SUV feito em Resende (RJ) agora custa a partir R$ 70.500 com câmbio manual e pacote modesto de equipamentos se comparado às demais versões

Nissan Kicks feito no Brasil começa a ser vendido na rede de concessionárias da marca japonesa em todo do País
Divulgação
Nissan Kicks feito no Brasil começa a ser vendido na rede de concessionárias da marca japonesa em todo do País

A Nissan confirma que logo as concessionárias da marca vão começar a receber as primeiras unidades do Kicks fabricado em Resende (RJ). O carro passa a ter mais versões disponíveis, começando pela básica S (R$ 70.500). O Nissan Kicks mais em conta vem com câmbio manual de cinco marchas e, na lista de equipamentos, foram incluídos itens como fixadores traseiros para cadeiras de crianças (ISOFIX), rádio CD Player com entrada auxiliar, conector USB e Bluetooth, além de sistema inteligente de partida em rampas (HSA), entre outros.

LEIA  MAIS: Nissan Kicks SV Limited é a versão ideal do SUV compacto. Veja avaliação

Além disso, a versão topo de linha SL do Nissan Kicks recebe sistema de alerta de colisão com assistente inteligente de frenagem, mas agora ficou um pouco mais caro. Passou de R$ 93.490 para R$ 94.900 e mantém o mesmo conjunto mecânico com motor 1.6 flex, de 114 cv com apenas etanol no tanque, que funciona com câmbio automático do tipo CVT, com relações de marcha continuamente variáveis.

Além da versão topo de linha SL, que aparece nas fotos, Nissan Kicks nacional tem novas cores e a versão básica S
Divulgação/Nissan
Além da versão topo de linha SL, que aparece nas fotos, Nissan Kicks nacional tem novas cores e a versão básica S

A Nissan não mencionou o preço da versão intermediária SV, mas sabe-se que o carro está sendo oferecido a partir de R$ 86.490. Na comparação com o topo de linha SL, o carro fica sem as quatro câmeras que fornecem visão em 360 graus e os bancos de couro.  Mas continua a vir com controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, sensor de estacionamento, central multimídia com navegação por GPS, tela TFT no painel de instrumentos, direção elétrica com ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado de duas zonas e bancos com tecnologia “gravidade zero” (de tecido ao invés de couro).

LEIA MAIS: Nissan VMotion 2.0 antecipa como será a nova identidade visual da marca

Altos e baixos nas vendas

Conforme o balanço da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), o Nissan Kicks ocupa a quarta posição entre os SUVs compactos mais vendidos no acumulado dos quatro primeiros meses do ano, com 9.138 unidades. O líder do segmento continua sendo o Honda HR-V, com 14.753 unidades, ante 13.735 do Jeep Renegade e as 10.055 do Hyundai Creta, o terceiro colocado.

Vindo primeiramente do México, o Kicks passa por uma fase de transição no Brasil por causa da troca do estoque mexicano pelo que começa a chegar da fábrica em Resende. Com isso, teve uma boa queda nas vendas em abril em contraste com o bom desempenho nas lojas no mês anterior, quando teve 3.501 unidades vendidas, o que foi suficiente para praticamente ficar empatado em segundo lugar com o Jeep Renegade. Agora que as lojas estão sendo abastecidas novamente, vamos aguardar como é que o carro vai se comportar no mercado. Veja abaixo como ficaram os preços sugeridos do Nissan Kicks nacional

LEIA MAIS:  Nissan cria van elétrica que recarrega as baterias com etanol no tanque

Nissan Kicks S:  R$ 70.500

Nissan Kicks SV: 86.490

Nissan Kicks SL : 94.900

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.