Kombi
Divulgação
O conceito I.D.Buzz mostra a Kombi do futuro e traz uma lembrança da lendária van popular de passageiros e de carga, um sucesso mundial

A Volkswagen vai começar a vender a nova geração da Kombi apenas em 2022, mas já existe uma pista de como o novo modelo deverá ser batizado. Isso porque a matriz da marca registrou o nome e-Samba , que pode ser utilizado pelo menos em uma versão do carro que terá apenas motores elétricos no lugar do a combustão.

LEIA MAIS:  Kombi faz 60 anos: relembre versões icônicas que já foram vendidas no Brasil

O nome Samba foi adotado pela Volkswagen no passado, mais exatamente entre as décadas de 1950 e 1960, quando a fabricante tinha a primeira geração da Kombi , que logo de tornou um dos ícones da marca em todo o mundo. E na variação mais luxuosa, vinha com 21 ou 23 janelas, o que é bastante raro e valrizado no mercado de clássicos hoje em dia.

Também não se sabe ainda em qual versã da nova Kombi elétrica o nome e-Samba poderá ser usado. De qualquer forma, o carro vai se basear no protótipo ID Buzz , que foi muito bem aceito pelo público nas exposições internacionais das quais participou.

LEIA MAIS: Volkswagen confirma que vai produzir a nova geração da Kombi

Entre outras características interessantes, a nova VW Kombi elétrica terá dois motores elétricos , um para cada eixo, que somarão 374 cv de potência, pelo menos em uma versão. As demais deverão vir apenas com tração traseira e menos fôlego, apenas para passageiros ou para carga, assim como já foi mostrado anteriormente pela marca em algumas ocasiões, como no Salão de Los Angeles (EUA), há dois anos.

Fonte: VW ID Talk

    Veja Também

      Mostrar mais