Tamanho do texto

Chevrolet aposta em conjunto mais completo para segurar o Cruze Sport6 na liderança do segmento, que continua em declínio no Brasil

Chevrolet Cruze Sport6 passa a ter ajuste de altura dos faróis e repetidor de seta nos retrovisores externos
Divulgação
Chevrolet Cruze Sport6 passa a ter ajuste de altura dos faróis e repetidor de seta nos retrovisores externos

A GM anuncia que a versão 2018 do hatchback Chevrolet Cruze Sport6 chega às concessionárias com novos equipamentos. A partir de agora, o modelo passa a integrar ajuste de altura dos faróis e repetidor de seta nos retrovisores externos. Tudo de série, como no sedã.

LEIA MAIS: Chevrolet Cruze vende mais que Honda Civic em julho.

Ainda comparando o hatch ao sedã, o Chevrolet Cruze Sport6 possui acerto exclusivo de suspensão e direção. A GM também equipa todas as versões com o eficiente 1.4 turbo flex com injeção direta de 153 cv de potência. A transmissão é automática de seis velocidades.

O pacote de série do Cruze Sport6 também inclui revestimento de couro, assistente de partida em rampa, airbags frontais e laterais, câmera de ré com sensor de estacionamento traseiro, auxiliar de partida em rampas, computador de bordo e sistema start-stop. A versão topo de linha, LTZ, aparece com airbags de cortina, luz de condução diurna com acentuação em LED, teto solar, sensores de chuva e crepuscular, retrovisores com rebatimento e GPS. Alertas de ponto cego e colisão frontal, e alerta de permanência na faixa completam o conjunto de segurança.

Na traseira, nada mudou na versão hatch do Cruze Sport 6, que se mantém como líder do segmento, ainda em queda livre
Divulgação
Na traseira, nada mudou na versão hatch do Cruze Sport 6, que se mantém como líder do segmento, ainda em queda livre

Além de integrar sistema MyLink com Android Auto e Apple CarPlay, o Cruze Sport6 traz o serviço concierge OnStar. O motorista pode contactar emergência, alternativas de navegação e até diagnósticos sobre o veículo. O Chevrolet Cruze Sport6 LT parte de R$ 92.990, e pode chegar aos R$ 117.490 na versão mais completa.

LEIA MAIS: SUVs engolem vendas de sedãs compactos, monovolumes e hatches médios.

Por um fio

Os sedãs médios resistem com bravura à recente invasão dos SUVs. Os hatches, por outro lado, estão acompanhando o caminho das peruas e vêm sumindo do mercado. Dê uma olhada nos opções de hatches médios que já foram oferecidos no Brasil e tente lembrar da grande variedade que já tivemos. Hoje em dia, apenas Ford Focus, Volkswagen Golf e o Cruze Sport6 são os únicos que ainda conseguem algum destaque. O Hyundai i30 desapareceu das concessionárias sem o brilho que tinha em sua primeira geração, Citroën C4 Hatch deu adeus em 2012 sem deixar substituto. E mais recentemente, o Bravo teve sua produção encerrada. O  desatualizado Peugeot 308 está disponível em apenas duas configurações, e vende menos que o concorrente premium Audi A3 hatch, que  sobrevive com dificuldades.

LEIA MAIS: Sedãs médios resistem à invasão dos SUVs.

O arranjo da preferência do brasileiro mostra que há uma mudança de gosto no consumidor, que hoje compra carro pela tendência. Afinal, é possível levar um Volkswagen Golf Highline com um pacote completinho pelo mesmo preço de um HR-V Touring (o primeiro custa R$ 100 mil, enquanto o utilitário da Honda sai por R$ 105.900). Apesar do preço do Volkswagen não colaborar - ainda mais colocando tanto dinheiro em um carro menor - ele é bem mais completo que o HR-V em sua versão topo de linha. E o acabamento é de fazer inveja à abundância de plástico duro do utilitário da Honda.

A lista de hatches médios disponíveis nas concessionárias caiu pela metade desde o fim da última década. Se antes podiamos escolher por 8 modelos: Golf, Focus, Vectra, C4, i30, Bravo, 307 e Impreza, hoje temos que  nos contentar com metade disso: Chevrolet Cruze Sport 6, Ford Focus, Volkswagen Golf e Peugeot 308. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.