Tamanho do texto

Marca chinesa não produz mais carros no Uruguai e deixa de fazer parte da Abeifa. Também não há mais lojas vendendo carros novos, apenas usados


Lifan X80 arrow-options
Cauê Lira e Rafael Munhoz
Lifan X80 : SUV de sete lugares foi o carro mais sofisticado que a marca vendeu no Brasil

Após o pronunciamento do presidente da Abeifa (Associação Brasileira de Empresas Importadoras de Veículos), José Luiz Gandini, a marca chinesa Lifan presta esclarecimentos de que não deixou o mercado brasileiro. Contactada pela reportagem de iG Carros antes da publicação prévia - sem resposta - a fabricante informa via e-mail que o atendimento de pós vendas aos proprietários de veículos Lifan não sofreu alterações, uma vez que todos continuam sendo assistidos pela rede de concessionárias e oficinas autorizadas, que segue em plena operação.

LEIA MAIS:  Lifan X80 é a melhor entrada no segmento de SUVs de sete lugares

Por sua vez, a Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Fabricantes de Veículos Automotores), divulga hoje (29) uma nota de esclarecimento, que segue abaixo na íntegra: 

"Tendo em vista os assuntos tratados em nossa Coletiva de Imprensa do dia 8/1/2020 e, em especial, relativamente ao mal-entendido acerca das menções envolvendo da LIFAN DO BRASIL, a ABEIFA, por intermédio do seu Diretor Presidente, Sr. José Luiz Gandini, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

a-    De fato, e a pedido da ex-associada, a LIFAN DO BRASIL se desligou do quadro associativo da ABEIFA no mês de abril de 2019

b-    O desligamento se deu com absoluto cumprimento das regras estatutárias vigentes, tendo a LIFAN DO BRASIL, na oportunidade, consignado seu apreço às atividades da Entidade em prol das associadas e da atuação do seu Diretor Presidente;

c-     Como informado na referida Coletiva de Imprensa, a LIFAN DO BRASIL emplacou, no ano/calendário 2019, 230 unidades

d-    Ao que sabemos, a LIFAN DO BRASIL mantém em operação Rede de Concessionários e canais de comunicação com seus Clientes e Consumidores; e

e-    Pela imprensa, a ABEIFA tem acompanhado com interesse as notícias relativas à reesturituração operacional da LIFAN DO BRASIL, especialmete as relacionadas ao estabelecimento de parcerias de cooperação e lançamento de novos produtos, na firme expectativa de que a empresa retorne, em futuro próximo, a fazer parte do quadro associativo da ABEIFA.

 Isto posto e visando prevenir responsabilidades, solicitamos que sejam divulgadas as informações acima como forma de manter o público em geral, e o automotivo, em particular, cientes da realidade dos fatos e da correção dos procedimentos da ABEIFA, de seu Diretor Presidente em exercício e dos demais integrantes da Entidade.

Sendo o que se apresenta para o momento, aproveitanos a oportunidade para reiterar nossos protestos da mais alta consideração"

 Atenciosamente,

 José Luiz Gandini

Presidente

Em contato com concessionárias da Lifan, a reportagem do iG Carros não encontrou veículos novos à venda - apenas seminovos. A  Lifan está com uma linha de montagem no Uruguai fechada desde junho de 2018. Essa operação uruguaia deixou de fazer sentido quando o regime de cotas de modelos importados mudou, deixando de ter um volume máximo de 4,8 mil unidades. Além disso, com a alta do dólar, a guerra fiscal entre EUA e China e a forte concorrência, inclusive da rival Caoa Chery, a situação foi se tornando inviável.

O lançamento mais recente da Lifan no Brasil foi o SUV X80 , em meados de 2018, com sete lugares. Apenas 320 unidades vendidas no mercado brasileiro. Houve a promessa de trazerem outros modelos, com o SUV médio X70, mas o lançamento acabou não acontecendo. A marca diz aguardar melhores condições de mercado.

Futuro

A Lifan aproveita para informar que, recentemente, assinou parceria de cooperação com outra fabricante chinesa, a Brilliance, com a expectativa de fabricar novos veículos de ambas as marcas no complexo industrial localizado no Uruguai. De acordo com a Lifan, a planta é capaz de comportar montagem de veículos para as duas fabricantes, diminuindo custos de montagem e aumentando a competitividade. 

Lifan X60 foi o modelo mais vendido

Lifan X60 arrow-options
Divulgação
Lifan X60 chegou a ter versão com câmbio automático CVT e foi o campeão de vendas da marca no Brasil

O modelo da Lifan que mais fez sucesso no Brasil foi o X60 , cuja última novidade foi a versão renovada e com opção de câmbio automático CVT,  disponível a partir de junho de 2017. O carro podia vir com teto solar e central multimídia com tela de 8 polegadas, bancos revestidos de couro, entre outros itens. O motor é o 1.8, de 128 cv, movido apenas a gasolina.

LEIA MAIS: Lifan X60 chega com retoques no desenho e opção de câmbio automático

Em 2018, último ano completo de vendas da Lifan no Brasil, de acordo com dados da Abeifa, a marca chinesa teve 2.313 unidades vendidas no País, com o SUV X60 o mais vendido no período, com 1.668 unidades. Ainda há dados oficiais de quantos modelos a marca vendeu no mercado brasileiro em 2019. A reportagem de iG Carros tentou entrar em contato com o escritório da marca por várias vezes, mas não obteve sucesso.