RS e-tron GT e e-tron S Sportback: os novos modelos elétricos da Audi para o mercado brasileiro
Divulgação
RS e-tron GT e e-tron S Sportback: os novos modelos elétricos da Audi para o mercado brasileiro

Uma projeção da Audi estima que 4 em cada 10 carros da marca vendidos no Brasil serão elétricos até meados de 2030. Essa meta ousada ganha um novo capítulo em 2021 com o lançamento de dois modelos inéditos: os novos e-tron S Sportback e RS e-tron GT . Seguindo todos os protocolos de prevenção contra a Covid-19, fomos ao Autódromo da Fazenda Capuava (SP) para conhecer e acelerar cada um deles.

O e-tron S Sportback (R$ 779.990) traz a visão da Audi Sport  para o SUV elétrico . Na comparação com o modelo convencional, o novo utilitário de luxo é mais potente – subindo de 408 cv para 503 cv –, mas tem menos autonomia – caindo de 446 km para 380 km. 

A maior capacidade de entrega de potência e torque do motor elétrico proporciona a aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,5 segundos no e-tron S Sportback, na comparação com os 5,7 segundos do e-tron Sportback convencional. Sua velocidade máxima é de 210 km/h, limitada eletronicamente. 

O que mais impressiona no Audi e-tron S Sportback na pista é a estabilidade, além da boa dinâmica em curvas. Com as baterias alocadas no assoalho, o centro de gravidade do SUV é mais baixo, garantindo uma condução mais precisa para o motorista. Nas retas da Fazenda Capuava, o utilitário esportivo elétrico revela sua disposição para atingir velocidades elevadas.

Segundo a Audi, é possível carregar a bateria do e-tron S Sportback de 5% para 80% em aproximadamente 30 minutos em uma estação de alta potência. Em uma estação de recarga residencial, o carregamento leva em torno de 8 horas para atingir 100%.

O modelo ainda conta com um vasto pacote de customização. Entre os opcionais, o motorista poderá optar pelos retrovisores externos convencionais (sem custo), revestidos em carbono (R$ 6 mil) e virtuais (R$ 15 mil), onde o reflexo é reproduzido em uma tela na lateral do painel da porta.

A Audi também disponibiliza teto em carbono (R$ 33 mil), pacote exterior em fibra de carbono (R$ 38 mil), pacote carbono completo (R$ 77 mil), assistente de visão noturna (R$ 21 mil) e cores externas do catálogo exclusivo da Audi com mais de 50 opções (R$ 37 mil). Há duas opções de rodas de liga leve aro 21, com detalhes pretos ou cinza.

O novo RS

Por mais que a Audi tenha o entendimento de que o RS e-tron GT (R$ 949.990) não deverá “roubar” clientes do superesportivo R8 , é muito difícil imaginar que isso não aconteça nos próximos anos. Isso porque o novo integrante elétrico da família RS é o Audi de produção com maior torque da história, na faixa de 83 kgfm. 

Você viu?

O esportivo pode despejar 598 cv de potência e atingir 100 km/h na faixa de 3,3 segundos. Este foi exatamente o tempo que cravei no cronômetro durante a experiência no autódromo, com duas pessoas na cabine. 

Com overboost, a Audi divulga que a potência do RS e-tron GT sobe para 646 cv. Sua autonomia é de 455 km, com velocidade máxima limitada eletronicamente em 250 km/h.

Apesar da aceleração que praticamente iguala o Audi R8 Performance, o RS e-tron GT impressiona mais pela boa dinâmica nas curvas. O chamado “eixo traseiro dinâmico” será equipamento de série no Brasil, virando levemente as rodas traseiras para o sentido oposto das dianteiras durante curvas fechadas.

Isso garante melhor raio de giro para o modelo, principalmente em curvas rápidas. Com o modo dinâmico de condução acionado, o volante fica mais pesado e transmite melhor leitura do solo às mãos do motorista. A sensação é bem próxima do Audi RS7 Sportback, mas sem o rugido metálico.

O pacote de customização inclui soleiras de porta RS em fibra de carbono (R$ 4,5 mil), capa do espelho retrovisor externo em fibra de carbono (R$ 6 mil), teto em carbono (R$ 33 mil), pacote exterior em fibra de carbono (R$ 38 mil), pacote de carbono completo (R$ 77 mil), assistente de visão noturna (R$ 21 mil) e cores exclusivas da Audi com mais de 50 opções de cores (R$ 37 mil).

Vale destacar que o RS e-tron GT é o veículo mais customizável da Audi no mundo. O proprietário poderá escolher entre três opções de acabamento da grade “singleframe”, duas opções para a máscara da grade, quatro opções de rodas aro 21, três opções de cores dos freios de carboneto de tungstênio e cinco opções de acabamento interno. 

A Audi espera que o RS e-tron GT pegue embalo nas vendas de seus veículos esportivos. Pela primeira vez na história, o Brasil aparece entre os 10 principais mercados dos veículos da linha Audi RS no mundo.

Entre os elétricos, a Audi ainda estuda o lançamento do e-tron GT quattro – a versão de entrada do RS e-tron GT – para os próximos anos. Uma unidade foi importada da Alemanha para avaliar a recepção do público, mas ainda não há previsão de chegada às concessionárias.

Veja como fica o catálogo de veículos elétricos da Audi com a chegada dos novos modelos: e-tron (R$ 459.990), e-tron Sportback Performance (R$ 551.990), e-tron Sportback Performance Black (R$ 591.990), e-tron S Sportback (R$ 779.990) e RS e-tron GT (R$ 949.990).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários