Quando o assunto é uso do celular ao volante, São Paulo lidera com mais de 37%, com 91.362 registros em 2021
Divulgação
Quando o assunto é uso do celular ao volante, São Paulo lidera com mais de 37%, com 91.362 registros em 2021

No mês do Maio Amarelo , um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito, a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) alerta para o perigo do uso do celular na direção.

Só para se ter uma ideia, no Brasil registra-se, por hora, cerca de 30 infrações por uso do celular e por volta de 675 brasileiros arriscam suas vidas todos os dias ao utilizar o aparelho.

Um levantamento da Abramet mostra que, em todo o País, em 2021, pelo menos, 250 mil condutores foram flagrados usando o celular no trânsito, arricando suas vidas e a dos demais.

Entre os estados brasileiros que se destacam por acumularem os maiores números desse tipo de infração, São Paulo lidera com mais de 37%, com 91.362 registros. Em seguida vêm Minas Gerais (30.843) e Goiás (16.971).

Por ocasião Maio Amarelo, a Abramet com a campanha Toque pela Vida,  que terá duração de um ano, contribuirá no esforço de prevenção destacando os principais fatores que influenciam na segurança e na saúde dos condutores como uso do celular, consumo de álcool e drogas, excesso de velocidade, uso do cinto de segurança, 'cadeirinha', capacete, sono, saúde do condutor e condições do veículo.

Além do perigo de provocar sinistros graves, inclusive gerando vítimas fatais, o uso do smartphone na direção é uma infração de natureza gravíssima. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) , aquele que for flagrado pelas autoridades de trânsito segurando ou manuseando o celular enquanto dirige, terá que desembolsar R$ 243,47 em multa, além de ganhar sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários