Tamanho do texto

Eterno rival do Volkswagen Golf GTI voltará a ser importado do Canadá, em versão cupê, com motor 1.5, turbo, de 208 cavalos de potência

Honda Civic Si: nova geração do cupê esportivo promete não decepcionar os fãs do modelo da marca japonesa
Divulgação
Honda Civic Si: nova geração do cupê esportivo promete não decepcionar os fãs do modelo da marca japonesa

Se você é fã de cupês esportivos, temos uma ótima notícia. O Honda Civic Si irá retornar ao Brasil, em sua nova geração, ainda no primeiro semestre de 2018. O carro será importado do Canadá, assim como a versão anterior. Pela primeira vez, terá motor turbinado: 1.5, de quatro cilindros, com 208 cv, de acordo com a fabricante.

LEIA MAIS: Honda usa imaginário do brasileiro para vender automóveis caros

Trata-se do mesmo 1.5 turbo da versão Touring,  mas com alguns ajustes para render mais. Com isso, o novo Honda Civic Si será apenas 2 cv mais potente que a geração anterior, com motor 2.0, aspirado.  O torque máximo do novo Si vai para 26,5 kgfm a 2.300 rpm. E no lugar das versões automáticas do Civic, com caixa do tipo  CVT,  o esportivo virá com  câmbio manual, de seis marchas.

LEIA MAIS: Volkswagen Golf será renovado no início de 2018

E antes que os puristas comecem a esbravejar, a Honda já havia anunciado que não utilizaria o insano 2.0, de 310 cv, que equipa o Civic Type-R, como base para o Si, por questões de custo. É claro que, nesse quesito, acaba surgindo com menos potência em relação aos principais rivais,  como Volkswagen Golf GTI, de 220 cv.

Suspensão com acerto esportivo, bancos tipo concha com costuras vermelhas, rodas aro 18 e novos freios completam as características do Civic Si. Na parte de segurança, o modelo conta com controle de estabilidade e tração. A estimativa de preço fica na casa dos R$ 150 mil, o que seria um salto considerável, uma vez que o modelo anterior chegou na casa dos R$ 112 mil. Vale lembrar que a Honda elevou o patamar do Civic em sua décima geração.

LEIA MAIS: Veja cinco subcompactos legais que nunca estarão à venda no Brasil

A Honda também preserva diversas características do sedã. Ou seja, pode-se esperar por ar-condicionado digital de duas zonas, sensor de chuva e crepuscular e a boa central multimídia de sete polegadas, com compatibilidade para os sistemas Apple CarPlay e Android Auto. Este último é capaz de replicar a tela do aplicativo Waze.

Sucesso no Brasil

Honda Civic Si 2007:  sedã chamou atenção pelo engenhoso motor 2.0, com comando de válvulas com três ressaltos
Divulgação
Honda Civic Si 2007: sedã chamou atenção pelo engenhoso motor 2.0, com comando de válvulas com três ressaltos

O Honda Civic Si foi lançado no Brasil em 2007, carregando a alcunha de carro mais potente fabricado no País. A título de comparação, o modelo beirava os R$ 97 mil - algo inimaginável para os padrões de hoje, não? - e entregava 190 cv de potência. Na prática, o modelo nacional foi mais potente que a geração seguinte, que chegou em versão cupê, importada do Canadá. Fazia de 0 a 100 km/h em 8,1 s, ante 7,7 s do modelo nacional. O preço convidativo do Civic brasileiro elevou o status do Si, chamando muita atenção entre entusiastas e preparadores. Encontrar um modelo original e pouco rodado é uma tarefa quase impossível nos dias de hoje.

Honda Civic Si 2014: cupê importado do Canadá passou a vir com motor 2.4, aspirado, de 206 cv
Divulgação
Honda Civic Si 2014: cupê importado do Canadá passou a vir com motor 2.4, aspirado, de 206 cv

O sucesso fez com que a Honda repetisse a dose, mas o Honda Civic Si cupê não causou tanto alarde. É mais fácil encontrar um Alfa Romeo em bom estado nas ruas brasileiras que um Si canadense. Apesar disso, o esportivo proporcionou boas doses de diversão, com engates precisos e um visual digno de ser o centro das atenções em qualquer lugar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.