Os modelos Corolla e RAV4 brilham no mercado global, mas a Volkswagen ainda lidera o ranking por grupos de fabricantes

Toyota Corolla: Corolla: único carro do mundo a vender mais de 1 milhão de unidades este ano
Divulgação
Toyota Corolla: Corolla: único carro do mundo a vender mais de 1 milhão de unidades este ano

Desde que os sapiens passaram a dominar o planeta, o que nunca falta na agenda são guerras.  Existem para todos os gostos. No momento, as mais explosivas que podem surgir envolvem os Estados Unidos da América. Numa frente, os EUA e a Coreia do Norte medem forças sobre seus poderes atômicos. Em outra, os EUA dão uma banana para a Palestina elevam a cidade de Jerusalém ao status de capital de Israel, o que é um pavio curto no Oriente Médio. Mas não é dessas possíveis guerras que vamos falar e sim de uma guerra econômica no mundo dos automóveis.

LEIA MAIS: Onix e Corolla dão um banho na concorrência e movimentam R$ 14 bilhões

No Planeta Carro, os EUA não têm mais a condição de protagonistas na guerra do mercado global. Tampouco a Coreia ou qualquer país do Oriente Médio. A guerra pela liderança global é travada entre duas corporações do Japão e da Alemanha. Mais exatamente pela Toyota e pela Volkswagen. E, segundo os números divulgados recentemente pela consultoria Focus2Move, a guerra está sendo vencida pelos japoneses – se não totalmente, pelo menos nas batalhas mais importantes.

Após dez meses de vendas (janeiro a outubro), a Toyota já pode ser considerada campeã no ranking mundial de marcas de carros em 2017. Com 7,239 milhões de automóveis de passeios e comerciais leves vendidos, a Toyota é dona de 9,4% do mercado, cresceu 3,4% em relação à temporada passada e abriu quase 1,6 milhão de carros de vantagem sobre sua principal concorrente, a Volkswagen.

O Volkswagen Golf: apesar de estar em baixa no Brasil, é o terceiro mais vendido no planeta
Divulgação
O Volkswagen Golf: apesar de estar em baixa no Brasil, é o terceiro mais vendido no planeta

A marca alemã acumula 5,645 milhões de carros vendidos este ano, tem 7,4% de participação no mercado mundial e cresceu 5,1%. Se não é suficiente para superar a Toyota no ranking das marcas mais procuradas pelos consumidores, esse crescimento superior nos últimos doze meses manteve o Grupo Volkswagen à frente da Toyota Motor Company. Mas a diferença nesse caso é apertada e tem um terceiro participante, por coincidência um grupo com um braço europeu e dois japoneses, a Aliança Renault Nissan Mitsubishi.

LEIA MAIS: Aliança Renault-Nissan pede passagem entre as maiores fabricantes do mundo

O Grupo Volkswagen vendeu 8,626 milhões de veículos, contra 8,429 milhões da Toyota Motor Company e 8,252 milhões da Aliança Renault Nissan Mitsubishi. As médias de venda do primeiro para o terceiro colocado são separadas por apenas 38 mil carros/mês. Portanto, a disputa ainda está aberta, pois o Grupo Volkswagen tem uma vantagem de 197 mil sobre a Toyota Motor Company. De qualquer forma, dificilmente a Volks perde essa batalha.

 Carros da Toyota lideram segmentos chaves

Toyota RAV4: os brasileiros ignoram esse modelo, mas ele é o SUV mais vendido do mundo
Divulgação
Toyota RAV4: os brasileiros ignoram esse modelo, mas ele é o SUV mais vendido do mundo

No ranking mundial de vendas por modelos, a Toyota tem a vantagem. O Corolla é o único carro que vendeu mais de 1 milhão de unidades nos primeiros dez meses deste ano (1,014 milhão). O Golf, da Volkswagen, aparece em terceiro logo após a picape Ford Série F, com 795 mil emplacamentos. Mesmo assim, tanto o Corolla quanto o Golf perderam vendas (-5,8% e - 4,1%, respectivamente), contra um crescimento de 10,2% das picapes da Ford.

Outro fator determinante para o sucesso da Toyota como marca mais vendida perante a Volkswagen é o desempenho no importantíssimo segmento de SUVs, o que mais cresce no mundo. Apesar de ser pouco valorizado no Brasil, o Toyota RAV4 é o SUV mais vendido de todo o Planeta Carro, com 608 mil unidades registradas este ano (um crescimento de 13,8%). Mas a Volks está reagindo e conseguiu crescer incríveis 40,6% com o lançamento da segunda geração do Tiguan, que está em terceiro lugar (509 mil), atrás do Honda CR-V (545 mil).

LEIA MAIS: Por que Volkswagen e Fiat estão investindo em novos hatches?

Nos próximos anos, a guerra entre a Toyota e a Volkswagen tende a se acirrar. Por isso, o desempenho do Toyota Prius no segmento de veículos elétricos também é importante (apesar dos baixos volumes). A nova geração do Prius fez o carro ganhar 106 posições no ranking e já o coloca em quarto lugar, com 50 mil vendas. A Volks está apostando forte nesse segmento e aos poucos o e-Golf e o Golf GTE estão ganhando mercado. Essa briga pode vir também para o Brasil, a partir de 2018.

Volkswagen Gol: apesar de ser um produto sul-americano, tem peso nas vendas da marca
Divulgação
Volkswagen Gol: apesar de ser um produto sul-americano, tem peso nas vendas da marca

Por falar em Brasil, por aqui nem a Volkswagen nem a Toyota ameaçam a liderança da Chevrolet. Por enquanto, aqui sim, Tio Sam é quem dá as cartas, por meio da General Motors. A Volks está em terceiro lugar, com 246 mil emplacamentos, e seu carro mais procurado é o Gol, com 67 mil vendas. A Toyota está em sexto lugar no mercado brasileiro, com 170 mil licenciamentos, e seu carro mais vendido é o próprio Corolla, que contribui com 59 mil vendaspara a marca global do modelo.

Por enquanto, ainda é cedo para dizer que a Volkswagen e a Toyota podem trazer para o Brasil a verdadeira guerra que travam a nível mundial. Mas é bom que a líder Chevrolet fique de olho e que os consumidores prestem atenção nos próximos movimentos de cada uma delas. Novosmodelos estão chegando, como o Toyota Yaris (para brigar com o VW Polo) e o Volkswagen Virtus (para brigar com o Corolla). Sem contar a possível (e sempre negada) vinda do Toyota C- HR e a confirmada chegada do VW T-Cross. Será que a batalha entre alemães e japoneses poderá ocorrer também na República do Automóvel do Brasil? A resposta estará com os sapiens brasileiros. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.