Tamanho do texto

Menor e mais em conta SUV da marca sueca já está com chegada confirmada ao País para brigar com Audi Q3, BMW X1 e companhia

Volvo XC40: grande aposta da marca sueca para aumentar suas vendas globais, inclusive no Brasil, a partir do ano que vem
Divulgação
Volvo XC40: grande aposta da marca sueca para aumentar suas vendas globais, inclusive no Brasil, a partir do ano que vem

A Volvo, finalmente, revela o novo XC40 em um evento realizado em Milão, na Itália. Como já havíamos antecipado por meio do vazamento de imagens da última semana, o modelo preserva o design apresentado no conceito 40.1, e ainda integra itens "irmãos maiores", XC60 e XC90.

LEIA MAIS; BMW apresenta conceito do X7 no Salão de Frankfurt

Já começa com os faróis de neblina e os familiares LEDs diurnos no formato do “martelo de Thor”. A grade, por outro lado, é bem distinta em relação aos outros modelos da Volvo. São aproximadamente 17 combinações de cores, combinando a pintura da carroceria e o teto. Apesar de ser o menor crossover da marca sueca, o Volvo XC40 continua parecendo grande, graças às linhas encorpadas e montadas em rodas robustas.

Ao abrir a porta, o que chama atenção é o painel de instrumentos. A Volvo importou a tela dos irmãos XC60 e XC90, assim como a central multimídia de nove polegadas, no meio do conjunto. Há compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto. A Volvo diz que o interior do XC40 foi projetado pensando na versatilidade. Por exemplo, para favorecer o espaço nos porta-objetos das portas, a Volvo trocou as caixas de som de lugar. Agora, é possível acomodar até um notebook, ou um tablet dos grandes.

O Volvo XC40 aparece com a nova plataforma modular CMA, desenvolvida em parceria com a Geely. Nos próximos anos, ela aparecerá em toda a linha 40 da marca sueca, dando origem a um novo modelo elétrico. No pacote de segurança, todos os controles e babás eletrônicas que você pode esperar. Sistema semi-autônomo, controle de trânsito e até câmeras posicionadas em 360° estarão presentes.

LEIA MAIS: Audi Q2 ainda está nos planos da marca. Mas só na próxima geração

Na Europa, o novo SUV começará a ser vendido apenas na versão T5, top de linha, com motor 2.0 de quatro cilindros turbo capaz de entregar 247 cv de potência. Com o tempo, aparecerão também as versões T3 (154 cv) e T4 (187 cv) a gasolina, e D3 (148 cv) e D4 (190 cv) a diesel. No Reino Unido, os preços começam em 35 mil libras esterlinas, ou R$ 149 mil.

No Brasil

BMW X2 , feito sobre a mesma base do X1, tem chances de vir a ser fabricado no Brasil na fábrica em Araquari (SC)
Divulgação
BMW X2 , feito sobre a mesma base do X1, tem chances de vir a ser fabricado no Brasil na fábrica em Araquari (SC)

Se você acessar o site da Volvo do Brasil, já verá o XC40 em posição de destaque. É porque o modelo já tem data para desembarcar no Brasil, no primeiro trimestre do ano que vem. Outro que também chega no ano que vem é o BMW X2, com porte parecido com o do X1. 

O X2 será montado na mesma plataforma UKL que já é utilizada no X1. Ou seja, o modelo terá tração dianteira, pelo menos nas versões básicas. E rumores recentes indicam que teremos uma nova gama de motores turbo de três e quatro cilindros. Alguns deles compartilhados com a Mini.

LEIA MAIS: BMW i3 2018 ganha nova versão esportiva

O modelo europeu será fabricado em Regensburg, na Alemanha. E há grandes chances do X2 dividir a linha de produção da BMW do Brasil com os irmãos X1, X3 e X4 na fábrica de Araquari (SC). Vazamentos recentes de uma possível patente do X2 aguçam mais ainda os sinais de que teremos um novo BMW nacional no próximo ano. A marca, entretanto, não divulga nada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.