Ford GT e Mustang GT350R serão mostrados apenas como atração. EcoSport renovado e edição especial da Ranger farão estreia no evento

Por mais que a Ford tenha mostrado várias novidades ao longo do ano, ainda sobrou alguma coisa para o Salão do Automóvel de São Paulo, entre os dias 10 e 20 de novembro. Parte das atrações serão carros exclusivos para o evento, como Mustang Shelby 350R , a picape F-150 Raptor e o esportivo Ford GT. Também teremos lançamentos que chegarão às ruas, como a aguardada reestilização do EcoSport . Confira todas as estrelas da Ford para o evento:

LEIA MAIS: Ford GT vence as 24 Horas de Le Mans depois de 30 anos

Ford Mustang Shelby GT350R

O mais poderoso Ford Mustang da atualidade, o Shelby GT350R conta com um motor 5.2 V8 de 526 cv e 59,3 kgfm. Preparado para a pista, não tem nem ar-condicionado.
Divulgação/Ford
O mais poderoso Ford Mustang da atualidade, o Shelby GT350R conta com um motor 5.2 V8 de 526 cv e 59,3 kgfm. Preparado para a pista, não tem nem ar-condicionado.

Apresentado no Salão de Detroit de 2015, o Ford Mustang Shelby GT350R é a versão mais agressiva do muscle car disponível no momento. Os números impressionam: São 526 cv e 59,3 kgfm de torque, tudo feito com o motor 5.2 V8 “Voodoo”, uma versão modificada do 5.0 V8 “Coyote” usado no Mustang GT350 normal e que também é utilizado na versão Shelby GT350 do cupê da Ford.

O GT350R é totalmente hardcore , voltado para as pistas, retirando itens como ar-condicionado, rádio, bancos traseiros, estepe e carpete. Tudo para que ficasse 59 kg mais leve em comparação com o GT350. Mexeram na carroceria, adicionando um difusor de ar e uma asa traseira para melhorar o downforce . É um modelo de produção limitada, curja primeira unidade foi leiloada por US$ 1 milhão.

Ford GT

O Ford GT é feito com fibra de carbono e vidro Gorilla Glass, o mesmo dos smarphones, para ser o mais leve possível.
Divulgação
O Ford GT é feito com fibra de carbono e vidro Gorilla Glass, o mesmo dos smarphones, para ser o mais leve possível.

Depois de 10 anos desde a primeira geração e 50 anos desde a vitória do GT40 nas 24 Horas de Le Mans em 1966, o novo Ford GT finalmente começou a ser vendido. O esportivo da marca estará no Salão do Automóvel para demonstrar o ápice de sua engenharia. Utiliza o motor 3.5 V6 EcoBoost biturbo  que gera mais de 600 cv – a fabricante ainda não revelou os dados por completo, como a potência exata e torque.

LEIA MAIS: Ford Focus 2017 estreia central multimídia Sync 3 no Brasil

Limitado a apenas 250 unidades por ano, o GT é construído com um chassis de fibra de carbono preso a um subchassi de alumínio coberto com painéis de fibra de carbono. Até o para-brisa teve uma atenção especial, feito de Gorilla Glas s, material mais leve, fino e resistente utilizado em celulares. Cada unidade custa US$ 450 mil e, além de ter que ser aprovado pela Ford para entrar na fila de compradores, ainda há uma longa fila de espera para receber o supercarro.

Ford F-150 Raptor

A gigantesca e potente Ford F-150 Raptor estará no Salão do Automóvel, com seus absurdos 456 cv e 70,5 kgfm de torque. Pena que não será vendida por aqui.
Divulgação/Ford
A gigantesca e potente Ford F-150 Raptor estará no Salão do Automóvel, com seus absurdos 456 cv e 70,5 kgfm de torque. Pena que não será vendida por aqui.

Tem picape esportiva também. A Ford F-150 Raptor está confirmada para o evento, com seu “pequeno” motor 3.5 V6 EcoBoost biturbo de 456 cv e 70,5 kgfm de torque, combinado ao novo câmbio automático de 10 marchas. Conta com um visual bem agressivo e foi construída com o uso de materiais avançados, como aços e alumínios de alta resistência, este último usando a mesma tecnologia que o exército norte-americano.

Ford Ranger Wildtrak

A picape Ford Ranger Wildtrak ganha itens de apelo aventureiro. A marca diz que não vai vender por aqui, mas nada impede que estejam apenas medindo a aceitação do modelo.
Divulgação/Ford
A picape Ford Ranger Wildtrak ganha itens de apelo aventureiro. A marca diz que não vai vender por aqui, mas nada impede que estejam apenas medindo a aceitação do modelo.

A Ford Ranger tem uma edição especial chamada Ranger Wildtrak . Trata-se de um pacote especial para a picape, que a deixa com uma aparência de aventureira. Ganha itens escurecidos, como a grade metálica dianteira, os para-choques, o santantônio, as tomadas de ar laterais, os retrovisores, as maçanetas, as barras laterais e as máscaras das lanternas. As rodas são 18” de liga leve com desenho exclusivo.

LEIA MAIS: Ford Fiesta 1.0 EcoBoost é tão bom quanto o que custa

Como é pintada numa cor laranja exclusiva, utilizam a mesma cor no interior, em alguns detalhes e na costura do couro. O motor é o já conhecido 3.2 TDCi turbodiesel de cinco cilindros e 200 cv, com o câmbio automático de seis marchas. No exterior, essa versão é oferecida como a topo de linha. A marca diz que essa Ranger vem ao Brasil apenas para aparecer no evento, mas nada impede que seja apenas conversa para medir a aceitação antes de oferecer o modelo no país.

Ford EcoSport

Com novo design, Ford EcoSport será lançado apenas no início de 2017.
Reprodução/Autovisie
Com novo design, Ford EcoSport será lançado apenas no início de 2017.

No momento, a Ford jura de pés juntos que o EcoSport renovado não estará no Salão do Automóvel e que sua estreia fica apenas para o ano que vem. No entanto, fontes ligadas à empresa confirmam o que iG Carros diz há muito tempo: Sim, o novo EcoSport será apresentado no evento, pronto para recuperar o espaço perdido para Honda HR-V e Jeep Renegade , além de fazer frente aos novos modelos como Honda WR-V e Hyundai Creta .

Tem um motivo para falarem tanto sobre EcoSport em 2017. Apesar da apresentação ser no Salão do São Paulo, o modelo só chega às lojas no início do ano que vem. Terá uma frente nova, inspirada no Kuga (utilitário derivado do Focus ). Será nele que a Ford irá estrear seu novo motor 1.5 Dragon, de três cilindros. Deve gerar cerca de 130 cv e mais de 15 kgfm de torque, aposentando o 1.6 Sigma dos modelos de entrada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.