Com o alastramento da COVID-19 , doença causada pelo novo coronavírus , campanhas de conscientização criativas começam a surgir em todo o mundo. Em alguns países, o tradicional logo de duas esferas em intersecção da Mastercard foi substituído pelas mesmas afastadas uma da outra. Da mesma forma, a simpática sereia do logotipo da rede de cafeterias Starbucks ganhou uma máscara no estudo proposto por um designer.

LEIA MAIS: Saiba como deixar o carro parado no período de quarentena

O mesmo já está acontecendo na indústria automotiva, onde algumas fabricantes se mobilizam para substituir seus logos temporariamente. Confira o que já foi feito abaixo:

1 - Audi

Campanha Audi arrow-options
Divulgação
Argolas da Audi se afastam uma das outras para estimular a quarentena

Talvez você não saiba, mas cada argola da Audi representa uma das empresas que compõem a Auto Union: Audi , DKW (lembra dela?), Horch e Wanderer. Os primeiros registros do logo datam de 1932, quando a parceria entre as montadoras ainda não havia sido comprometida pela Segunda Guerra Mundial e a separação da Alemanha ao fim dela.

Na campanha de conscientização, as argolas da Audi se separaram temporariamente, fazendo uma alusão clara ao afastamento proposto pela Organização Mundial de Saúde e diversas autoridades mundiais. Interessante, não?

2 - Citroën

Citroën arrow-options
Divulgação
Concessionária brasileira afastou os "chevrons" em campanha divulgada nos stories

Além de ter nomeado a marca com seu sobrenome, o engenheiro francês André Citroën também criou o logo da marca. Em 1900, ele adquiriu a patente para o desenvolvimento de engrenagens que tinham um “chevron” (formato de V) em seu acoplamento. Entre 1919 e 1921, o logo da Citroën surgia nas cores amarela e azul, disposição usada (com modificações) até 1984. 

LEIA MAIS: Saiba o que mudou na legislação e serviços com a pandemia

Em 1985, surgiu o logo com os “double-chevrons” vazados em um quadrado vermelho. Apenas em 2009, a marca decidiu focar mais nos “chevrons”, onde eles ganharam acabamento “metalizado”. Uma concessionária brasileira fez um post nos stories do Instagram, onde os “chevrons” se afastam temporariamente.

3 - Volkswagen

Campanha Volkswagen arrow-options
Divulgação
O clássico simbolo da Volkswagen sofreu mais uma alteração temporária pelo afastamento

O logo da Volkswagen é tão simples que chega a ser autoexplicativo. Trata-se de um V e um W, unidos em suas arestas dentro de um círculo. Talvez você já esteja cansado de saber, mas o nome da marca é traduzido como “carro do povo”. (Volks significa povo; Wagen é carro).

LEIA MAIS: GM do Brasil vai consertar respiradores do SUS contra COVID-19

Ao longo de sua história, o logo sofreu algumas variações, como as engrenagens que apareceram nos arredores do círculo durante a Segunda Guerra Mundial. O símbolo como conhecemos hoje veio após o fim da guerra, ganhando a coloração azul característica em meados dos anos 70. Unidos desde o início da marca, o V e o W se separaram na campanha de conscientização contra o COVID-19. Bela iniciativa.

O novo coronavírus, causador da doença COVID-19, saltou recentemente de animais para seres humanos. Apesar de ter seus sintomas constantemente relacionados com a gripe (nos casos mais leves), está mais próximo de uma pneumonia. Confira todas as informações sobre a pandemia que parou o mundo no iG Saúde

    Veja Também

      Mostrar mais