Lada Niva é produzido desde 1977 sem grandes alterações desde que foi vendido no Brasil, no início dos anos 90
Divulgação
Lada Niva é produzido desde 1977 sem grandes alterações desde que foi vendido no Brasil, no início dos anos 90

O Lada Niva foi eleito o ‘Veículo Off-Road do Ano’ na categoria dos utilitários compactos por um júri especial formado por especialistas, blogueiros e influenciadores. O Land Rover Defender venceu a categoria dos 4x4 aventureiros, enquanto o Toyota Land Cruiser foi condecorado no segmento dos SUVs médios.

Produzido desde 1977 sem grandes mudanças, o Lada Niva é um dos veículos mais longevos do mercado global. Entre as alterações mais marcantes, podemos lembrar da substituição do conjunto mecânico em 1996, quando o Niva abandonou o motor 1.6 carburado e recebeu uma unidade 1.7 com injeção eletrônica. Trata-se do mesmo motor utilizado nos dias de hoje.

Apesar da idade avançada, o Niva continua sendo o terceiro modelo mais vendido da Lada no mundo, correspondendo a 18% de todos os emplacamentos da marca. O compacto Granta e o sedã médio Vesta são os carros de maior destaque da Lada.

No Brasil

Com a abertura das importações em 1990, a Lada foi uma das primeiras marcas de importados a chegar ao Brasil. O Niva teve grande destaque, uma vez que os modelos da Gurgel eram considerados defasados na época.

As vendas do Niva começaram a cair em 1991 com a dissolução da União Soviética. A grande dificuldade de importar peças e os problemas recorrentes dos modelos seminovos atrapalharam o pós-venda do jipinho russo. Em 1997, pouco antes da chegada de um novo rival ao Brasil – o Suzuki Jimny –, o Lada Niva saiu de linha no Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários