Tamanho do texto

Desacatando a autoridade dos utilitários compactos, mostramos a razão pela qual o hatchback da Volkswagen merece sua atenção

VW Polo Highline: versão topo de linha vem bem equipada, mais que a média dos SUV com o mesmo preço
Renato Maia
VW Polo Highline: versão topo de linha vem bem equipada, mais que a média dos SUV com o mesmo preço

“Eu gostaria de fazer uma pergunta pessoal”, diz uma das editoras do iG para a nossa equipe. “Meu marido quer comprar o VW Polo Highline, mas eu gostaria de um Hyundai Creta”. Bastou que ela fechasse a boca para que os três integrantes de nossa redação respondessem em uníssono: vá de Polo!

LEIA MAIS: Veja cinco motivos para comprar uma perua e não um SUV

E essa recomendação nem é tão fora da moda assim. A Volkswagen está rindo à toa com o desempenho do Polo no primeiro mês de 2018. Ele deu um banho no principal rival, o Fiat Argo, e assumiu a quarta colocação entre os carros mais vendidos do Brasil, conforme os dados divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos).  O Volkswagen teve 6.632 unidades em janeiro, ante 4.972 unidades do rival da marca italiana. Isso por que o mês de janeiro não costuma ser tão bom para as vendas nacionais. Portanto, como uma ajuda à nossa colega mencionada no primeiro parágrafo - ou ao marido dela - listamos cinco motivos pelos quais você deveria considerar comprar o VW Polo e não um SUV compacto.

1 - O motor TSI é um dos mais modernos no mercado

Com motor TSI, o Polo atinge a melhor relação entre desempenho e consumo de combustível entre as versões disponíveis
Divulgação
Com motor TSI, o Polo atinge a melhor relação entre desempenho e consumo de combustível entre as versões disponíveis

Lembramos que escolhemos a versão Highline, que fica na mesma faixa de preço das versões de entrada do segmento de SUVs compactos. Mas vamos dar uma repassada nos motores que são utilizados por eles, apenas para refrescar a memória. O líder HR-V (parte de R$ 80.900)  usa um antiquado 1.8 que equipava a geração anterior do Honda Civic, e apesar de proporcionar bom desempenho, não prioriza o consumo de combustível. Por sua vez, o Hyundai Creta básico (R$ 76.350) traz o mesmo motor 1.6 que equipa o HB20. Imagine este mesmo conjunto mecânico equipando um carro maior e mais pesado. O Captur 1.6 mais em conta (R$ 80.450) fica no mesmo patamar de desempenho e apesar de confortável, fica devendo fôlego.

Com o Volkswagen Polo Highline (R$ 73.440, com o App Connect)   e seu eficiente 200 TSI, de 128 cv, e 20,4 kgfm de torque, você será o cara que pede passagem para todos os SUVs mencionados anteriormente na estrada. O carro ainda acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos, com força máxima disponível a 4.500 rpm. Não que o VW seja um esportivo, mas é inegável que o Polo pode ser um "foguetinho" comparado aos SUVs.

2 - Para o bem do seu bolso

De acordo com os números do Inmetro, o Polo TSI é capaz de fazer até 14,1 km/l com gasolina, em trecho rodoviário
Divulgação
De acordo com os números do Inmetro, o Polo TSI é capaz de fazer até 14,1 km/l com gasolina, em trecho rodoviário

Você ficará vai frenquentar menos o posto da esquina se tiver um Volkswagen Polo. Ele é mais econômico que todos os SUVs compactos, e chega a ser um dos carros mais eficientes vendidos no Brasil nessa faixa de preço. Em trajeto urbano,  de acordo com o Inmetro, o Polo faz 8,0 km/l com etanol e 11,6 km/l na gasolina. Na estrada, os números vão para 11,6 km/l e 14,1 km/l, respectivamente.

LEIA MAIS: Confira cinco motivos para investir no Hyundai Creta e não Honda HR-V

Este que vos escreve já teve a oportunidade de viajar com o Volkswagen Polo, e o resultado aferido no computador de bordo impressionou. Em velocidade constante, mantendo os 100 km/h por vários minutos, o sistema chegou a aferir 16,5 km/l com gasolina. E não estou falando de trecho de descida de serra.

Já mencionamos que, por conta dos SUVs serem mais altos, costumam manter mais resistência ao ar. Consequentemente, gastam mais combustível que um hatchback convencional. Os utilitários esportivos também são mais pesados. Logo, mais trabalho para o motor, por mais eficiente que seja.

3 - Carro compacto com tecnologia de Audi TT?

Cluster digital e configurável é opcional apenas na versão Highline e vem atrelada à nova central multimídia
Divulgação
Cluster digital e configurável é opcional apenas na versão Highline e vem atrelada à nova central multimídia

Quando a Audi apresentou o conceito do cockpit virtual com o esportivo TT, nós ficamos boquiabertos. Pouco mais de dois anos depois, surge a grata surpresa de que o Volkswagen Polo traria a mesma tecnologia por muito menos. Trata-se de um quadro de instrumentos 100% digital em uma tela de dez polegadas. Nele, é possível ver todas as informações, como navegação, opções de mídia e dados do computador de bordo. A impressão é de estar em um carro mais caro.

Sabe qual SUV compacto oferece uma tecnologia semelhante? Nenhum, nem nas versões que passam dos R$ 100 mil. A Volkswagen também dá show na central multimídia com App Connect, muito responsiva e intuitiva. É como manusear um bom celular que você possui há meses. Você também poderá emparelhar a central com seu aparelho por meio do Apple CarPlay e do Android Auto, sendo que o último é capaz de reproduzir o Waze. Aplicativos como Spotify também aparecem integrados. Por desencargo de consciência, o Polo também compartilha a plataforma MQB com o Audi TT.

4 - Mais segurança para a sua família

Pelos testes de colisão do Latin NCAP, o  VW Polo teve nota máxima em segurança, com cinco estrelas  (adultos e crianças)
Reprodução/Latin NCAP
Pelos testes de colisão do Latin NCAP, o VW Polo teve nota máxima em segurança, com cinco estrelas (adultos e crianças)

Quando falamos dos crash-tests do Latin NCAP, apenas Honda HR-V e Jeep Renegade são tão seguros quanto o Volkswagen Polo, gabaritando cinco estrelas para a segurança de adultos e crianças. O Creta obteve quatro para adultos e duas para crianças, enquanto o Ford EcoSport garantiu cinco para adultos e três para crianças. Mas o Polo possui uma vantagem importante em relação aos SUVs quando falamos de capotamentos.

Os hatches compactos também são mais estáveis por conta do centro de gravidade baixo em relação aos SUVs. Um estudo publicado pelo Departamento de Segurança Viária dos Estados Unidos aponta que para cada automóvel que capota, três SUVs sofrem o mesmo acidente.

Em nossa lista sobre o por quê de peruas serem melhores que SUVs, você aprendeu a definir o coeficiente de capotamento de um automóvel: TC = B/2CG, ou taxa de capotamento é igual à medida da bitola dianteira dividida por duas vezes a altura do centro de gravidade. A partir dessa conta, o Departamento de Segurança Viária chegou à conclusão de que um utilitário esportivo tem uma probabilidade 50% maior de capotar em relação ao automóvel comum, como uma hatch compacto. Vai de Polo? Pode acelerar. Se estiver em um SUV, cuidado com as curvas.

5 - Praticidade no dia a dia

Porte bem adequado para andar em grandes centros urbanos, com vagas apertadas e sempre congestionado
Divulgação
Porte bem adequado para andar em grandes centros urbanos, com vagas apertadas e sempre congestionado

Os SUVs têm diversas vantagens. A principal, nas lunares ruas brasileiras, é que eles passam por buracos com menos dificuldade que automóveis convencionais. Mas isso é fator de compra pra alguém? Você deixaria de comprar um carro mais prático só para passar por buracos com mais facilidade? Antes de aderir à "modinha", considere a praticidade de um hatch compacto.

LEIA MAIS: Confira cinco carros que não deveriam ter saído de linha no Brasil

O VW Polo, bem como outros hatches compactos de seu segmento, é mais fácil de estacionar que qualquer SUV. Além de entrar em qualquer vaga na hora da baliza, você ainda terá o sensor de estacionamento dianteiro pra te ajudar - algo que se faz presente nas versões mais caras dos SUVs compactos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.