Tamanho do texto

Atualizado, Fit ganha itens de segurança do sedã médio Civic. Saiba mais sobre o novo design do modelo e as novidades na lista de equipamentos

Visualmente, o Honda Fit mudou pouco. A principal mudança é o pacote de equipamentos eletrônicos de segurança
Divulgação/Honda
Visualmente, o Honda Fit mudou pouco. A principal mudança é o pacote de equipamentos eletrônicos de segurança

Não parece, mas o Honda Fit recebeu mudanças em seu design. Previsto para chegar ao Brasil ainda neste ano, o modelo reestilizado começa a ser vendido nos EUA, com foco maior em sua lista de equipamentos, que passa a incluir sistemas de auxílio ao motorista, como controle de cruzeiro adaptativo e assistente de permanência em faixa, tecnologias utilizadas no sedã médio Civic.

LEIA MAIS: Honda Fit renovado é flagrado em testes. Chega ao Brasil no segundo semestre

Antes de falar dos equipamentos, vamos passar pelo novo design. A renovação visual do Fit é bem discreta. Os faróis receberam luzes diurnas de LED, a grade frontal tem acabamento em preto brilhante (o famoso Black Piano) e dois frisos cromados. O para-choque também foi redesenhado, com entradas de ar maiores. Na traseira, a novidade do facelift é o uso de lanternas de LED. O interior recebe materiais melhores no acabamento, mas não muda o desenho.

Sua mecânica também segue a mesma, utilizando o motor 1.5 i-VTEC. Por lá, ele conta com injeção direta, gerando 132 cv a 6.600 rpm e 15,7 kgfm de torque a 4.600 rpm – o Fit nacional conta com 116 cv e 15,3 kgfm, quando abastecido com etanol. Pode ser combinado ao câmbio manual de seis marchas ou CVT. Nos outros países, há os motores 1.2, 1.3, 1.5 diesel e uma versão híbrida.

LEIA MAIS: Honda WR-V, HR-V e CR-V, entenda as diferenças entre os três aventureiros

Sua principal mudança é a adição do pacote Honda Sensing, também utilizado no Civic e que adiciona itens de segurança. Recebe piloto automático adaptativo, frenagem de emergência, assistente de permanência em faixa e aviso de colisão dianteira. A filial brasileira deve oferecer esses itens como opcionais para a versão mais cara.

Fit, City e CR-V

Além da renovação do Fit brasileiro, a Honda prepara outras novidades para nosso mercado. Seu sedã derivado, o City, também passou por mudanças na Ásia e está previsto para estrear no Brasil ainda no segundo semestre, para esquentar sua briga contra o Chevrolet Cobalt e se preparar para a chegada do Volkswagen Virtus. Outro modelo que estará nas lojas até o fim do ano é a nova geração do CR-V, agora produzida nos EUA e com motor 1.5, turbo, de 190 cv.

LEIA MAIS: Honda WR-V mostra que é dublê de SUV no dia a dia. Veja a avaliação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.