Honda CG 160: apenas 4,6% de desvalorização no primeiro ano de uso conforme estudo da Agência Autoinforme
Divulgação
Honda CG 160: apenas 4,6% de desvalorização no primeiro ano de uso conforme estudo da Agência Autoinforme


Honda CG 160 é o modelo de duas rodas com menor depreciação no mercado brasileiro: 4,6% em um ano de uso. Esse percentual garantiu ao modelo da marca japonesa o Selo Maior Valor de Revenda – Motos, da Agência AutoInforme, em parceria com a Textofinal de Comunicação.


A pesquisa, elaborada pela Agência Autoinforme, considerou 107 modelos zero km mais vendidos, de 14 marcas, com base nas cotações de preços praticados no mercado, em dezembro de 2019 e novembro de 2020. Além da CG 160, a Honda também venceu nas categorias Crossover com a CB 500X, Motoneta com a BIZ 110i/125i, Scooter até 200 cc com a PCX 150 e na categoria Sport acima de 800 cc com a CBR 1000 RR Fireblade. 

"No Brasil, a moto proporcionou o verdadeiro direito de ir e vir para grande parte da população. Em 2000, pouco mais de 3,5 milhões de brasileiros utilizaram a moto para o seu transporte. Hoje são mais de 20 milhões. Daí a importância desta certificação que procura incentivar a indústria e os importadores a oferecerem melhores produtos e melhores serviços de pós-vendas, de modo que o consumidor possa obter o máximo de seu investimento”, destaca Joel Silveira, diretor da Agência AutoInforme.

O Selo Maior Valor de Revenda foi dado também aos modelos Shineray XY50 (50 cc), BMW F750 GS (Big Trail até 800 cc), BMW F850 GS (Big Trail acima de 800 cc), Triumph Street Twin 900 (Clássica), Kawasaki Vulcan S 650 (Custom até 800 cc), Harley-Davidson XL883N Iron (Custom acima de 800 cc), Yamaha MT-07 689 (Naked até 800 cc), Yamaha MT-09 850 (Naked acima de 800 cc), Kymco Downtown 300i (Scooter acima de 200 cc), Kawasaki Ninja 400 (Sport até 800 cc), Yamaha XTZ 250 Lander (Trail), BMW G310 GS (Trail Média) e a Harley-Davidson Road Glide (Touring).

A Honda CG 160 é atualmente a moto mais vendida do mercado brasileiro. Foram 25.012 unidades emplacadas em janeiro, de acordo com os números do Renavam divulgados pela Fenabrave. Em 2020, o modelo da marca japonesa somou 269.226 emplacamentos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários