Tamanho do texto

Versão de entrada do Corolla, a GLi, agora passa a ser vendida por R$ 89.990. Com isso, a fabricante visa um custo-benefício mais atrativo

Toyota Corolla: mesmo sem mudar de geração, o tradicional sedã japonês segue forte nas vendas
Divulgação
Toyota Corolla: mesmo sem mudar de geração, o tradicional sedã japonês segue forte nas vendas

O Toyota Corolla 2019 está disponível nas concessionárias da rede autorizada da marca em todo o Brasil. O sedã médio continua a oferecer quatro versões: a GLi 1.8 (R$ 89.990), com acabamento de couro e câmbio automático, que simula sete marchas, contando até com trocas na alavanca de câmbio; a intermediária XEi (R$ 105.690), a esportivada XRS (R$ 111.270) e a topo de linha Altis (R$ 118.850). Todas com motor 2.0 e a mesma transmissão, só que agora com hastes atrás do volante para trocas de marchas sequenciais.

LEIA MAIS: Desacato a autoridade: veja 5 motivos para comprar Civic e não Corolla

A principal novidade na linha 2019 do Toyota Corolla , segundo a fabricante, está na redução do preço da versão de entrada GLi, que agora passa a ser vendida por R$ 89.990. Com isso, a fabricante pretende atrair ainda mais o público, principalmente os que visam custo-benefício.

LEIA MAIS: Toyota Corolla Altis: sedã mostra por que é líder do segmento

As cores disponíveis são as mesmas: Branco Perolizado, Prata Supernova, Cinza Granito, Preto Eclipse, Vermelho Granada e na nova cor Marrom Urban. Já o Corolla XRS, vem apenas nas cores Branco Polar e Preto Eclipse e, enquanto isso, o acabamento interno da versão XEI agora é de couro preto.

Equipamentos

Entre outros ites, o carro conta com faróis e lanternas com LEDs contínuos, grade frontal com aberturas de ar mais estreitas e detalhes cromados. Por dentro, vem equipado com a central multimídia Touch 2, com tela de 4.2 polegadas, sensível ao toque e GPS embutido.

Já a versão XRS tem acabamento interno preto, aerofólio traseiro com luz de freio de LED, rodas diamantadas 17", faróis dianteiros em LED, saias laterais e ponteira do escapamento cromada. No caso da Altis, o ar-condicionado tem regulagem independente para motorista e passageiro e amortecedores que aumentaram a distância livre do solo em 5 mm. 

O controle eletrônico de estabilidade é um módulo que inclui controle de tração e assistente de rampas e também passa a fazer parte dos equipamentos do Corolla. O carro também tem airbags de cortina de série e, agora, somam um total de sete airbags. São eles: frontais, laterais, cortina e um de joelho para o motorista.

Bom de briga

Segundo o ranking da Fenabrave, em 2017 - ano que o milionésimo Corolla saiu da fábrica de Indaiatuba (SP) - o modelo teve 66.200 unidades vendidas no Brasil, o que representa um crescimento de dois pontos percentuais sobre 2016 e, como resultado, rendeu-lhe a 7ª colocação no ranking geral de vendas. Entre janeiro e fevereiro deste ano, as vendas do sedã somaram um total de 8.335 unidades, o que representa cerca de 44% das vendas de todo o segmento.

LEIA MAIS: Honda Civic fica mais equipado na linha 2018. Saiba o que mudou

Tomando como referência o principal rival do Toyota Corolla , o Honda Civic, emplacou 2.870 unidades, ou quase três vezes menos. Apesar de ser um carro à altura, a tradição e a legião incondicional de fãs que o Corolla reúnem - além de outros fatores, como custos de seguro, peças de reposição e outros - sustentam o sedã sempre “no alto” da lista. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.