Honda
Divulgação
A nova Honda CB 650R tem posição de pilotagem confortável, levemente esportiva

Não escondo minha predileção pelas motocicletas vintage, em especial as japonesas dos anos 70, e releituras modernas como a Honda CB 650R NSC. O farol redondo, entre outros detalhes dos modelos dessa época, é sempre a maior razão para essa preferência. Por outro lado, a dirigibilidade das motocicletas atuais nem pode ser comparada com a dificuldade em frear e fazer curvas da maioria das antigas.

Em uma outra base de comparação, prefiro as naked, como a Honda CB 650R , em relação às suas versões esportivas, as carenadas. A menos que eu esteja em uma pista. E foi exatamente isso que vivenciei na semana passada, ao experimentar no circuito do Haras Tuiuti a nova Honda CBR 650R , que ficou ligeiramente mais esportiva, merecendo a troca do “F” pelo ”R” no seu nome oficial.

Honda
Divulgação
Destacam-se visualmente o farol redondo e os quatro escapamentos em curvas

Desta vez a avaliação é com a sua parceira de base mecânica, a nova Honda CB 650R, que também trocou a letra “F” pela letra “R”. Mais do que isso, perdeu um pouco da sua a personalidade streetfighter, com aquele farol estilo jaspion, para entrar na família NSC – Neo Sports Café – inaugurada no ano passado pela Honda CB 1000R NSC.

Mesmo não sendo uma café racer autêntica, a nova Honda CB 650R evoluiu bastante em relação à sua antecessora, sendo que nesse aspecto, o destaque é para a nova suspensão dianteira invertida Showa de 41 mm, bem mais eficiente. Como na CBR, a CB 650R também tem freio dianteiro a disco com pinças radiais.

Honda
Divulgação
Destacam-se visualmente o farol redondo e os quatro escapamentos em curvas

No aspecto visual, a Honda CB 650R NSC é linda, mesmo considerando que aquele farol redondo não passa de uma moldura circular, na qual repousa o DLR (Daytime Running Light, ou iluminação diurna), envolvendo um refletor de leds. Eficientíssimo, mas que não se compara à beleza vintage dos tradicionais faróis redondos. Mas não se preocupe, é apenas um gosto meu.

Outro destaque visual da Honda CB 650R NSC são as curvas dos quatro escapamentos. Lembra a “nova” safra de motocicletas de quatro cilindros apresentada em meados dos anos 70, quando o escapamento 4-em-1 se tornou equipamento de série. Naquele tempo, era comum instalar escapamentos 4-em-1 nos modelos que tinha quatro escapes separados, só para ouvir o maravilhoso ronco dos quatro cilindros, ou apenas retirar o miolo nas motocicleta que já vinham com o escape unificado.

No caso da CB 650R, não é necessário apelar para esse expediente para se ter um ronco magnífico – até porque a legislação não permite –, basta acelerar um pouco mais para que o ronco se torne música. Com silencioso, catalizador e tudo mais.

Honda
Divulgação
As cores são cinza, azul e vermelho

O motor da Honda CB 650R é um quatro cilindros em linha transversal de exatos 649 cm3 de cilindrada, com potência de 88,4 cv e torque de 6,13 kgf. Com embreagem deslizante e assistida, a motocicleta conta ainda com controle eletrônico de tração HSTC, desligável por um comando no punho esquerdo do guidão.

A posição de pilotagem na Honda CB 650R NSC é muito boa, fica entre a esportiva e a confortável, e a funcionalidade do novo painel de instrumentos do tipo blackout melhorou bastante, apesar de ser de LCD e não de TFT. Em alguns momentos, a visibilidade das funções não é perfeita, mesmo configurando para máxima intensidade da iluminação, mas ao incidir a luz solar, os dígitos de LCD refletem bem a claridade e a leitura é ótima.

Honda
Divulgação
Painel de instrumentos de LCD com shift light e indicador de marchas

O conta-giros, também digital, tem a faixa vermelha iniciando às 12.500 rpm, e conta com indicador digital de marchas e shift light programável para indicar a mudança de marcha ideal para cada tipo de pilotagem. Para uma viagem confortável, no entanto, à velocidade de cruzeiro, a rotação em torno das 6.000 rpm é a ideal. Acima disso, surgem tanto o delicioso ronco quanto uma leve vibração de alta frequência.

A Honda CB 650R NSC te garantia de três anos, está disponível nas cores azul, cinza e vermelho e custa R$ 39.416.

    Veja Também

      Mostrar mais