Tamanho do texto

Novos modelos, renovações e motocicletas inéditas. Confira o panorama dos melhores lançamentos de 2019;

Pelo menos para os fãs de motocicletas, 2019 tem sido um ano e tanto. Enquanto as vendas crescem (18% só em julho, na comparação com o mês anterior), fabricantes e importadoras voltam a investir em modelos mais rebuscados, esportivos e estilosos no mercado brasileiro. O ano ainda não acabou, mas a quantidade de modelos lançados já rende uma lista.

LEIA MAIS: Yamaha revela veículo elétrico que mistura scooter, triciclo e patinete

A reportagem do iG elege as 5 melhores motos que foram lançadas até agora em 2019. Consideramos modelos de diversas categorias, sem repetir as fabricantes; confira a seguir.

1 - Ducati Multistrada 1260S

Ducati Multistrada arrow-options
Guilherme Marazzi
A Multristrada ficou ainda mais divertida em sua nova versão, a 1260S

A Ducati decidiu atualizar a Multistrada 1200 para deixá-la ainda mais picante e fácil de pilotar. O resultado é a envolvente 1260S, que chegou no Brasil com o novo motor Testastretta. Este teve o curso dos pistões aumentado de 67,9 mm para 71,5 mm, mantendo o seu diâmetro. Isso significa que há agora mais torque disponível em rotações intermediárias. O modelo desenvolve 158 cv de potência e 13,2 kgfm de torque.

Com uma nova opção de cor na linha 2019, os clientes agora podem encomendar a Multistrada na cor Iceberg White. Antigamente, só era possível ter a “”maxi-trail” no tradicional vermelho da fabricante italiana. Com Quick Shift e suspensão semi-ativa, a Multistrada 1260S custa R$ 87.900.

2 - Kawasaki Z1000R Edition

Kawasaki Z1000R Edition arrow-options
Divulgação
Quem procura uma naked streetfighter pode contar com a Kawasaki Z1000R Edition

A “naked streetfighter” da Kawasaki ganhou uma nova edição. Em relação ao modelo convencional, a nova Z1000R Edition conta com freio dianteiro Brembo, suspensão traseira regulável com amortecedor a gás Öhlins e painel de instrumentos com indicador digital de marcha engatada e indicador da hora da troca de marcha.

O motor de quatro cilindros tem 142 cv de potência e 11,3 kgfm de torque é suave e empurra a motocicleta com disposição. Nosso colunista Gabriel Marazzi também gostou muito do ronco dos escapamentos. A Kawasaki Z1000 R Edition custa R$ 60.990, enquanto que a versão normal, Z1000, custa R$ 55.990.

3 - Harley-Davidson FXDR

Harley-Davidson FXDR arrow-options
Divulgação
A Harley-Davidson FXDR aposta no visual ousado e detalhes minimalistas

A mais radical entre as “softail” não poderia ficar de fora da lista. A FXDR é um modelo rústico e cru, porém com acabamento muito primoroso. Os acabamentos em preto fosco e detalhes minimalistas são os principais destaques. O painel digital não tem mostradores, apenas um pequeno display para velocidade e algumas informações de bordo.

LEIA MAIS: Linha 2020 da Honda CFR chega ao Brasil com novas tecnologias

Sua potência não é declarada pela fabricante, mas os 16 kgfm de torque proporcionam uma pilotagem confortável e dinâmica. O câmbio tem seis marchas, por correia dentada. Por conta do longo entre-eixos (1,73 m), a FXDR não é um primor nas curvas, mas passa segurança para o condutor. A Harley-Davidson FXDR é a mais caras das motocicletas de família Softail, e custa R$ 82.200.

4 - Royal Enfield Himalayan

Royal Enfield Himalayan arrow-options
Divulgação
Apesar de não ser muito potente, a Royal Enfield Himalayan é ótima para viagens longas

Em janeiro, a Royal Enfield atendeu aos pedidos dos fãs e trouxe a nova Himalayan para o mercado brasileiro. Ela projetada do zero, sem qualquer ligação tecnológica das os modelos clássicos. Ou seja, um modelo aventureiro legítimo para o fora de estrada, Apesar do visual exclusivo, ainda carrega o caráter de “big trail” que consagrou as motocicletas da Royal.

A Himalayan tem apenas 24,5 cv de potência e 3,3 kgfm de torque, com o câmbio de cinco marchas de relações longas. Apesar dos números, é suficiente para garantir viagens tranquilas. A velocidade de cruzeiro mantém um nível de ruído baixo, favorecendo a economia de combustível. Se for viajar, escolha estradas bem asfaltadas.

5 - Honda CB 1000R

Honda CB 1000R arrow-options
Divulgação
A estilosa naked Honda CB 1000R é clássica e futurista ao mesmo tempo.

A badalada “naked” da Honda pode ser classificada de várias formas. As inspirações clássicas “café racer” são bem evidentes, mas há um caráter futurista que se sobrepõe no visual. Atração do Salão de Milão (Itália) do ano passado, o modelo chegou no Brasil com muito status.

LEIA MAIS: Salão Duas Rodas 2019 abre pré-venda com valores promocionais

São 141 cv de potência e o torque é de 10,2 kgfm. Vale lembrar que os comandos de válvulas foram redesenhados para melhorar a abertura, além da admissão rque ecebeu novos dutos com trajeto otimizado. Ela já pode ser encomendada nas concessionárias por R$ 60.900. Qual entre as melhores motos chamou mais a sua atenção? Responda abaixo.