Tamanho do texto

Dúvida frequente nos cursos de restauração de veículos antigos é sobre as diferenças entre os equipamentos de Solda MIG/MAG com ou sem gás

Antes de identificarmos as diferenças entre os equipamentos de soldas é importante entender o processo de Solda MIG/MAG: Os termos MIG e MAG significam respectivamente “Metal Inert Gas” e “Metal Active Gas”ou “Arame Metálico com Gás Inerte” e “Arame Metálico com Gás Ativo” . Neste processo de soldagem o arco elétrico produz uma fonte de calor, entre a peça a ser soldada e o material consumível (arame não revestido). O aquecimento gera a chamada poça de fusão e proporciona a união entre os materiais metálicos. O gás Inerte ou Ativo tem a função de proteger a poça de fusão contra interferências físicas e impurezas do ambiente externo, facilitando e agilizando uma união mais homogênea de melhor acabamento.

LEIA MAIS: Gasolina no Carro Antigo: Comum ou Aditivada? Quanto Dura?

 Portanto, por definição, não existe processo de Solda MIG ou MAG sem a existência do gás inerte ou ativo. Os equipamentos de soldas oferecidos erroneamente como “Máquinas de Solda MIG/MAG sem Gás”, utilizam-se de outro processo, que utiliza o material consumível de arame com revestimento interno (arame tubular auto protegido) que durante o processo de fusão libera o próprio gás de proteção. Por ser um processo mais barato e mais compacto foi adaptado como solução “paliativa’, na manutenção automotiva como opção mais econômica.

Esclarecendo que são processos distintos, relacionamos no vídeo apresentado, as principais diferenças entre os equipamentos.

LEIA MAIS: Os 10 carros clássicos mais incríveis esquecidos em garagens. Veja fotos

Particularidades do Processo de Soldagem MIG/MAG

Imagem que compõe o material didático oferecido aos participantes do Curso de Solda MIG/MAG/TIG
Divulgação
Imagem que compõe o material didático oferecido aos participantes do Curso de Solda MIG/MAG/TIG

 O processo de soldagem MIG/ MAG utiliza-se de eletrodo nu consumível, e a alimentação do mesmo é feita através de um moto-redutor. Isso caracteriza o processo como sendo semi- automático, já que a alimentação é automática, porém é o soldador que conduz a tocha manualmente. A manutenção do arco voltaico é assegurada pela alimentação mecanizada do eletrodo. Isso transforma o processo MIG / MAG como muito mais produtivo do que os tradicionais processos manuais.

LEIA MAIS: Solda MIG na Restauração de Veículos Antigos. Qual equipamento comprar?

A soldagem MIG/MAG é utilizada na fabricação de componentes e estruturas, na fabricação deequipamentos de médio e grande porte como pontes rolantes, tratores, na indústriaautomobilística, na manutenção de equipamentos e peças metálicas, na recuperação de peçasdesgastadas e no revestimento de superfícies metálicas com materiais especiais.

 As amplas aplicações desses processos são devidas à:

- Alta taxa de deposição, o que leva à alta produtividade no trabalho do soldador;

- Versatilidade em relação ao tipo de material, espessuras e posições de soldagem;

- Ausência da operação de remoção de escória.

Apesar da maior sensibilidade à variação dos parâmetros elétricos de manutenção do arco

voltaico, que influencia diretamente na qualidade do arame de solda, a soldagem MIG/MAG,

por sua alta produtividade, é a que apresentou maior crescimento de utilização nos últimos

anos

Cursos Relacionados:

Curso de Solda MIG/MAG/TIG:

http://www.escoladerestauracao.com.br/cursosderestauracao.asp

Funilaria na Restauração de Veículos Antigos:

http://www.escoladerestauracao.com.br/cursosderestauracao.asp

Wagner Coronado professor da Escola de Restauração de Veículos Antigos
Divulgação
Wagner Coronado professor da Escola de Restauração de Veículos Antigos

Wagner Coronado é Tecnólogo de Soldagem e consultor de empresas da área automobilística  na Synergic Consultoria e Treinamento. Professor da Escola de Restauração de Veículos  Antigos (www.escoladerestauracao.com.br), Coronado ensina a construir carros, mas é pelos  velhinhos que seu coração bate mais forte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.