Tamanho do texto

Trata-se da nova versão topo de linha do SUV compacto, que terá mais equipamentos, inclusive, controle eletrônico de estabilidade

Chevrolet Tracker: nova versão topo de linha será a segunda com o nome Premier, depois do SUV Equinox
Divulgação
Chevrolet Tracker: nova versão topo de linha será a segunda com o nome Premier, depois do SUV Equinox

O Chevrolet Equinox estreou a versão Premier na linha da GM brasileira, como uma opção ainda mais luxuosa, acima da LTZ.  Agora, a sigla que virou sinônimo de prestígio dentro da linha GM, também passará a ser usada no Chevrolet Tracker, que custará R$ 96.790 com o pacote mais completo de equipamentos, disponível a partir de novembro próximo.

LEIA MAIS: Renault Captur 1.6 CVT revela outro lado do SUV compacto

Além de uma configuração mais sofisticada, o Chevrolet Tracker Premier finalmente contará com controle de estabilidade e tração (ESP), ausente até hoje em todas as versões. Assistente de permanência em faixa e alerta de colisão frontal, presentes no Chevrolet Cruze, também devem aparecer. Também podemos esperar por alguns dispositivos já disponíveis no Equinox, como regulagens elétricas para o banco do motorista e sistema de som desenvolvido pela Bose.

O Chevrolet Tracker é vendido com motor 1.4 Turbo, de 153 cv e 24,5 kgfm de torque a 2.000 rpm -  o mesmo do Cruze. Parte de R$ 82.990 na versão LT e chega aos R$ 92.990 na atual topo de linha, LTZ.

LEIA MAIS: Jeep Compass Limited Diesel surpreende com boa mecânica

Apesar de se mostrar como um dos SUVs mais competentes de seu segmento. o Tracker não tem vida fácil contra os principais rivais, Honda HR-V, Hyundai Creta, Nissan Kicks, Ford EcoSport e Jeep Renegade. O HR-V, líder do segmento, vendeu 3.780 unidades no último mês. O  Creta aparece em segundo, com 3.466 emplacamentos, enquanto o Kicks surge logo atrás, com 3.448. O EcoSport ocupa a quarta colocação, com 3.159 emplacamentos. Não muito atrás, surge o Jeep Renegade, com 3.009. O Tracker aparece nas últimas posições da lista, com apenas 930 emplacamentos, depois de Captur (1.143), 2008 (945)  e Duster (943).

Novos rivais

VW T-Cross: protótipo servirá de base para um dos novos SUVs rivais do Chevrolet Tracker, a partir de 2018
Divulgação
VW T-Cross: protótipo servirá de base para um dos novos SUVs rivais do Chevrolet Tracker, a partir de 2018

Com o lançamento da versão Premier, o Tracker também esbarra em preços com a versão de entrada do Jeep Compass, fenômeno de vendas no Brasil que parte de R$ 107.990 na versão Sport. O SUV da Fiat-Chrysler emplacou incríveis 4.177 carros em setembro, e ocupa a respeitável nona colocação entre os modelos mais vendidos do País. Nada mal, para um SUV que passa dos R$ 100 mil.

LEIA MAIS: Volkswagen confirma a chegada de dois SUVs e picape inédita no Brasil

Outro modelo que está de olho nos bons números do segmento de compactos é o SUV que será derivado do VW Polo. O novo utilitário esportivo, identificado até o momento como T-Cross, será fabricado em São Bernardo do Campo (SP), e chegará ao mercado até o final de 2018 para concorrer no segmento do Chevrolet Tracker. Além dele, também serão feitos o sedã compacto premium Virtus e uma picape, que virá para disputar com Fiat Toro e Renault Duster Oroch.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.