 abaixo da faixa de R$ 30 mil. Veio a crise e, hoje em dia, apenas o Chery New QQ pode se gabar por seu valor. Comercializado pelo preço promocional de R$ 25.990, a versão Smile do subcompacto chinês é para quem quer um meio de locomoção fechado sem qualquer mimo. Não tem ar-condicionado e nem direção assistida. De série, só conta com vidros dianteiros elétricos, rádio com entrada USB e porta-malas com abertura elétrica. Quem puder pagar um pouco mais pode levar a configuração Look, que recebe ar, direção, rodas de liga leve de 14”, limpador e desembaçador traseiro, e chave com controle remoto, por R$ 29.990. Seu motor é o 1.0 de 69 cv e câmbio manual de cinco marchas.

LEIA MAIS: Os 5 carros indicados para quem acabou de receber a habilitação

2º - Fiat Mobi – R$ 33.700

Criado para ser barato, o Fiat Mobi até conquistou o público pelo preço, embora ainda esteja acima dos R$ 30 mil
Divulgação/Fiat-Chrysler Automóveis
Criado para ser barato, o Fiat Mobi até conquistou o público pelo preço, embora ainda esteja acima dos R$ 30 mil

A versão peladona do Fiat Mobi, chamada Easy, custa R$ 33.700. É tão básica quanto o subcompacto da Chery, sem ar-condicionado, vidros elétricos, direção assistida ou rádio. Conta somente com computador de bordo com display de 3,5 polegadas, rodas de aço 13” com calotas, banco traseiro bipartido, sinalização de frenagem de emergência, brake light e quadro de instrumentos com iluminação em LED. Essa configuração usa o velho conhecido motor 1.0 Fire EVO de 75 cv e 9,9 kgfm, com etanol, e combinado ao câmbio manual de cinco marchas.

3º - Volkswagen Gol – R$ 36.630

Perto de sair de linha novamente, o Volkswagen Gol duas portas ainda é a opção barata do hatch
Divulgação/Volkswagen
Perto de sair de linha novamente, o Volkswagen Gol duas portas ainda é a opção barata do hatch

Embora o Volkswagen Gol 2018 vá perder versões, no momento ainda é possível encontrar o hatchback na configuração Trendline 1.0 com duas portas por R$ 36.630. É o modelo pé-de-boi, equipado somente com direção hidráulica, travas elétricas, limpador traseiro e predisposição para sistema de som. Ar-condicionado e rádio são oferecidos como opcionais. Seu motor é o 1.0 EA211, o três-cilindros que também equipa Up! e Fox, de 82 cv e 10,4 kgfm, quando abastecido com etanol.

4º - Volkswagen Up!  - R$ 37.990

A Volkswagen renovou o Up! e o deixou mais caro, como uma opção premium
Nicolas Tavares/iG Carros
A Volkswagen renovou o Up! e o deixou mais caro, como uma opção premium

Renovado em abril, o Volkswagen Up! não tem a pretensão de ser um dos carros 1.0 mais baratos do país. Pelo contrário, a marca quer torna-lo um subcompacto premium. Com isso, o modelo Take será vendido por R$ 37.990, apenas na versão de quatro portas. Tem banco do motorista com regulagem de altura, limpador e desembaçador traseiro, direção hidráulica, iluminação no porta-malas e rodas de aço de 14” com pneus verdes. Nessa configuração, a única opção de motor é o 1.0 EA211 aspirado de 82 cv e 10,4 kgfm – 1.0 TSI, só acima dos R$ 50 mil.

LEIA MAIS: Fim da linha - 5 carros que deixarão o mercado em 2017

5º - Nissan March – R$ 39.990

O Nissan March beira os R$ 40 mil, mas traz um pouco mais equipamentos, como direção elétrica
Divulgação/Nissan
O Nissan March beira os R$ 40 mil, mas traz um pouco mais equipamentos, como direção elétrica

O compacto japonês é a porta de entrada para os carros por R$ 40 mil. Começa a ficar mais interessante, pois a versão Conforto, por R$ 39.990, é equipada com ar-condicionado, direção elétrica progressiva, computador de bordo e desembaçador traseiro. Ainda deve muito, sem travas e vidros elétricos, ou rádio. É equipado com o tricilíndrico 1.0 de 77 cv e 10 kgfm, com etanol, e transmissão manual de cinco velocidades.

6º - Kia Picanto – R$ 40.990

Primo do HB20, o Kia Picanto tem a vantagem de ser mais barato, embora mais apertado
Divulgação
Primo do HB20, o Kia Picanto tem a vantagem de ser mais barato, embora mais apertado

Chamado pela Kia como “compacto completo”, o Picanto é vendido a partir de R$ 40.990. Justifica o preço com ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, direção elétrica, limpador e desembaçador traseiro, vidros dianteiros elétricos, rádio com entrada USB, volante multifuncional, rodas de aço de 14” e ancoragem ISOFIX para cadeirinhas infantis. Seu motor é o 1.0 três-cilindros de 80 cv e 10,2 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas.

7º - Chevrolet Onix Joy – R$ 41.690

Versão de entrada, o Chevrolet Onix Joy aposta em menos itens e design pré-facelift para substituir o Celta
Divulgação/General Motors
Versão de entrada, o Chevrolet Onix Joy aposta em menos itens e design pré-facelift para substituir o Celta

A versão de entrada do Chevrolet Onix, o Onix Joy é o modelo pré-facelift e menos equipado, substituto do falecido Celta, por R$ 41.690. Conta com ar-condicionado, direção elétrica, travas elétricas, vidros elétricos para as portas dianteiras, painel com velocímetro digital, rodas de aço de 14” e calotas, alarme e monitoramento de pressão dos pneus. O motor 1.0 SPE/4 gera 80 cv e 9,8 kgfm, com etanol, e sua transmissão é a manual de seis velocidades.

8º - Renault Sandero – R$ 42.400

Com a vantagem de ser o mais espaçoso dos carros 1.0, o Renault Sandero é o mais barato dos franceses - até a chegada do Kwid
divulgação/Renault
Com a vantagem de ser o mais espaçoso dos carros 1.0, o Renault Sandero é o mais barato dos franceses - até a chegada do Kwid

A Renault terá um carro mais barato, o Kwid. Como só estará nas concessionárias a partir de julho, o Sandero segue como a opção mais em conta da marca francesa. Equipado com o novo 1.0 SCe (o mesmo que equipará o Kwid) e câmbio manual de cinco marchas, o Sandero Authentique custa R$ 42.400. Vem com ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, desembaçador e limpador traseiro, rodas de aço de 15” com calotas e sistema ESM (que desconecta o alternador para reduzir o consumo de combustível).

9º - Hyundai HB20 – R$ 42.500

Embora seja menos equipado do que o Kia Picanto, o Hyundai HB20 mais básico ainda impressiona pelos itens de série
Divulgação
Embora seja menos equipado do que o Kia Picanto, o Hyundai HB20 mais básico ainda impressiona pelos itens de série

O segundo carro mais vendido do Brasil tem uma versão mais barata, por R$ 42.500 – se é que podemos falar que R$ 40 mil é barato. A configuração Comfort utiliza o 1.0 Kappa de 80 cv e 10,2 kgfm, com câmbio manual de seis marchas. Assim com o primo Kia Picanto, tenta ficar mais acima da concorrência pelos equipamentos (embora perca para o subcompacto). Vem com ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas, banco do motorista com regulagem de altura, computador de bordo, volante multifuncional com ajuste de altura e rádio com USB e Bluetooth.

LEIA MAIS: Os 6 SUVs que chegarão ao Brasil no 2º semestre

10º - Fiat Uno – R$ 43.320

Quase R$ 10 mil mais caro do que o Mobi, o Fiat Uno tem como destaque o motor 1.0 de três cilindros
Divulgação
Quase R$ 10 mil mais caro do que o Mobi, o Fiat Uno tem como destaque o motor 1.0 de três cilindros

Ainda tentando reposicionar o Uno e afastá-lo dos carros 1.0 mais baratos, a Fiat mexeu na linha 2018. Fez com que a versão mais barata mudasse de nome, de Attractive para Drive. Conseguiu perder alguns equipamentos, vindo sem os faróis de neblina, alto-falantes e antena. Tem ar-condicionado, direção elétrica, limpador e desembaçador traseiro, vidros elétricos dianteiros e travas elétricas. Usa o motor 1.0 Firefly de 77 cv e 10,9 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.