Tamanho do texto

A montadora está investindo R$ 317 milhões na fábrica que irá produzi-lo. O SUV é uma das grandes aposta da marca no segmento

O SUV será baseado no Volkswagen T-Roc e terá somente o Range Rover Evoque Cabriolet como seu rival
Divulgação
O SUV será baseado no Volkswagen T-Roc e terá somente o Range Rover Evoque Cabriolet como seu rival

A Volkswagen está investindo o equivalente a R$ 317 milhões para ampliar a fábrica alemã de Osnabrück, onde será produzido, em 2020, um novo SUV conversível, baseado no T-Roc. Atualmente, só o Range Rover Evoque conta com uma versão conversível, fora uma antiga versão do Nissan Murano, que fracassou em vendas e saiu do mercado. Apesar dos SUVs estarem cada vez mais populares (já representam cerca de 25% no volume total de vendas do mercado), é evidente que poucos ousam em misturar as duas características, bem como está provado que é difícil criar algo que agrade ao público. Até 2020, a marca espera expandir sua atuação na categoria para 20 modelos e concentrar pelo menos 40% de suas vendas totais nesse mercado.

LEIA MAIS: Volkswagen revela o novo SUV T-Roc antes da estreia, no Salão de Frankfurt

Entretanto, isso não é o suficiente para barrar a Volkswagen . A montadora acredita no potencial do novo SUV e diz que todos os seus carros desse segmento são fundamentais para o seu crescimento. "Estamos evoluindo para uma marca SUV. O T-Roc já está estabelecendo novos padrões no segmento de crossovers compactos. Com um cabriolet baseado no T-Roc, estaremos adicionando um modelo de apelo altamente emocional no mercado. Estou especialmente satisfeito ao notar que podemos contar com as décadas de experiência da equipe Osnabrück com descapotáveis", afirma Herbert Diess, o presidente do Conselho de Administração.

LEIA MAIS: Volkswagen prepara novo rival do Jeep Compass. E vai se chamar Tarek

Outros SUVs da Volkswagen até 2020

Até 2020, a montadora alemã irá produzir dois SUVs elétricos. O primeiro deles é o conceitual I.D Crozz, quem irá estrear a nova plataforma MEB. De acordo com o site Automotive News, a confirmação da produção do ID Crozz sugere que a Volkswagen está mirando um elevado volume de vendas ao estipular a Tesla como alvo principal. O modelo alemão, porém, tem o objetivo de ser mais em conta que os da fabricante americana.

LEIA MAIS: Volkswagen Touareg da nova geração está confirmado para o Brasil em 2018

O outro SUV também é um conceitual elétrico, cuja inspiração será nos modelos T-Roc e Tiguan. Segundo declarações oficiais, o novo modelo terá 300 cv e 480 km de autonomia, números bastante impressionantes entre os carros elétricos de hoje em dia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.