Chevrolet arrow-options
Caue Lira/iG
Chevrolet Onix da nova geração, apesar de representar um marco para a GM, não será exibido ao público no Salão do Automóvel

A Chevrolet confirma que não irá expor seus carros no Salão do Automóvel deste ano. Segundo declarações oficiais, a líder de mercado informou que a "estratégia de vendas e marketing é baseada na experiência do cliente", e que vai apostar "cada vez menos em formatos analógicos". Além dela, Toyota, Lexus, BMW, Mini, Peugeot, Citroën, Jaguar, Land Rover, Volvo e Jac Motors também anunciaram que não irão expor seus veículos no São Paulo Expo.

LEIA MAIS: Prestes a mudar, Chevrolet Tracker tem R$ 11 mil de desconto

Além de ser a marca que mais vende carros no Brasil, a Chevrolet também é a fabricante do modelo mais popular do país, o Chevrolet Onix , que ganhou uma nova geração há poucos meses. Fora do Salão do Automóvel , para 2020, a montadora vai revelar em março outro lançamento importante: a nova geração do SUV compacto Tracker. Além dele, a fabricante deve renovar modelos como S10 e Trailblazer. No total, sete novidades serão apresentadas no ano, que é tido para a marca como sendo o “ano dos SUVs”.

LEIA MAIS: Elétrico da Chevrolet, Bolt EV chega ao Brasil em fevereiro

Ao contrário das ausentes, Volkswagen, FCA (Fiat-Jeep), Renault, Ford, Nissan, Hyundai e Kia já estão confirmadas para o Salão do Automóvel 2020. A única que conta com uma ressalva, ante as que irão participar, é a Chery, que apesar de ter assinado o contrato com a Reed Exhibitions Alcântara Machado — responsável pela produção do evento — há rumores de que o jurídico da empresa estaria vendo como cancelar o compromisso.

Salão arrow-options
Divulgação
Assim como os principais salões internacionais, a mostra de SP também passou a ter uma série de ausências de marcas

Na edição passada, em 2018, algumas marcas já estiveram fora do evento: entre elas, os grupos PSA (Peugeot-Citroën) e grupo Jaguar Land Rover, além da Volvo. Tanto erlas não irão retornar, quanto, no caso da sueca, ela afirma que poderá apenas marcar algumas presenças mais pontuais, como fez no evento de Los Angeles. E, ainda assim, no seu espaço, não apresentou nenhum veículo. Veja abaixo o comunicado oficial da GM.

LEIA MAIS: Onix Plus 1.0 zero quilômetro ou Cruze Sedan 1.4 seminovo: qual compensa mais?

"A Chevrolet não participará do Salão do Automóvel de São Paulo em 2020. A nossa estratégia de vendas e marketing é baseada na experiência do cliente. A Chevrolet quer ser relevante para o cliente em todos os momentos e por meio de todos os canais escolhidos por ele. E a jornada de relacionamento do consumidor com a nossa marca vem se mostrando cada vez mais digital. Prova disso é que cerca de 32% das nossas vendas de varejo iniciam-se no ambiente digital. Temos 93% da rede de concessionários integrada em uma plataforma única na internet, que conta com o estoque de cada concessionária, de veículos novos e seminovos. Isso tudo gerou mais de R$ 3 bilhões em vendas em 2019. Assim, a estratégia é focarmos cada vez menos em formatos analógicos e apostarmos mais em plataformas digitais e customizáveis, sempre tendo o cliente como o centro de tudo o que fazemos."

    Veja Também

      Mostrar mais