Tamanho do texto

Modelo da Toyota termina o ano com larga margem de vantagem para o segundo colocado, o Honda Civic. Saiba mais detalhes

Toyota Corolla: por mês, sedã chegou a vender mais que alguns concorrentes no ano todo, como Nissan Sentra  e Kia Cerato
Renato Maia/IG
Toyota Corolla: por mês, sedã chegou a vender mais que alguns concorrentes no ano todo, como Nissan Sentra e Kia Cerato

Mais um ano que se vai e o Toyota Corolla volta a acumular números respeitáveis. Ao longo de 2017, o sedã japonês teve 66.188 unidades vendidas, dando um verdadeiro baile no segundo colocado, o Civic. A Honda, por sua vez, viu 25.871 unidades do Civic deixando suas concessionárias ao longo do mesmo período. São mais de 40 mil carros de diferença.

LEIA MAIS: Lançado em novembro, Polo vende mais que Citroën C3 no ano todo

O Toyota Corolla também ostenta 43% de participação em seu segmento. Números significantes para um sedã que, por mês, chegou a vender mais que alguns concorrentes no ano todo. A lista segue com o Chevrolet Cruze e suas 19.192 unidades vendidas. O Jetta aparece atrás com uma discrepância considerável. Foram 7.699 unidades emplacadas pela Volkswagen ao longo de 2017. Os números do sedã da marca alemã, entretanto, são suficientes para superar os 6.163 emplacamentos do rival Ford Focus Fastback.

LEIA MAIS: Fiat mostra o sedã Cronos na Argentina antes de sua estreia no Brasil

Na sexta colocação, surge o Nissan Sentra com 3.861 unidades vendidas ao longo de 2017. Agora com menos versões, o Citroën C4 acumulou 3.313 unidades. Entre os sedãs esquecidos pelos consumidores, chama  atenção o desempenho do Kia Cerato, com apenas 1.604 emplacamentos no ano inteiro. O Peugeot 408 surge em seguida, com 1.118 unidades vendidas. E o Renault Fluence,  que saiu de linha no fim de 2017, ficou com 1.086 unidades vendidas.

Quem vem lá?

Esboço revela como será o estilo da nova geração do VW Jetta que será uma das atrações do Salão de Detroit, nos EUA
Divulgação
Esboço revela como será o estilo da nova geração do VW Jetta que será uma das atrações do Salão de Detroit, nos EUA

Estamos às vésperas do Salão de Detroit (EUA), onde teremos o nosso primeiro contato com a nova geração do Volkswagen Jetta. O modelo voltará a ser importado do México, de onde também sairão as unidades que vão abastecer o mercado americano. Por conta disso, a produção do Volkswagen Jetta atual terá que ser interrompida na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

LEIA MAIS: Honda HR-V é o SUV compacto mais vendido do Brasil em 2017

Podemos notar inspirações estilísticas do sedã Arteon, trazendo linhas mais arrojadas e vincos salientes. No conjunto mecânico, uma das novidades da nova geração do VW Jetta ficará por conta do câmbio automático de oito marchas que poderá ser acoplado ao motor 1.4, turbo, com injeção direta de combustível. De acordo com a fabricante, o carro passará a ter trocas de marchas mais suaves, além de menores índices de consumo e nível de ruído. Sabemos também que será possível optar por quatro modos diferentes de condução: Normal, Eco, Sport e outro customizado, ajustado de acordo com as preferências do condutor. Confira o ranking dos sedãs médios mais vendidos de 2017.

1 - Toyota Corolla - 66.188 unidades
2 - Honda Civic - 25.871 unidades
3 - GM Cruze - 19.192 unidades
4 - Volkswagen Jetta - 7.699 unidades
5 - Ford Focus Fastback - 6.163 unidades
6 - Nissan Sentra - 3.861  unidades
7 - Citroën C4 Lounge - 3.313 unidades
8 - Kia Cerato - 1.604 unidades
9 - Peugeot 408 - 1.118 unidades
10 - Renault Fluence - 1.086 unidades

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.