Tamanho do texto

Picape mostrou bom nível de proteção para para as cabeças dos adultos, de acordo com os resultados obtidos

A picape Fiat Toro vai bem nos testes de colisão do Latin NCAP ao conseguir quatro estrelas das cinco possíveis. Ainda conforme os resultados divulgados, nas provas de impacto frontal e lateral, com airbags frontais e controle de estabilidade (ESC), foi constatada proteção adequada e marginal para a região do torax de adultos. A picape também conta com ancoragem ISOFIX para cadeiras infantis como item de série.

LEIA MAIS:  Os 10 carros menos seguros vendidos no Brasil. Confira os testes

Ainda entre os componentes de segurança que a picape conta de fábrica está o sistema que permite desligar o airbag do passageiro no caso da necessidade de instalar uma cadeira infantil no banco dianteiro. O Latin NCAP também testou a versão da picape com 6 airbags e verificou que nos impactos laterais contra postes foi comprovada a eficiência das bolsas infláveis para cumprir as exigências, apresentando boa proteção para quase todas as partes do corpo.

De acordo com o secretário geral do Latin NCAP, Alejandro Furas, “é gratificante encontrar cada vez mais modelos no mercado como a Toro, que mostra um bom desempenho nos níveis de segurança desde a versão básica. A Fiat deve deve levar esses níveis a todos seus modelos, especialmemte para os mais em conta da linha. Alertamos a marca para que aumente seus níveis básicos de segurança na Toro para que consiga chegar nas cinco estrelas”.

LEIA  MAIS: Fiat Toro 2.4 Flex Freedom faz esquecer das versões com motor 1.8 da picape

Fiat Toro
Divulgação
Fiat Toro

 Por mais segurança 

Fiat Toro
Divulgação
Fiat Toro

O Latin NCAP demostrou que a publicação dos seus resultados é uma ferramenta poderosa e eficiente para melhorar a segurança dos modelos vendidos na América Latina e Caribe. Também pede para que os governos da região exijam os mesmos padrões de segurança dos veículos dos mercados europeu e americano.

LEIA MAIS: Fiat Toro enfrenta Renault Oroch: qual das duas picapes vence?

 Para isso, deveriam ser obrigatórios itens como controle eletrônico de estabilidade e proteção para pedestres. Além disso, os consumidores precisariam dar mais valor aos níveis de segurança dos carros que estão comprando.

Nesse sentido, o presidente da comissão diretiva do Latin NCAP disse que o poder dos compradores está se tornando mais forte no mercado latino-americano, fazendo que as fabricantes passem a oferecer modelos cada vez mais seguros.  As mudanças são reais, mas ainda é preciso avançar mais, tanto da parte dos consumidores, quanto das fabricantes e dos governos para ajudar a salvar mais vidas na região.  A próxima rodada de testes do Latin NCAP será em maio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.