Novo furgão começa a ser vendido no País, vindo do Uruguai, como parte da nova linha de utilitários do Grupo PSA

Citroën Jumpy:  furgão tem dimensões que permite o uso prático no dia a dia em grandes centros urbanos
Divulgação
Citroën Jumpy: furgão tem dimensões que permite o uso prático no dia a dia em grandes centros urbanos

Sucesso na Europa em seu segmento, o furgão Citroën Jumpy acaba de desembarcar no Brasil por R$ 79.990. O modelo aparece com o novo 1.6 Turbo Diesel BlueHDi, aliado ao câmbio manual de seis marchas. O estilo externo reflete a linguagem visual que a Citroën adota em seus carros urbanos, porém, com caráter mais robusto.

LEIA MAIS: SUVs que chegarão ao Brasil até o segundo semestre de 2018

A grade frontal preserva o design em que os filetes que formam o símbolo da Citroën, ao centro, são conduzidos até os faróis. A frente também se caracteriza pelo amplo para-choque que integra as grades de entrada de ar pretas, que contrastam e enaltecem o estilo robusto do modelo, assim como as luzes diurnas de segurança. Na traseira, um desenho que foge do convencional, com lanternas largas. As portas traseiras são capazes de abrir em 180°, facilitando o acesso. As proporções do Citroën Jumpy 5.3 m de comprimento, 2.2 m de largura e distância entre-eixos de 3.2 m.

Apesar de ser um utilitário, o Jumpy vem com interior moderno e confortável, como se fosse um carro de passeio
Divulgação
Apesar de ser um utilitário, o Jumpy vem com interior moderno e confortável, como se fosse um carro de passeio

No pacote de equipamentos, há ESP (Controle de Estabilidade), Hill Assist (Assistente de partida em rampas), limitador e regulador de velocidade, ar-condicionado, volante com regulagem de altura e profundidade, retrovisor com ajuste elétrico e banco do motorista com regulagem de altura.

LEIA MAIS: Novo EcoSport: confira cinco razões para comprar, e cinco para fugir dele

Mais torque

O novo motor 1.6 Turbo Diesel BlueHDi é feito de alumínio, e desenvolve potência máxima de 115 cv a 3.500 rpm e torque máximo de 30 kgfm a 1.750 rpm. De acordo com a Citroën, este motor torna o Jumpy o mais econômico de sua categoria, assegurando boa autonomia ao modelo (até 820 km em um misto de cidade e estrada).

Na área de carga existe espaço suficiente para levar até uma moto de tamanho médio, entre outros objetos
Divulgação
Na área de carga existe espaço suficiente para levar até uma moto de tamanho médio, entre outros objetos

Ainda conforme as informações reveladas pela Citroën, a taxa de compressão do Jumpy é mais baixa para um motor a diesel, contribuindo para a diminuição de resíduos no motor e menor emissão de poluentes. Seu câmbio é sempre manual de seis marchas, e a suspensão foi retrabalhada para as lunares ruas brasileiras.

LEIA MAIS: Veja quais são os SUVs mais baratos do Brasil em nossa nova lista

Com a divisória específica e modularidade do assento do passageiro na posição levantada, o Citroën Jumpy é capaz de liberar um assoalho plano. Acompanhado por uma rede que evita o deslizamento, posicionada do lado do assento do motorista, o novo módulo permite prolongar o comprimento de carregamento em 1,16 m.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.