Tamanho do texto

Confortável, ágil e bem montado, modelo se enquadra perfeitamente em todas as funcionalidades urbanas

Toyota Etios X 1.3: retoques no visual  incluem faróis com lentes escurecidas e grade frontal com novos detalhes
Cauê Lira/iG Carros
Toyota Etios X 1.3: retoques no visual incluem faróis com lentes escurecidas e grade frontal com novos detalhes

O Toyota Etios surgiu com a proposta de combater Chevrolet Onix, Volkswagen Gol e companhia. Entretanto, o compacto da marca japonesa nunca viu suas vendas realmente decolarem no Brasil. De acordo com o último levantamento publicado pela Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos), o Etios foi apenas o 18° carro mais vendido do Brasil em março, com 3.229 emplacamentos.  

LEIA MAIS: Toyota lança Etios 2019 com retoques no desenho e mais itens de segurança

Quem realmente faz um sorriso aparecer nos rostos dos concessionários da Toyota é o Corolla, mas se engana quem pensa que o Etios não tem seu valor. Por conta do design que divide opiniões, o compacto parece se destacar mais ainda com uma mecânica bem resolvida. Este, aliás, é um dos atributos que os donos de Corolla gostam de se gabar: a mecânica. Entenda a razão pela qual o Toyota Etios automático também entra nesta conta, e é um dos carros mais agradáveis de dirigir de sua categoria.

O Etios é daqueles carros que não agradam pelo estilo. Falta uma atmosfera um pouco mais descolada, algo que a Toyota fez muita questão de incluir no seu próximo lançamento, o Yaris. Sem faróis de neblina ou rodas de liga leve, como na versão que testamos, a aparência fica ainda mais enxuta. O que traz certo requinte para esta versão é o detalhe em preto brilhante na grade dianteira e os faróis escurecidos. Digamos, um carro para quem não liga para as aparências.

Por dentro a história também é dúbia. Há quem goste do painel de instrumentos posicionado no centro, digital e que traz todas as informações básicas sobre autonomia, hodômetro e até uma barra informativa que ajuda o motorista a rodar de forma mais econômica. Com isso, a marca procurou dar mais uma pegada mais jovial ao Etios. No configurador, o indicador de velocidade fica bem grande na parte esquerda, próxima do motorista, assim como o medidor de combustível. Na outra metade está a parte configurável, que pode mostrar o conta-giros, os dados de consumo de combustível ou as opções do sistema. Ficou muito mais fácil ler o painel assim.

O acabamento de plástico na tonalidade preto brilhante volta a aparecer para compor o habitáculo. Apesar da qualidade ser bem simples, acaba dando toques de sofisticação ao interior do compacto. A versão que testamos não traz central multimídia, apenas conta com toda instalação para o sistema de com, com fiação e alto-falantes.

LEIA MAIS: Toyota Etios Sedan Platinum mostra que tem requinte fora de propósito

O espaço interno não é dos melhores quando falamos do segmento que tem um carro grande como o Sandero. O hatch de origem romena, com sotaque francês, tem 13 cm de entre-eixos a mais que o Etios, o que faz toda a diferença no espaço para as pernas dos ocupantes do banco traseiro. Se o passageiro for alto, não raspará a cabeça no teto, mas as pernas ficarão encostadas no assento do motorista com facilidade. Com conforto, o Etios leva apenas dois adultos e uma criança no meio.

Virando o jogo

O porta-malas do Toyota Etios tem 270 litros de capacidade de porta-malas, ficando dentro da média dos outros city-cars vendidos no Brasil. Mas o Etios realmente se destaca na sua funcionalidade urbana. Em um mundo cada vez mais congestionado e apressado e o subcompacto da Toyota dá um show de dinamismo, saindo-se bem no dia a dia do trânsito.

Pequeno, você não precisará de câmera de ré para estacionar. Também não é difícil encontrar uma vaga com o tamanho certo do Etios por aí, tanto na rua quando no shopping. Tudo bem, o Up! também tem essa versatilidade, mas no Etios 1.3 você não precisará lidar com o câmbio I-Motion. Os automatizados, lembramos, estão em extinção no Brasil. A transmissão tem apenas quatro marchas, mas suas trocas são tão suaves e bem escalonadas que fica difícil de reparar. O Etios dispensa trancos de redução que sentimos mesmo em carros mais caros, como o Polo 1.0 TSI. Nesse ponto, o compacto guarda sua maior semelhança com o Corolla.

Na traseira, além das lanternas com lentes escurecidas mudaram os logotipos na tampa do porta-malas
Cauê Lira/iG Carros
Na traseira, além das lanternas com lentes escurecidas mudaram os logotipos na tampa do porta-malas

O motor 1.3, de 98 cv ,de potência e 13,1 kgfm de torque tem desempenho honesto, transformando o Etios em um carro que não dá muita bola para o que está carregando. De acordo com dados do Inmetro, o hatch é capaz de aferir 8,2 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números vão para 11,8 km/l e 13,3 km/l, respectivamente.

LEIA MAIS: Toyota Etios X 1.3: veja o vídeo do sedã compacto com câmbio automático

Quem está procurando um carro agradável para ir ao trabalho com conforto e cumprir as tarefas do dia a dia, o Toyota Etios está mais que qualificado. Ele revela o melhor lado de se ter um carro automático de quatro marchas em relação aos automatizado de cinco. Ágil e robusto, não é um carro para quem liga para as aparências. É uma compra conservadora para quem estiver procurando algo neste perfil. Se você se enquadra nele, dificilmente ficará desapontado com o seu Etios.

Outro ponto que o Etios se sai bem é no índice reparabilidade, que mede o custo de reparo em caso de colisão. De acordo com o ranking elaborado pelo CESVi Brasil, o Etios fica sétimo lugar entre os hatches compactos, com índice 21. E no índice de manutenção veicular (IMV) é 20, numa escala que vai de 10 a 60, o que garantiu a quarta posição.

Ficha Técnica:

Preço:  a partir de R$ 46.650

Motor: 1.3, quatro cilindros, flex

Potência: 98 cv a 5.600 rpm

Torque: 13,1 kgfm a  4.000 rpm

Transmissão:  automático, quatro marchas

Suspensão:Independente (dianteira e traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 175/65 R14

Dimensões: 3,78 m (comprimento) / 1,69 m (largura) / 1,51 m (altura), 2,46 m (entre-eixos)

Tanque : 45 litros

Porta-malas: 270 litros

Consumo: 11,8 km/l na cidade e 13,3 km/l na estrada (com gasolina)

0 a 100 km/h: 11,8 segundos

Vel. Max: 170 km/h

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.