Tamanho do texto

Segurar uma boa posição no ranking geral é para poucos modelos. Veja a lista de 5 carros que já foram um sucesso e que hoje vendem pouco

Olhar para o passado pode revelar alguns números interessantes e até assustadores sobre o mercado brasileiro. Um modelo que já teve muito prestígio pode despencar em vendas nos anos seguintes, como comprovamos através dos levantamentos realizados pela Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores). Partindo disso, a reportagem do iG Carros revela cinco modelos que já venderam bem e hoje não estão mais em alta.

1 - Volkswagen Fox

Volkswagen Fox:  hatch está entre os carros que estão perdendo cada vez mais espaço na linha da marca
Divulgação
Volkswagen Fox: hatch está entre os carros que estão perdendo cada vez mais espaço na linha da marca

Um refresco para a memória. O Volkswagen Fox chegou a ser o segundo carro mais vendido do Brasil em fevereiro de 2015, ficando na frente até do atual líder absoluto de vendas Chevrolet Onix. Naquele mês, o hatch da Volkswagen só ficou atrás do Fiat Palio no ranking da Fenabrave, com 7.373 unidades ante os 9.205 emplacamentos do modelo italiano.

LEIA MAIS: Hyundai Creta é o SUV mais vendido de novembro. HR-V lidera o ano

Com a despedida do CrossFox e a redução de sua linha a apenas três versões, o Volkswagen Fox perdeu espaço para o novo lançamento da marca, o Polo. Hoje, o longevo hatchback da marca alemã ocupa a vigésima sexta colocação entre os carros mais vendidos do Brasil. Foram apenas 2.381 unidades emplacadas este mês.

2 - Jeep Renegade

Jeep Renegade: ofuscado pelo irmão Compass e o rival Honda HR-V, o SUV da FCA já pede mudanças para ter mais apelo
Divulgação
Jeep Renegade: ofuscado pelo irmão Compass e o rival Honda HR-V, o SUV da FCA já pede mudanças para ter mais apelo

O Compass chegou com tudo, e acabou canibalizando algumas versões do Jeep Renegade. O SUV compacto foi líder durante alguns meses e, mais recentemente,  em agosto de 2017, com 4.576 emplacamentos. Depois disso, foi parar na quinta colocação, sendo ultrapassado até por Ford EcoSport e Hyundai Creta. Foram 3.017 unidades vendidas naquele mês.

O Compass entretanto, é o SUV mais vendido do Brasil há algum tempo. Culpa dos preços, que acabam encostado entre os R$ 100 mil e R$ 135 mil. Ao invés de levar as versões mais caras do Renegade, o consumidor pode subir o patamar e optar pelos modelos de entrada do Compass. Isso não acontece com a linha da Honda, por exemplo, onde há uma lacuna de quase R$ 40 mil entre o HR-V Touring e o CR-V EXL.

3 - Nissan Sentra

Nissan Sentra: já chegou a dividir as posições mais altas do ranking com Corolla e Civic, mas hoje é mero coadjuvante
Divulgação
Nissan Sentra: já chegou a dividir as posições mais altas do ranking com Corolla e Civic, mas hoje é mero coadjuvante

O Toyota Corolla é absoluto no segmento de sedãs médios, chegando a vender mais que os quatro principais rivais juntos, em agosto de 2017. Mas, entre eles, vale lembrar que o Sentra já vendeu bem, e foi o terceiro sedã médio mais vendido em abril de 2014. Foram 1.481 unidades vendidas pela Nissan.

LEIA MAIS: Jeep Compass é o novo modelo a ser batido e imitado. Mas quem conseguirá?

Com pouca expressão atualmente no mercado, o Nissan Sentra ocupa a oitava colocação entre os sedãs médios mais vendidos do Brasil.  Em novembro último foram  apenas 303 emplacamentos, deixando o sedã da marca japonesa atrás até de modelos mais caros, como Honda Civic (1.858) e Ford Fusion (428).

4 - Fiat Uno

Fiat Uno: um dos carros mais vendidos do Brasil ao longo dos anos. Atualmente, perde espaço para o subcompacto Mobi
Divulgação
Fiat Uno: um dos carros mais vendidos do Brasil ao longo dos anos. Atualmente, perde espaço para o subcompacto Mobi

O Fiat Uno já chegou a ser o carro mais vendido do Brasil em março de 2012, disputando a liderança com o Volkswagen Gol. Naquele mês, o compacto da Fiat vendeu 23.107 unidades contra 21.023 do eterno rival. O Gol continua ocupando uma posição de respeito no ranking geral de vendas de 2017, mas o Uno viu suas vendas despencarem, principalmente depois do lançamento do Mobi, em abril de 2016.

Foram apenas 1.096 unidades vendidas em novembro, colocando o Fiat Uno na quadragésima primeira colocação entre os carros destaque do Brasil. Um dos fatores que vem dificultando a vida do modelo é a concorrência com o irmão menor, o Mobi. Mais novo e barato que o longevo sucessor do Mille, o subcompacto despertou a curiosidade do público e já ocupa a sétima colocação no ranking da Fenabrave. 

5 - Mitsubishi L200

Mitsubishi L200: viu seu melhor momento em 2009. De lá pra cá vem perdendo espaço no mercado brasileiro
Divulgação
Mitsubishi L200: viu seu melhor momento em 2009. De lá pra cá vem perdendo espaço no mercado brasileiro

Em fevereiro de 2009, a Mitsubishi L200 conseguiu um feito inimaginável para os dias de hoje. A picape japonesa superou a rival Toyota Hilux e se tornou o segundo modelo médio mais vendido do Brasil (atrás apenas da Chevrolet S10) com 1.427 unidades emplacadas. Além deste grande feito, a L200 também foi capaz de superar a Ford Ranger com certa vantagem. No mesmo mês, a picape da marca americana emplacou apenas 899 unidades.

LEIA MAIS: Picapes seminovas que valem a pena e custam até R$ 60 mil

O jogo virou em 2017, onde a L200 afunda na quinta colocação, com 772 exemplares vendidos em novembro. Hilux, Ranger, S10 e Amarok dispararam na frente, deixando o modelo quase esquecido entre os carros da Mitsubishi. Ela só não está pior que a Nissan Frontier, que emplacou menos de 300 unidades no último mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.