Segundo especialistas, é preciso que haja ações em nível nacional para que os preços dos carros elétricos caiam no Brasil
Divulgação
Segundo especialistas, é preciso que haja ações em nível nacional para que os preços dos carros elétricos caiam no Brasil

O governo do Estado de São Paulo anunciou a redução da alíquota do ICMS para setores geradores de empregos como o segmento de eletromobilidade que terá uma redução de 18% para 14,5% a partir de 2022.

Apesar disso, ainda está longe de que os preços do mercado do carro elétrico , por exemplo, diminuam de forma significativa. Para Ricardo da Silva David, sócio-fundador da Elev , empresa que oferece ao mercado soluções para o ecossistema de mobilidade elétrica, ainda falta muito para os carros elétricos emplacarem no Brasil.

"Os governos estaduais precisam fazer a sua parte, mas também são necessárias ações em nível nacional , provindas do congresso ou do Executivo. Para o segmento realmente chegar na maior parcela da população, ainda precisamos de incentivos públicos, como a redução do ICMS em São Paulo", explica Ricardo.

Na Europa, os incentivos já existentes somado com a atual crise de combustíveis, tem feito com que muitos optem pelos carros elétricos . Esse é o caso do Reino Unido, segundo o CarGuide, publicado no dia 24 de setembro, houve um aumento de 1.600% em buscas no Google sobre os automóveis elétricos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários