Tamanho do texto

O maior SUV da VW será uma opção mais em conta que modelos premium, como o Mercedes-Benz GLE Coupe e o BMW X6, concorrentes do Audi Q7

Primo dos luxuosos Porsche Cayenne e Bentley Bentaiga, o Volkswagen Touareg virá com mais tecnologia e sofisticação
Divulgação
Primo dos luxuosos Porsche Cayenne e Bentley Bentaiga, o Volkswagen Touareg virá com mais tecnologia e sofisticação

O novo Volkswagen Touareg, que já tem confirmação de chegar ao Brasil, será revelado por completo no dia 23 de março,  antes do Salão de Pequim (China), entre os dias 25 de abril e 4 de maio. Até o momento, o desenho é o único documento formal a ser divulgado oficialmente, que em letras pequenas, perto da roda dianteira, vai a assinatura de Arnaldo Cruzeiro, brasileiro que faz parte da equipe de design na Alemanha. O designer venceu um concurso de talentos promovido pela Volkswagen do Brasil, em 2001.  Em seguida,  foi transferido para a sede da fabricante, onde trabalha com Klaus Bischoff, o chefe de design.

LEIA MAIS: Volkswagen Touareg da nova geração está confirmado para o Brasil em 2018

Antecipando o visual do novo Touareg, o T-Prime Concept é outro SUV que a VW apresentará no Salão de Pequim
Divulgação
Antecipando o visual do novo Touareg, o T-Prime Concept é outro SUV que a VW apresentará no Salão de Pequim

O Volkswagen Touareg é o maior SUV da marca e deve receber novas tecnologias, como painel de instrumentos totalmente digital, suspensão a ar e esterçamento das rodas traseiras, para garantir maior estabilidade. Trata-se da opção mais em conta e discreta entre os "primos" Audi Q7, Bentley Bentayga, Lamborghini Urus e Porsche Cayenne, também pertencentes ao grupo Volkswagen e que partilham a mesma plataforma MLB Evo.

LEIA MAIS: Volkswagen anuncia investimento de US$ 650 milhões na Argentina

Mecânica

Este é o trem de força híbrido da plataforma MLB Evo, que também equipará os novos SUVs da Volkswagen
Divulgação
Este é o trem de força híbrido da plataforma MLB Evo, que também equipará os novos SUVs da Volkswagen

Ainda não há confirmações oficiais sobre os conjuntos mecânicos. Mas, ao que tudo indica, terá opção híbrida em todas as versões e as seguintes motorizações: 2.0 turbo, de 4 cilindros; 3.0 V6 biturbo a gasolina e um 3.0 V6 turbodiesel, que equipa a versão topo de linha da picape Amarok. Além disso, para a versão esportiva R Line, deverá fazer parte a motorização V8 TDI, também aliada a um sistema híbrido, que promete contribuir com mais potência, torque, autonomia e suavidade ao rodar.

LEIA MAIS: Volkswagen Virtus é diferente do Polo, apesar da mesma aparência. Veja vídeo

A intenção da marca não é entrar no território de modelos "premium" como Mercedes-Benz GLE Coupe e BMW X6. Para isso, a Volkswagen aposta nos modelos da Audi (principalmente o maior SUV da marca, o Q7). O Volkswagen Touareg continuará ocupando o mesmo segmento de SUVs grandes, acima do Tiguan, quem deverá aparecer reestilizado no Brasil esse ano. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.