FCA
Divulgação
Concessionárias da FCA no Brasil adotam novos procedimentos durante a pandemia com base nas experiências em outros países do mundo

Fábricas e automóveis e concessionárias nunca mais serão as mesmas. Uma série e novos procedimentos estão sendo adotados, entre os quais a higienização dos veículos com um aparelho que usa ozônio e raios ultravioleta, explica o diretor da Mopar América Latina, Luis Santamaria, à reportagem de iG Carros. Segundo ele, a novidade logo vai estar disponível no mercado e que a empresa trabalha para que chegue com o preço adequado como parte da gama de acessórios disponíveis.

LEIA MAIS: Marcas adiam prazos de revisões garantia dos carros por conta do coronavírus

Com a pandemia do novo coronavírus, a demanda por produtos e procedimentos de higienização está aumentando e marcas como Fiat e Jeep estão atentas a esse movimento. Conforme Santamaria, os equipamentos são ligados no próprio carro. O modelo que faz oxi-sanitização deve estar à venda até o começo do terceiro trimestre, mas ainda não há preço definido.

Fiat e Jeep se adaptam aos novos tempos

mopar
Divulgação
A higienização está sendo mais rigorosa nas concessionárias, para garantir a saúde dos clientes na pandemia do novo coronavírus



Além da parte de higienização, uma série de outros procedimentos estão sendo adotados para se adaptar aos novos tempos que estamos vivendo. Com base no que já está sendo adotado em outros países da Europa e na Asia, a FCA começa a trabalhar no Brasil com maior distanciamento de objetos e mesas nas concessionárias entre vários outros procedimentos que constam em uma cartilha bem detalhada. Conforme o executivo, entre outros itens, "todos os veículos que passam por serviços de manutenção nas oficinas estão sendo higienizados na chegada e na devolução ao cliente sem custo adicional".

Ainda conforme Santamaria, "para vender não apenas veículos, como também peças e serviços os meios digitais estão sendo cada vez mais utilizados". Ele diz que, antes da pandemia , menos da metade das concessionárias da FCA tinham algum tipo de canal de comécio eletrônico e que agora esse índice já subiu para 67% e tende a aumentar mais. "Além disso, agendamentos via internet e o esquema "leva e traz" de veículos se tornaram mais frequentes na rede de concessionárias, até como uma forma de evitar deslocamentos desnecessário", explica ele.

LEIA MAIS: A Indústria automotiva precisa mudar de marcha pós-coronavírus


Outro ponto que está mudando é que várias concessionárias de marcas como Fiat e Jeep também estão implementando atendimento via WhatsApp e utilizando formas de pagamento que evitem contato direto, como o pagamento remoto por celular. De acordo com Santamaria, atualmente em torno de 95% da rede está aberta para prestar serviços aos clientes que podem ter até carro reserva enquanto for necessário.

    Veja Também

      Mostrar mais