Tamanho do texto

Linha Abarth foi remodelada recentemente, e agora recebe itens para celebrar os 70 anos da marca. Veja alguns dados sobre os carros italianos

Linha Abarth 70 anos: Histórico de sucesso nas corridas e entre os entusiastas são os maiores destaques da marca
Divulgação
Linha Abarth 70 anos: Histórico de sucesso nas corridas e entre os entusiastas são os maiores destaques da marca

A Abarth, subdivisão de esportivos da Fiat, comemora os seus 70 anos com o lançamento da edição 70th Anniversary para toda a linha, que inclui o 595, 124 Spider e GT. Segundo a fabricante, os carros vão trazer plaquetas numeradas para se tornarem ainda mais exclusivos. O Rali de Monte Carlo — bastante consagrado pelas competições que celebram,os escorpiões nos anos 70 — foi escolhido pela marca para que o público fanático por esportividade e corridas pudessem os conhecer mais de perto.

LEIA MAIS: Fiat 500 ganha a mais nova versão 595 Pista

O ano de 2018 foi marcado por recordes para a Abarth , já que a marca do escorpião bateu o seu recorde de vendas no continente europeu. Foram 23.500 unidades vendidas pelo Grupo FCA, número que representa um crescimento de 36,5% por comparação com 2017. E não foi por falta de admiração, em 2015, por parte do público brasileiro, que acabou saindo de linha por aqui, e sim por toda a questão tributária que fazia os preços do 500 Abarth acabassem se tornando inviáveis. Desse modo, mais dificilmente ainda viria ao Brasil nos dias atuais, com o dólar em alta e com a linha atual, que conta com versões ainda mais refinadas, além do mais novo Abarth 124 Spyder e GT

LEIA MAIS: Veja 5 carros que realmente deveriam voltar ao Brasil

O veneno dos escorpiões da Abarth

Os Abarth são cuidadosamente pensados para trucidar os oponentes nas pistas de corrida e render sorrisos nas estradas
Divulgação
Os Abarth são cuidadosamente pensados para trucidar os oponentes nas pistas de corrida e render sorrisos nas estradas

Para o 500, atualmente vendido na gama 595, está disponível com vários níveis de potência, que podem ir dos 145 cv até aos 180 cv. Quem comprar o 595 Competizione , a versão de topo, passa a contar com o sistema Uconnect HD que faz parte do multimídia de 7 polegadas e com o sistema de telemetria da Abarth. A isto, ainda se somam os freios Brembo, escape record Monza, amortecedores Koni e bancos esportivos Sabelt. Por outro lado, quem optar pelo 595 Turismo (mais em conta), terá o mesmo sistema Uconnect HD com multimídia de 7 polegadas, tapeçaria em pele Abarth e o novo Pack Urban, que acrescenta sensores de estacionamento, sensores de chuva e luzes automáticas. Trata-se de uma versão mais urbana que a Competizione.

LEIA MAIS: Raro Lancia de 1936 está em voga no mundo dos colecionadores

Por fim, o Abarth 124 Spider, que está disponível com o mesmo motor 1.4 MultiAir, mas com 170 cv e 25 kgfm. Conta com o escape Record Monza, com sistema Dual Mode de série (que dosa os níveis de ruídos), bancos em pele, rodas de 17 polegadas da OZ Wheels, capas dos espelhos pintado de cinzento metalizado escuro, spoiler dianteiro em carbono, conta giros com fundo vermelho e recebeu, ainda, novas cores que fazem alusão às suas tradições nos ralis: branco Turini 1975, Vermelho Costa Brava 1972, Preto San Marino 1972, Azul Hessen 1972 e Cinzento Alpi Orientali 1974. Imagina só esses pequenos demônios rodando aqui no Brasil em maior quantidade...

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas