Tamanho do texto

Utilitário esportivo anda bem e se mantém é atual, mas já pede as mudanças da nova geração que será lançada em 2018 na Europa

Audi Q3 1.4 Ambition: versão mais equipada com motor 1.4 flex agrada no dia a dia sem chamar muito atenção
Divulgação
Audi Q3 1.4 Ambition: versão mais equipada com motor 1.4 flex agrada no dia a dia sem chamar muito atenção

Uma ótima refeição, mas sem os temperos que dão vida ao sabor marcante. Essa é a receita não tão gourmet que a Audi utiliza no Q3 1.4. É impossível andar no SUV premium sem aquela sensação de que falta algo. Talvez o conjunto da obra já esteja sentindo o passar do tempo. Os irmãos Q5 e Q7 já foram atualizados, mas o Audi Q3, entretanto,  continua uma geração atrás, o que vai mudar em 2018, pelo menos na Europa. Aqui, deve demorar um pouco para o carro sair com mudanças da linha de montagem em São José dos Pinhais (PR)

LEIA MAIS: Toyota Corolla Altis mostra que é exemplo a ser seguido pelos rivais

Algumas unidades de teste da nova geração do Audi Q3 foram flagradas pela primeira vez no mês passado, na Alemanha. E mesmo com a camuflagem pesada, podemos distinguir que o modelo adotará um design muito semelhante ao do irmão Q5. Sua plataforma, finalmente, virá de uma versão atualizada da MQB, que já equipa o Audi A3 e outros veículos do Grupo Volkswagen há anos.

Mas por aqui, e no resto do mundo, o Q3 preserva a mesma plataforma que foi apresentada na quinta geração do Volkswagen Golf. Pode ser que a urgência de trazer um modelo compacto tenha feito a Audi optar pelo lançamento do Q3 ainda durante o desenvolvimento da plataforma MQB, em 2011. Ninguém parece se importar com a falta de especiarias para complementar as nuances da obra do chef, pois entre os carros premium, o Q3 ocupa a primeira página do catálogo de gastronomia.

LEIA MAIS: Ford EcoSport Titanium é um dos carros mais equipados abaixo de R$ 100 mil

O Audi Q3 é o SUV premium mais vendido do Brasil em 2017, ficando na frente do aclamado Mercedes-Benz GLA, de acordo com os números da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos),  a Audi vendeu 2.864 unidades do Q3 nos oito primeiros meses do ano, enquanto o GLA aparece em segundo lugar, com 2.488. O concorrente da Baviera, BMW X1, fica na terceira colocação entre os SUVs premium, com 2.408 carros em 2017. 

Sensação de déjà-vu

Interior ainda é funcional, mas já começa a pedir mudanças que estarão na nova geração que chega à Europa em 2018
Divulgação
Interior ainda é funcional, mas já começa a pedir mudanças que estarão na nova geração que chega à Europa em 2018

Não é de hoje que os comandos do ar-condicionado do Audi Q3 contam com botões giratórios, o que o Golf, bem mais em conta, abandonou há mais de quatro anos. Por outro lado, a central multimídia funciona bem, é  intuitiva, responsiva e agradável de mexer. Fica devendo a conectividade Apple CarPlay e Android Auto. Além disso,  os itens de conforto agradam bastante. Além de ajustes elétricos para o banco do motorista, é possível regular até o apoio lombar. Bons também são os detalhes que imitam aço escovado para trazer mais requinte ao interior . O porta-malas de 460 litros está dentro da média.

Motor 1.4 turbo flex é capaz de render 150 cv de potência e garante agilidade no dia a dia
Divulgação
Motor 1.4 turbo flex é capaz de render 150 cv de potência e garante agilidade no dia a dia

Ficar confortável no Q3 não é uma tarefa difícil. E diferente dos rivais, sua condução está mais para um SUV do que para um sedã. Culpa do painel protuberante, que dá a impressão de um carro maior. Nada contra isso, pois a boa visibilidade é um dos grandes méritos do modelo. A direção, leve nas manobras e segura de acordo com o aumento da velocidade, em conjunto com a câmera de ré, facilitam as manobras de estacionamento bem como os sensores no para-choques.

O recheio, ou a parte que os olhos não vêem no Audi Q3 1.4, é honesto. O motor 1.4 TSI é utilizado em diversos veículos do Grupo Volkswagen, e seu comportamento se adapta com muita qualidade, independente de estarmos falando de um hatch, sedã, ou utilitário esportivo. Com motorização 1.4, de 150 cv, o Q3 fica 10 cv mais esperto em relação ao Volkswagen Golf TSI. O conjunto é bem elástico, e responde aos comandos do motorista sem qualquer esforço. Se você precisar acelerar com força, o 0 a 100 km/h na casa dos 8,9 s mostram que o Q3 dá conta do recado. 

Conclusão

O Audi Q3 aparecerá como uma boa opção de compra. Esperto, espaçoso e bom de guiar, o modelo só escorrega no design do interior. Entre todas as versões do Audi Q3, a que foi testada por nossa reportagem, Ambition 1.4, é a que mais faz sentido. Por R$ 170.190, você terá um SUV completo, com teto solar panorâmico. Mais que isso, só se você tiver grana o suficiente para investir R$ 190.200 na versão 2.0 no mesmo pacote, pois a primeira opção, Ambiente, com o motor de 200 cv de potência e tração Quattro vem menos equipada.

Na traseira, já conhecida já conhecida há seis anos, o discreto logo
Divulgação
Na traseira, já conhecida já conhecida há seis anos, o discreto logo "Flex" na traseira é o único detalhe novo no SUV nacional

E já adiantamos que o seguro do Audi Q3 costuma ser salgado, independente do seu perfil. Em nossa simulação, o menor valor obtido fica na casa dos R$ 4.400, para um homem na casa dos trinta que mora em São Paulo e não usa o carro para passear até hamburguerias gourmet. Até os 50 mil km, ou cinco anos de uso, espere gastar R$ 5.420 nas revisões fixas.

Audi Q3 1.4 Ambition

Preço:  R$ 170.190

Motor: 1.4, quatro cilindros, flex

Potência: 150 cv 

Torque: 25,5 mkgf

Transmissão:  Automático, 6 marchas, tração dianteira

Suspensão: McPherson (dianteira), Multibraços (traseira)

Freios: Quatro freios à disco com dois discos ventilados.

Pneus: 235/55 R 17

Dimensões: 4,38 m (comprimento) / 1,83 m (largura) / 1,60 m (altura), 2,60 m (entre-eixos)

Tanque : 64litros

Porta-malas: 460 litros 

 Consumo: 7,8 km/l (cidade) 10 km/l (estrada) com etanol. 12 km/l e 14 km/l com gasolina.

0 a 100 km/h: 8.9 segundos 

Vel. Max: 204 km/h 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.