Tamanho do texto

Sedã vai receber retoques no desenho e quadro de instrumentos digital entre as principais novidades. Confira mais detalhes

Citroën C4 Lounge: sedã renovado começa a ser fabricado na Argentina, de onde segue para o Brasil em abril
Divulgação
Citroën C4 Lounge: sedã renovado começa a ser fabricado na Argentina, de onde segue para o Brasil em abril

A Citroën da Argentina dá início à fabricação do sedã médio C4 Lounge renovado, modelo que vai começar a ser vendido no Brasil a partir de abril. Pela imagem oficial divulgada pela fabricante, o carro passa a ter a mesma frente da versão vendida na China, com novos faróis de LED no lugar das lâmpadas convencionais, bem como grade dianteira redesenhada e para-choque com novos detalhes estéticos. Mas, por fora, a carroceria continuará com poucas mudanças, que ainda vão contar com novos conjuntos de rodas. Serão novidades para tentar dar mais apelo do sedã da marca francesa na briga com rivais de peso, como Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet Cruze.

LEIA MAIS: Citroën C4 Lounge THP 2017 agrada pela relação entre custo e benefício

Por dentro, como diz o próprio comunicado da PSA sobre o início da produção do sedã em Palomar (Argentina), o  Citroën C4 Lounge renovado vai ter cluster digital entre as principais diferenças em relação ao modelo 2017. Também vão incluir ainda mais botões no volante de quatro raios e uma central multimídia atualizada para fazer frente aos concorrentes. A parte mecânica, porém, continuará a mesma, com motor 1.6 THP flex, de 173 cv que funciona com câmbio automático, de seis marchas.


Será que vai vender mais?

A Citroën ainda está longe dos principais rivais no ranking dos sedãs médios mais vendidos, de acordo com os números da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos). Levando em conta os números de janeiro, o C4 Lounge está em sexto lugar no ranking, com 363 unidades vendidas em janeiro, na frente do Nissan Sentra (340) e atrás do Ford Focus (457). São volumes bem menores  que os de competidores como Toyota Corolla (4.486), Chevrolet Cruze (1561) e Honda Civic (977).

LEIA MAIS: Recall: Citroën C4 Lounge, Peugeot 308 e 408 tem falha no freio

Aliás, em janeiro, um ponto interessante foi a disparada nas vendas do Chevrolet Cruze, que ultrapassou o Honda Civic, modelo que tradicionalmente vinha ficando em segundo lugar na lista dos sedãs médios mais vendidos no Brasil, atrás do líder Corolla. Um dos fatores que podem ter influenciado na queda do Honda pode ter sido a produção mais voltada para atender à demanda de outros modelos da marca na fábrica de Sumaré (SP), que opera no limite, até a fabricante decidir colocar em operação a linha de montagem em Itirapina (SP), 100% pronta, mas parada.  

LEIA MAIS: Citroën C4 Picasso:  minivan mostra toda sua vocação de carro familiar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.