Tamanho do texto

Empresa mantém linhas e a parte mecânica do modelo original e inclui luzes de LED, GPS e outros itens, sem descaracterizar o clássico inglês

Mini Cooper Remastered
Divulgação
Mini Cooper Remastered

Já vimos algo parecido com o lendário Porsche 911, mas no caso do clássico Mini Cooper é a primeira vez. Mantiveram o estilo clássico do modelo original, lançado em 1959, mas adotaram uma série de itens modernos e aperfeiçoaram não apenas a parte estrutural, mas também mecânica do carro. O resultado  aparece na galeria de imagens abaixo, feito pela empresa David Brown Automotive. Interessante, não?

LEIA MAIS:  Mini Seven chega ao Brasil com uma série de itens exclusivos. Veja detalhes

Entre os novos detalhes, o Mini Remastered  recebe uma nova grade frontal de alumínio, espelhos retrovisores de estilo cônico, luzes de LED e reforços estruturais que contribuem com a dirigibilidade do carro. Além disso, o motor de 1275 cc de cilindrada ganhou potência 50% maior que a original,o que significa que passa a gerar em torno de 85 cv. E a caixa de câmbio, de quatro marchas, recebe apenas um criterioso processo de restauração.

Por dentro, o carrinho também mantém o aspecto original do final dos anos 50 e início dos 60, mas com acabamento mais caprichado e alguns toques de modernidade, como é o caso da central multimídia instalada no painel, com tela sensível ao toque, de alta resolução, compatível com Apple Car Play e Android Auto e ainda com entradas USB e auxiliar. O capricho extra fica por conta do couro legítimo que reveste os bancos, os instrumentos de fundo branco e grafismo preto da Smith,  volante com aro de madeira e aço escovado, assim como os botões giratórios que acionam o ar-condicionado, limpador de para-brisa e o pisca alerta.

LEIA MAIS: Veja 5 seminovos mais divertidos de dirigir que custam até R$ 50 mil

Pequeno no tamanho, mas o preço…

O Mini Remastered é feito à mão em uma cidadezinha próxima de Silverstone, na Inglaterra e terá edições personalizadas, como a inspirada no estilo Café Racer e outra conhecida como Monte Carlo. A apresentação da novidade está marcada para o dia 20 de abril, em Mônaco, no evento Top Marques. Os preços partem de 50 mil libras, o que equivale a cerca de R$ 195 mil numa conversão simples. 

Se alguém quisesse trazer um exemplar ao Brasil teria que arcar com uma série de impostos de taxas que acabaria mais do que dobrando esse valor. Com isso, ficaria mais de duas vezes e meia o preço do Mini Jonh Cooper Works zero quilômetro, a versão mais potente do modelo no País, oferecido por R$ 162.950 com motor 2.0, turbo, de 231 cavalos, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em meros 6,1 segundos atingir 246 km/h.

 LEIA MAIS: Mini Jonh Cooper Works ee brinquedo de gente grande. Confira a avaliação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.