Tamanho do texto

Com motor 2.0, aspirado, de 155 cv, sedã vai de 0 a 100 km/h em 10 segundos. Veja o vídeo para mais detalhes

Carros manuais estão cada vez mais ausentes do mercado brasileiro. Esse tipo de transmissão é encontrado, principalmente, nos modelos compactos mais em conta à venda no País. Entretanto,  há excessões. Uma delas fica por conta da  décima geração do Honda Civic, disponível em várias versões, mas duas delas chamam mais atenção: a topo de linha Touring, com motor 1.5, turbo, e a Sport, com caixa manual de seis marchas.

LEIA MAIS: Toyota Hilux Challenge vem com uma série de itens exclusivos

A versão Honda Civic Sport manual usa motor 2.0, aspirado, com até 155 cavalos de potência. Com caixa manual,  de acordo com dados da fabricante, o carro é capaz de fazer de 0 a 100 km/h  em exatos 10 segundos. Apesar de ser uma versão de entrada do sedã, o modelo conta com bons itens de série.

LEIA MAIS: VW Polo Comfortline é a opção mais barata com motor 200 TSI

Na lista de equipamentos estão incluídos itens como ar-condicionado digital automático, vidros elétricos nas quatro portas, central multimídia, luz de condução diurna e freio de mão eletrônico, entre os principais destaques dessa versão. Também podemos acrescentar nessa lista o sistema AHA, com torque vetorial e seis airbags de série.

Apesar de muitos itens de luxo e segurança, como se trata de uma versão de entrada, alguns itens não se fazem presente no Civic Sport. Repetidores de seta nos retrovisores, abertura do porta-malas pela própria tampa e bancos revestidos de couro não fazem parte dessa versão que chega, aos R$ 89 mil.

Como anda?

Honda Civic Sport 2018: apelo esportivo condiz com o visual mais agressivo da versão que parte de R$ 89 mil
Renato Maia/Falando de Carro
Honda Civic Sport 2018: apelo esportivo condiz com o visual mais agressivo da versão que parte de R$ 89 mil

A nova plataforma do Civic entrega uma das coisas que o brasileiro gosta: dirigibilidade. O modelo é muito estável e o motorista se posiciona de forma baixa, ao ponto que você se sente pilotando o Civic e não apenas dirigindo o sedã.

LEIA MAIS: Onix x Polo: nem sempre quem vende mais é melhor

O volante de duplo pinhão também axila bastante o motorista a realizar curvas e manobrar de forma mais simples, dando muita confiança para abusar em curvas e facilitar na hora de estacionar o modelo por exemplo.

Atualmente, a décima geração do Honda Civic enfrenta apenas um problema: preço. Partindo de R$ 89 mil na versão Sport, o sedan chega aos R$ 125 mil na versão Touring topo de linha. Entretanto, a versão Sport esbarra em alguns modelos como o Chevrolet Cruze LT e Toyota Corolla, que são equipados com câmbio automático.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.