Chevrolet começa a testar o SUV Equinox em São Paulo. Veja as informações sobre o Equinox, substituto do Captiva no Brasil, ambos de cinco lugares

Flagra do Chevrolet Equinox rodando em testes em São Paulo. Utilitário virá do México para aposentar o Captiva, com preços acima dos R$ 100 mil.
Reprodução/Falando de Carro
Flagra do Chevrolet Equinox rodando em testes em São Paulo. Utilitário virá do México para aposentar o Captiva, com preços acima dos R$ 100 mil.

A General Motors devia estar esperando o Salão de Detroit (EUA) para que a imprensa ficasse sabendo do Chevrolet Equinox. Pouco depois de descobrirmos os planos da marca de trazer o SUV para ocupar o lugar do Captiva no Brasil, o modelo começa a ser visto em testes por aqui, como mostra o flagra obtido pelo canal no YouTube Falando de Carro, rodando por São Paulo. A expectativa é que chegue ao País no fim do ano.

LEIA MAIS: GM deve trazer Equinox para substituir o Captiva no fim de 2017

Flagrado coberto com uma camuflagem pesada, o Equinox será o modelo inédito da Chevrolet para o Brasil, prometido durante o lançamento do Cruze Sport6. Assim como o Captiva, o novo modelo virá do México e ficará em uma faixa de preço mais alta do que o Tracker, refletindo seu tamanho. Não espere por preços abaixo dos R$ 100 mil, para não ficar muito próximo dos R$ 92.990 cobrados pela versão topo de linha do Tracker.

SUV do Cruze?

Chevrolet Equinox. Foto: André Jalonetsky/iG CarrosChevrolet Equinox. Foto: André Jalonetsky/iG CarrosChevrolet Equinox. Foto: André Jalonetsky/iG CarrosChevrolet Equinox. Foto: André Jalonetsky/iG CarrosChevrolet Equinox. Foto: André Jalonetsky/iG CarrosChevrolet Equinox. Foto: André Jalonetsky/iG CarrosChevrolet Equinox. Foto: André Jalonetsky/iG CarrosChevrolet Equinox. Foto: DivulgaçãoChevrolet Equinox. Foto: DivulgaçãoChevrolet Equinox. Foto: DivulgaçãoChevrolet Equinox. Foto: DivulgaçãoChevrolet Equinox. Foto: DivulgaçãoChevrolet Equinox. Foto: DivulgaçãoChevrolet Equinox. Foto: DivulgaçãoChevrolet Equinox. Foto: Divulgação

Quase podemos pensar que o Equinox é o SUV derivado do Cruze. Motivos não faltam. A plataforma é a mesma, chamada D2XX, motivo pelo qual é montado na mesma linha do Cruze no México – também poderia ser feito na Argentina, assim como o sedã mas, no momento, o baixo volume não justificaria os custos de produção no país hermano. Não descarte uma mudança de planos, caso o Tracker comece a vender bem e a procura pelo Equinox for acima do esperado.

LEIA MAIS: Novo Chevrolet Tracker mantém preços antigos e parte de R$ 79.990

O desenho também lembra muito o sedã. Por fora, o estilo das grades é semelhante,embora sejam maiores devido às proporções do utilitário. A cabine é um pouco diferente em relação ao Cruze, como no acabamento em duas cores e as linhas no centro do painel. O volante multifuncional é o mesmo e deve continuar a ser levado para todos os carros da marca, assim como o quadro de instrumentos.

A grande dúvida é qual será a motorização que a General Motors usará no Equinox vendido no Brasil. Lá fora, pode ser equipado com o 1.5 turbo, de 173 cv; 1.6 turbodiesel, de 137 cv e 2.0 turbo, de 256 cv. A versão 1.5 turbo ajudaria a manter os preços baixos o suficiente para brigar com o Jeep Compass e Kia Sportage, enquanto o 2.0 turbo seria mais atrativo pela força. Rumores já falam sobre a possibilidade da chegada do modelo diesel, aproveitando que consegue entrar na mesma brecha utilizada pelos modelos da Jeep para usar o combustível.

LEIA MAIS: Confira quais são os SUVs mais econômicos do Brasil, conforme o Inmetro

Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.