Tamanho do texto

Levantamento mostra que Chevrolet Cobalt perdeu apenas 0,08% do valor. Veja o índice de desvalorização do sedã e de outros nove modelos em 2016

Chevrolet Cobalt 2015 desvalorizou apenas 0,08% em um ano, de acordo com o estudo da AutoAvaliar
Divulgação
Chevrolet Cobalt 2015 desvalorizou apenas 0,08% em um ano, de acordo com o estudo da AutoAvaliar

Em tempos de crise, quem compra um carro se preocupa com a desvalorização e sempre vai procurar o melhor negócio. Segundo a AutoAvaliar, empresa que fornece aplicativos de gestão de vendas para concessionárias, o Chevrolet Cobalt foi o modelo que menos desvalorizou ao longo de 2016, em um percentual de apenas 0,08%, sendo negociado no Brasil a um preço médio de R$ 37.827.

LEIA MAIS: Conheça 5 SUVs seminovos que custam até R$ 45 mil. Veja a lista completa

Para montar a tabela, a AutoAvaliar usou os dados obtidos pelas mais de 1,3 mil concessionárias e 20 mil revendedores multimarcas cadastrados em sua plataforma. Não foi imposta nenhuma restrição sobre a idade do modelo, então temos carros de diferentes ano/modelo na lista. O Chevrolet Cobalt , por exemplo, é 2015, enquanto um dos mais antigos da tabela é o Fiat Palio 2002.

LEIA MAIS: Veja 5 seminovos 1.0 para você evitar na hora da compra

Tanto Fiat quanto Chevrolet aparecem no ranking com três modelos cada. A GM é representada pelo Cobalt 2015 , Tracker 2008 (a geração anterior, uma versão do Suzuki Vitara) e Celta 2014 . Da Fiat , temos o Palio 2002 , Bravo 2013 e Fiorino 2014 . A Ford aparece com dois modelos, o New Fiesta 2012 e Focus 2004 . Completam a tabela a picape Peugeot Hoggar 2011 e o sedã Volkswagen Voyage 2015.

LEIA MAIS:  Confira a lista dos 5 seminovos mais divertidos de dirigir por até R$ 50 mil

O baixo índice de desvalorização destes modelos podem influenciar os clientes na hora de escolher um automóvel. “O fato de um veículo seminovo praticamente não se desvalorizar de um ano para o outro deixa o consumidor mais confortável em comprar um automóvel usado”, explica Daniel Nino, diretor da AutoAvaliar.

Usados em alta

Enquanto o mercado de carros novos continua em queda plena e voltou ao mesmo patamar que em 2004, as vendas dos automóveis usados desafiou a crise econômica e manteve um índice semelhante ao de 2015. De acordo com a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), foram vendidos 13.348.992 veículos ao longo de 2016, 0,1% a menos do que os 13.360.306 comercializados no ano anterior, o que representa um resultado estável, ante a queda de 19,8% dos novos, de acordo com os números da Anfavea.

Confira o índice de desvalorização do Chevrolet Cobalt e dos demais modelos entre 2015 e 2016:

Modelo

Ano/Modelo

Percentual

Chevrolet Cobalt

2015

0,08%

Fiat Fiorino

2014

0,09%

Peugeot Hoggar

2011

0,15%

Fiat Palio

2002

0,18%

Chevrolet Tracker

2008

0,19%

Ford New Fiesta

2012

0,22%

Fiat Bravo

2013

0,24%

Chevrolet Celta

2014

0,29%

Ford Focus

2004

0,34%

Volkswagen Voyage

2015

0,34%

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.