Nos grandes centros urbanos, carros pequenos tem muitas vantagens sobre os automóveis grandes. Mais fáceis de estacionar, ocupam menos espaço e, por usar motores menores, consomem menos combustível o que, por sua vez, reduz a emissão de poluentes. Só que algumas marcas exageraram um pouco na ideia e fizeram veículos apertados demais, que mal cabem duas pessoas. Conheça os 10 menores carros já produzidos em série.

1º - Peel P50

undefined
Divulgação
Lenda entre os carros pequenos, o Peel P50 ficou mais famoso depois da participação especial no programa britânico Top Gear

Existem carros pequenos, e existe o Peel P50. Esse minúsculo de três rodas está no Guinness Book como o menor veículo de produção, medindo apenas 1,34 metro de comprimento. Usava um motor da DKW, de apenas 49 cc de cilindrada e míseros 4,2 cv de potência. Com muito esforço, chegava a 60 km/h. Em compensação, fazia 35,4 km/l. Não tinha marcha ré e nem precisava. Para recuar, era mais fácil seu único ocupante sair do carro e erguer os 59 kg com as mãos.

2º - Romi-Isetta

undefined
Divulgação
Além de aparecer na lista dos carros pequenos, o Romi-Isetta também é o primeiro automóvel fabricado no Brasil

O primeiro carro produzido no Brasil também é um dos menores carros já fabricados. O Isetta foi concebido pela italiana Iso Automotoveicoli com 2,285 metros de comprimento. Era um veículo de baixo custo para a vida pós-guerra na Itália. Em 1955, as Indústrias Romi começaram a montar o carro no Brasil, com um motor de dois tempos, de 9,5 cv. Anos depois, em 1959, passou a usar o motor BMW de 13 cv, o mesmo usado no BMW Isetta vendido na Europa. Cerca de 3 mil unidades foram fabricadas até 1961.

3º - Renault Twizy

undefined
Divulgação
A Renault lançou o Twizy, apostando que carros pequenos para as cidades ficam mais interessantes com motores elétricos

Em 2012, a Renault começou a produção do Twizy, um veículo elétrico que está mais para quadriciclo do que para carro – alguns países até dão essa classificação oficial para o modelo. Medindo 2,32 metros de comprimento, há espaço para duas pessoas, embora fiquem posicionadas como se estivessem em uma moto. Quando foi lançado, não tinha nem vidros laterais, item que passou a ser oferecido depois de algumas críticas. Seu motor elétrico, de 5 cv, faz com que alcance a velocidade máxima de 45 km/h e tenha uma autonomia de 100 km. Há uma versão mais forte, com motor de 17 cv e que alcança 80 km/h.

4º - Smart ForTwo

undefined
Divulgação
A Smart, divisão de carros pequenos da Mercedes-Benz, começou com o diminuto ForTwo

Quem diria, a Mercedes-Benz t em uma divisão de carros pequenos, chamada Smart. O modelo ForTwo , é o primeiro modelo da lista que é bem mais civilizado, aproximando-se de um carro normal de rua. A primeira geração tinha apenas 2,5 metros de comprimento, enquanto a segunda e terceira geração cresceu para 2,695 m. Usava motor turbo de três cilindros e 599 cc de cilindrada, em configurações que iam de 45 cv a 61 cv.

5º - Tango Commuter

undefined
Divulgação
O Tango Commuter foi um dos maiores fracassos entre os carros pequenos. Era tão esperado que o ator George Clooney comprou a primeira unidade

Uma empresa norte-americana chamada Commuter Cars quis fazer carros pequenos que tivessem largura o suficiente para circular dois em uma mesma faixa. Nascia o Tango , com apenas 2,57 metros de comprimento e 99 cm de largura. Cabiam duas pessoas, uma atrás da outra, e usava dois motores elétricos que, segundo a marca, eram suficientes para acelerar de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos. Só que, a única versão que foi vendida foi a T600 , por US$ 108 mil.

6º - Dacon 828

undefined
Divulgação
Brasileiro, o Dacon 828 trazia a visão de Anísio Campos sobre como os carros pequenos deveriam ser

Conhecido como Mini Dacon , o 828 foi um carro pequeno nacional, desenhado por Anísio Campos (criador de clássicos como Puma DKW e Carcará ). O 828 tinha apenas 2,65 metros de comprimento e era construído com uma carroceria de plástico reforçado com fibra-de-vidro. A maioria dos componentes vinha da Volkswagen , principalmente do Fusca . Usava o clássico motor VW 1600 do Fusca , Kombi e tantos outros. Teve apenas 48 unidades produzidas.

7º - REVA G-Wiz

undefined
Divulgação
Projeto indiano, o Reva G-Wiz ficou famoso pelo baixo desempenho e por ter tirado nota zero nos testes de colisão

Conhecido em seu país de origem como REVAi , o indiano G-Wiz tornou-se infame no Reino Unido por seu design, baixo desempenho e falta de segurança. A marca ainda dizia que poderia carregar dois adultos e duas crianças, mesmo medindo apenas 2,6 metros de comprimento. Contava com um motor elétrico de 17,6 cv e alcançava 80 km/h. Ainda assim, vendeu bem até 2009, quando outros elétricos começaram a aparecer.

8º - Fiat 500 1957

undefined
Divulgação
O Fiat 500 da geração passada foi um dos primeiros carros pequenos a ser produzido em massa

O segundo Fiat 500 continua a ser um dos menores veículos já produzidos. Extremamente popular na Europa durante a década de 50, o pequeno da Fiat tinha apenas 2,97 m de comprimento e usava o motor dois cilindros de 500 cilindradas (valor nominal, por isso o nome do carro) que gerava apenas 13 cv. Foi produzido até 1975, recebendo até versões esportivas feitas pela Abarth.

9º - Toyota iQ

undefined
Divulgação
O polêmico Toyota iQ recebeu uma versão da Aston Martin chamada Cygnet. A marca britânica chegou a falar que iria vender o compacto por aqui

A Toyota tentou entrar na briga dos carros pequenos com o iQ , um citycar desenvolvido pelo estúdio da marca na França e com capacidade para apenas três passageiros. Seus 2,98 metros de comprimento tornaram-se polêmicos após a Aston Martin fechar um acordo para vender uma versão do iQ chamada Cygnet , para cumprir as cotas de emissões exigidas na Europa. Usava o motor 1.0 do Aygo , com 68 cv.

10º - Tata Nano

undefined
Divugação
Além de figurar na lista de carros pequenos, o Tata Nano é conhecido por ser o mais barato do mundo

A Tata tornou-se famosa após comprar a Jaguar Land Rover , em 2008. No mesmo ano, a fabricante indiana lançou o Nano , o carro mais barato do mundo, pelo equivalente a R$ 4.830 Para chegar a esse preço e agradar os indianos (ainda acostumados a usar mais motos), fizeram com que fosse o menor e menos equipado possível. Mede 3,09 metros de comprimento e pesa 600 kg, usando pouco aço e equipado com o motor de dois cilindros e 33 cv.  Chegou a ser cogitado para o Brasil, inclusive com produção local, mas os planos foram abortados após o carro não passar nos requisitos de segurança das Nações Unidas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários