Tamanho do texto

Modelo da marca japonesa mostra que leva a questão do desempenho um pouco mais a sério que a maioria dos utilitários esportivos rivais

Suzuki Vitara 4Sport já deixa claro pelo visual que tem uma pegada esportiva mais acentuada que a média dos rivais
Divulgação
Suzuki Vitara 4Sport já deixa claro pelo visual que tem uma pegada esportiva mais acentuada que a média dos rivais

Queiram ou não, pelo menos nos próximos anos os SUVs vão continuar como um dos segmentos mais importantes do mercado. E quem torce o nariz para esse tipo de carro, mas precisa de espaço, terá que dar o braço a torcer em algum momento. Porém, ainda existem alguns modelos no universo dos utilitários esportivos que mais se aproximam da leveza e esportividade das peruas. Um deles é o Suzuki Vitara 4Sport 4x2, oferecido pelo preço sugerido de R$ 107.900, que fica um pouco acima dos principais rivais mais equipados, como o Peugeot 2008 CrossWay (R$ 85.490) e Hyundai Creta 2.0 Prestige (R$ 92.490), ambos aptos a encarar uma tocada mais animada. 

LEIA MAIS: Conheça os 5 carros 4x4 mais em conta à venda atualmente no Brasil

Dê uma olhada nas fotos do novo Suzuki Vitara.  Com rodas pintadas de preto e um pouco mais baixo que boa parte dos SUVs, o novo Vitara já deixa a impressão de que leva a questão do desempenho mais a sério logo de cara. O que não se consegue ver, mas também explica bastante qual é a dessa nova geração do modelo da marca japonesa, fica por conta do baixo peso. São 1.170 kg, menos que os 1.231 kg do 2008 1.6 THP e os 1.399 kg do Creta 2.0. Leve, o carro ganha agilidade em qualquer situação, além de ser mais eficiente em economizar combustível.

Prova dos benéficos efeitos da leveza do Vitara  vem dos números. De acordo com a fabricante, o Vitara4 Sport 4x2 é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 8,5 segundos e atingir 195 km/h. Além disso, pode fazer  12 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada, com apenas gasolina no tanque. Nada mau. Mas, de onde vem tanta leveza? Ao volante do Vitara, já dá para notar pelo menos parte da resposta.  Isso porque parece que o pessoal da Suzuki deve ter seguido o jeito inglês de fazer roadsters, optando por um acabamento bastante simples, porém leve, ajudando no comportamento dinâmico do carro.

LEIA MAIS:  Veja a lista do valor do seguro dos carros mais baratos de consertar

Pois é, o painel tem plástico duro e o material que usaram nas laterais das portas é simples a ponto de se mover com a força do motor elétrico que aciona os vidros. Entretanto, a ergonomia é boa, com comandos bem localizados e fáceis de serem acionados. Além disso, a central multimídia tem tela grande, de 10 polegadas e com boa resolução, mas com funcionamento mais lento que o ideal pelo o que notamos no dia a dia com o carro, que tem volante de três raios, multifuncional, revestido de couro e com costura vermelha, também presente na coifa da alavanca de câmbio e nos bancos com bons apoios laterais.

Peso pena, desempenho empolgante

Detalhes pintados de preto, defletores de ar e altura livre do solo relativamente baixa são sinais de esportividade do Vitara
Divulgação
Detalhes pintados de preto, defletores de ar e altura livre do solo relativamente baixa são sinais de esportividade do Vitara

Com toda usa leveza (são só 8 kg/cv), o novo Vitara mostra boa disposição para acelerar, frear e contornar curvas, ajudado pelo motor 1.4, turbo, que rende 146 cv e bons 23,5 kgfm de torque a meros 1.700 rpm.  E dá para optar por trocar as seis marchas do câmbio automático pelas hastes atrás do volante, o que é recomendável se acabar se animando com o fôlego do carro e for passar por trechos sinuosos, cheios de curvas. Não que o Suzuki seja um estouro, mas se mostra bem comportado e ágil. Pode acelerar e apontar o nariz do SUV para a curva que o carro vai contorná-la com a obediência de um cão farejador. Além disso, os freios funcionam a contento, transmitindo segurança em qualquer situação.

LEIA MAIS: Conheça 5 seminovos mais divertidos de dirigir por até R$ 50 mil

A boa posição de dirigir e a visibilidade elogiável contribuem com o prazer de dirigir o novo Vitara, que a reportagem de iG Carros avaliou na versão com tração apenas dianteira, mas que também está disponível como 4x4.  Com a força do motor transmitido apenas para as rodas de frente, se abusar um pouco da velocidade nas curvas, o Suzuki mosta certa tendência ao substerço. Porém, fácil de ser controlado apenas aliviando a pressão no pé do acelerador. Além disso, há controles eletrônicos de estabilidade e tração para evitar derrapagens indesejáveis.

Conclusão

Com foco no desempenho, o novo Vitara 4 Sport é uma das poucas opções de SUVs no mercado que deve agradar aqueles que sentem falta da esportividade de uma boa perua entre os modelos para levar a família gastando pouco combustível. Mas tem acabamento simples e o preço um pouco acima da média dos rivais, o que é explicado em parte pelo fato de ser importado da Hungria,  levando a ter embutido no seu valor os custos de altas alíquotas de impostos e de logística.

O que também deve ser levado em conta antes de levar o Suzuki Vitara para  casa é que a rede de concessionárias é pequena na comparação com as principais marcas concorrentes.  E embora leve cinco ocupantes sem muito apeto, o porta-malas de 375 litros não é dos maiores, o que pode dificultar na hora de acomodar a bagagem de uma viagem mais longa.

Ficha técnica

Preço:   R$ 107.990 (4Sport 4x2)

Motor: 1.4, quatro cilindros, turbo, gasolina

Potência: 146 cv a 5.500 rpm

Torque: 23,5 kgfm a  1.700 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Pneus: 215/55 R17 

Dimensões: 4,18 m (comprimento) / 1,78 m (largura) / 1,61 m (altura), 2,50 m (entre-eixos)

Tanque : 47 litros

Porta-malas: 375 litros 

 Consumo: 12 km/l (cidade) /13,7 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 8,5 segundos 

Vel. Max: 195 km/h

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.