Tamanho do texto

Com duas versões e mecânica de Hyundai HB20, hatch compacto virá para brigar com Onix, Polo e Argo; confira o que já foi revelado sobre o modelo

Kia Rio arrow-options
Divulgação
Kia Rio foi atração da marca coreana no Salão do Automóvel 2018; chega ao Brasil com motor 1.6 de 130 cv

Uma das grandes novelas do setor automotivo chega ao fim com a confirmação de que o Kia Rio realmente será vendido no Brasil em janeiro de 2020. Feito no México, o hatch compacto que virá para brigar com Chevrolet Onix e Hyundai HB20 será beneficiado pelo acordo de livre comércio entre os dois países. Preços ainda não foram revelados.

LEIA MAIS: Kia Rio hatch já está homologado para ser vendido no Brasil

Ainda cheia de mistérios, a Kia antecipa que o novo Rio será vendido em duas versões, LX e EX, com motor 1.6 de 130 cv de potência 16,5 kgfm de torque e câmbio automático de seis velocidades - o mesmo conjunto do Hyundai HB20 . A central multimídia de sete polegadas terá compatibilidade com os sistemas de pareamento Apple CarPlay e Android Auto.

Se manter os atributos do modelo vendido no México, o Kia Rio contará com itens com ar-condicionado digital, direção com assistência elétrica, revestimento de couro no interior, volante multifuncional, faróis de neblina, controle de estabilidade, entre outros equipamentos.

Alta do dólar

Em novembro de 2019, a moeda americana teve a maior cotação desde o início do Plano Real. Chegou a R$ 4,206, bem acima do que seria ideal para o Kia Rio ter um preço competitivo no Brasil. O presidente da Kia, Luiz Gandini, já havia antecipado que o dólar deveria estar na casa dos R$ 3,70 para que o Rio fosse viável no Brasil.

LEIA MAIS: Confira versões, preços e equipamentos do novo Hyundai HB20 2020

Resta saber se a Kia será capaz de comercializar o Rio com valor competitivo no Brasil. Com apenas duas versões no mercado (ante 13 do Chevrolet Onix), a marca coreana representada pelo Grupo Gandini deverá lutar pela fatia dos hatches na faixa dos R$ 70 mil.