WR-V
Carlos Guimarães
Honda WR-V 2021: frente renovada inclui faróis de LED e grade redesenhada entre as principais mudanças no modelo com apelo aventureiro

A Honda resolve apostar na renovação do WR-V da linha 2021. Dessa vez, as mudanças não se resumem a meros detalhes, mas também não vão muito além da inclusão de controle de estabilidade em todas as versões e de retoques no desenho. Antes mesmo do carro chegar às lojas, a reportagem de iG Carros foi convidada a dar uma volta no modelo.E as nossas primeiras impressões você confere a seguir.

Os novos faróis e lanternas de LED nas versões EX e EXL deixaram mesmo o carro com aspecto mais moderno. Além disso, o para-choque traseiro 6,7 cm mais protuberante que o anterior também combinou com a proposta do Honda WR-V 2021 e deve ajudar a evitar amasados ocasionais na tampa do porta-malas. Bom também é que a frente com grade e para-choques redesenhados deram um olhar menos sisudo.

Não é à toa que as fabricantes reservam as versões mais equipadas para as primeiras impressões, mas lá fomos nós ao volante do Honda, agora com hastes no volante revestido de couro com costuras cinzas, mesma combinação adotadas nos bancos. Dando uma olhada melhor no carro por dentro, nota-se apenas que economizaram nos cromados e que há mais botões e luzes espia.

Um deles é o do controle eletrônico de estabilidade. Outro é o do sensor do para-choque traseiro, que passa a estar disponível para ajudar nas manobras. Pode parecer algo comum, mas só agora é que o espelho interno é fotocrômico no WR-V topo de linha (EX-L), que também passa a ter retrovisores externos rebatíveis eletricamente.

Porém, a central multimídia do crossover é a mesma, com GPS integrado, embora já esteja um passo atrás das que estão chegando por aí, com 4G nativo e conexão com Android Auto e Apple Car Play sem fio.

Acelerando o Honda WR-V 2021

Dada a partida, o 1.5, de quatro cilindros, soa bem familiar. Quem estiver esperando pelo 1.0, de três cilindros, turbo, vai ter que esperar, já que a marca não deu previsão de quando a novidade vai estar disponível no Brasil. Disse apenas que o motor atual atende bem. O câmbio automático CVT também é praticamente o mesmo de sempre. Notamos apenas uma discreta mudança na calibragem, o que o deixou com funcionamento mais suave.

Aliás, o isolamento acústico e o acerto da suspensão são os destaques do carro. O conjunto não recebeu mudanças, mas mostra que absorve bem as irregularidades do piso e mantém o carro firme nas curvas, mesmo com bons 20,7 cm de vão livre do solo, com ajuda dos pneus 195/60R 16, que não são de uso misto. Entretanto, faltou um cluster mais moderno, com velocímetro digital, cada vez mais últil hoje em dia com as vias lotadas de radares.

O fôlego do bem conhecido 1.5, de quatro cilindros, em conjunto com a caixa CVT, se mantém limitado. Então, é bom não ir com muita pressa e apreciar a paisagem. Porém, a direção com assistência elétrica funciona bem, precisa em velocidade e leve para estacionar. E os freios transmitem segurança, sem dar sustos.

A versatilidade do sistema de bancos, os mesmos do Fit continua sendo outro ponto positivo do carro, que pode levar razoáveis 363 litros de bagagem, mas sem rebater os encostos traseiros, bipartidos em 1/3 e 2/3 e fáceis de serem manuseados. No Honda WR-V 2021 topo de linha, outra novidade é o acendimento automático dos faróis, bem como a cor Azul Cósmico Metálico. Veja abaixo como ficaram os preços da linha 2021, que começa a chegar às lojas.

Honda WR-V LX - R$ 83.400,00
Honda WR-V EX – R$ 90.300,00
Honda WR-V EXL - R$ 94.700,00

Ficha técnica

Honda WR-V 2021

Preço: a partir de R$ 8‎3.400 

Motor: 1.5, quatro cilindros, flex

Potência: 116 cv (E) / 115 cv (G) a 5.500 rpm

Torque: 15,3 kgfm (E) / 15,2 kgfm a 4.800 rpm

Transmissão: Automático, CVT, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus: 195/60 R16

Dimensões: 4,07 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,60 m (altura), 2,56 m (entre-eixos)

Tanque: 45 litros

Porta-malas: 363 litros

Consumo gasolina: 11,7 km/l (cidade) / 12,4 km/l (estrada), e 8,1 cidade e 8,8 km/l na estrada, com etanol

0 a 100 km/h: 12,3 segundos

Velocidade máxima: 168 km/h




    Veja Também

      Mostrar mais